Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita

Sorteio de um TN

12/12/2017


Que tal começar o ano novo com uma linda caderneta para organizar seu dia a dia? A Camila, colunista do blog está organizando um sorteio incrível no canal:

Resenha: Novembro de 63 - Stephen King

11/12/2017


Título: Novembro de 63 | Autor (a): Stephen King | Editora: Suma de Letras | Páginas: 727 | Skoob.

Onde comprar: Amazon | Submarino

Avaliação: ★★★★

Sinopse: A vida pode mudar num instante, e dar uma guinada extraordinária. É o que acontece com Jake Epping, um professor de inglês de uma cidade do Maine. Enquanto corrigia as redações dos seus alunos do supletivo, Jake se depara com um texto brutal e fascinante, escrito pelo faxineiro Harry Dunning. Cinquenta anos atrás, Harry sobreviveu à noite em que seu pai massacrou toda a família com uma marreta. Jake fica em choque... mas um segredo ainda mais bizarro surge quando Al, dono da lanchonete da cidade, recruta Jake para assumir a missão que se tornou sua obsessão: deter o assassinato de John Kennedy. Al mostra a Jake como isso pode ser possível: entrando por um portal na despensa da lanchonete, assim chegando ao ano de 1958, o tempo de Eisenhower e Elvis, carrões vermelhos, meias soquete e fumaça de cigarro.
Após interferir no massacre da família Dunning, Jake inicia uma nova vida na calorosa cidadezinha de Jodie, no Texas. Mas todas as curvas dessa estrada levam ao solitário e problemático Lee Harvey Oswald. O curso da história está prestes a ser desviado... com consequências imprevisíveis.
Em Novembro de 63, livro inédito de Stephen King, a viagem no tempo nunca foi tão plausível... e aterrorizante. 

Como todos vocês já devem saber, sou fã de carteirinha da nosso mestre King e claro que eu não podia deixar de não ler esse livro, que eu compraria apenas pela capa, já que ela é linda e tem uns efeitos tipo jornal, que sinceramente amei.
Bom vamos começar ao que interessa, Jake Epping é um professor de inglês que vive no Maine, em um dia que ele estava corrigindo redações, ele se depara com a redação de Harry Dunning que é o faxineiro da escola onde ele leciona, ele ficou muito surpreso com o que estava escrito ali, Harry sobreviveu a uma noite literalmente de terror, onde seu pai, matou sua mãe e seus irmãos com um martelo e ele sobreviveu a isso, mas apesar de sobreviver ficou cm sequelas para a vida toda, e isso deixa  Jake muito impressionado, pois ninguém imaginava que Harry fosse um sobrevivente de um massacre que seu próprio pai tinha cometido.

Mas nossa história começa mesmo quando Al, dono de uma lanchonete convida Jake para tomar um lanche com ele, e ele lhe contaria um segredo que há muito tempo guardava, mas o que mais deixou Jake impressionado foi a aparência de Al, ontem mesmo ele estava mais jovem e hoje está mais acabado do que um velho de 80 anos com alguma doença grave, e o Jake não sabe é que realmente Al está doente e que precisa urgentemente contar para alguém de sua confiança o que acontece em sua lanchonete.
O segredo é que dentro da dispensa da lanchonete existe um portal que te faz voltar no tempo, mais exatamente em 1958, como isso acontece, nem o próprio Al consegue dizer, mas que ele viveu muito tempo nesse mundo, sempre voltando quando precisa comprar mais carne para seus lanches, afinal de contas tudo em 1958 era bom e barato e ele então começou a comprar coisas lá e também a querer viver para sempre por lá, mas seu câncer o fez voltar para poder se tratar e achar alguém com quem ele pudesse compartilhar esse segredo.

O que Al quer que Jake faça, é entrar nesse mundo de 1958 e viver por lá até o dia da morte de JK, e por sua vez impedir que o assassino mate o então presidente dos EUA, claro que Jake achou isso uma loucura, mas acabou aceitando a loucura de viver em 1958 e quem sabe impedir um assassinato, aliás um não, mas pelo menos quatro, pois ele também tentará ajudar seu aluno Harry a mudar seu passado e ter sua mãe e seus irmãos de volta, sem que o pai pudesse fazer o massacre na noite fatídica.
Como sempre King nos faz ter o prazer da leitura, é claro que você fica com vontade de voltar no tempo se pudesse achar um portal assim, quem não gostaria? De poder concertar muitas coisas que já se passou e quem sabe melhorar seu futuro, não tem como não querer isso.
A leitura é fácil, apesar de ser um pouco repetitivo, pois uma vez no portal sempre que voltar para o futuro, e entrar novamente no portal, vai acontecer as mesmas coisas de antes, é claro que Jake poderia mudar o que quisesse, desde um simples oi, até uma conversa enorme que teve com alguém, que ninguém que vive em 1958 vai se lembrar do que aconteceu antes.

Gosto dos livros do King porque ele nos faz entrar em um mundo completamente diferente do que estamos acostumados em outros tipos de livro, jamais pensei em ler alguma coisa como esse livro antes, todos sonham com o futuro, mas nunca com o passado.
Se você gostaria de ler um livro do mestre King, mas tem medo de ler pois ele é o mestre dos livros de terror e suspense, pode ser esse tranquilamente, que você só vai se deliciar com a volta para o passado e não tem nenhum aspecto de terror nesse livro, apenas a dificuldade em lidar com o passado e talvez impedir a morte mais famosa dos EUA, do presidente JK.

Noticiário Literário: Editora Harlequin

05/12/2017


Confira os últimos lançamentos de 2017 da editora Harlequin! Olha só quanto romance apaixonante:

Resenha: Querido Dane-se, Kéfera Buchmann

04/12/2017


Título: Querido Dane-se | Autor (a): Kéfera Buchmann | Editora: Paralela | Páginas: 224 | Skoob.

Onde comprar: Amazon | Americanas

Avaliação: ★★

Sinopse: Sara tem muitos sonhos, mas também vários problemas para enfrentar. Para começar, seu namorado acabou de uma hora para outra com ela e por WhatsApp. Pouco depois, ela descobriu que o desgraçado está namorando uma socialite linda e admirada. Parou por aqui? Não: Sara, que é estilista de formação, mas trabalha como costureira, atualmente está de plantão na casa dessa socialite, arrumando as roupas dela.
Enquanto lida com o ressurgimento do ex e tenta voltar a achar graça na solteirice, Sara sofre com seu maior medo: fazer trinta anos sem achar a sua cara-metade. Entre lágrimas e muita risada, no entanto, Sara começa a repensar sua vida. E a perceber que está diante de uma pessoa cujos anseios e gostos conhece pouco: ela mesma.
Querido dane-se é a primeira ficção de Kéfera Buchmann, que, sem abandonar o bom humor de sempre, fala sobre autoestima, empoderamento e a importância de compreender os próprios desejos para se tornar alguém feliz.

Cortesia em parceria com a editora.

Depois de Muito mais que cinco minutos e Tá gravando e agora, chegou a vez da primeira ficção de Kéfera Buchmann: Querido dane-se. Em pouco tempo de leitura concluí o livro e fiquei surpresa de ter lido uma obra tão rápido, algo que tem sido cada vez mais difícil, mas como a narrativa de Querido dane-se é bem simples a leitura acaba passando num instante, é até possível terminar a leitura em um único dia por exemplo e vejo isso como algo positivo, pois muitas vezes com o tempo corrido e escasso a leitura acaba ficando para trás então livro com essa pegada mais rápida são uma boa pedida, só que mesmo assim isto acaba impacto em algo crucial, o desenvolvimento do enredo e dos personagens. 

Como dito anteriormente Querido dane-se tem uma linguagem simples e uma narrativa rápida que realmente flui a medida que vamos lendo e infelizmente acaba por não trazer outros pontos que buscamos em um livro, como a emoção, a surpresa e a estima. Querido dane-se não é um livro que chega a surpreender ou que tenha personagens cativantes, é um livro para entreter, diverte em certos momentos mas não vai lhe arrancar suspiros, lágrimas ou emoções fortes. Se é uma leitura descontraída que você busca Querido dane-se é uma boa opção.


Sendo esta a primeira ficção de Kéfera podemos perceber que ela se saiu bem e se houver um aprofundamento e maior desenvolvimento em sua escrita pode futuramente emplacar uma história que agradará a muitos, pois a escrita de Kéfera flui bem e envolve, sua história tem ganchos legais e cenas hilárias. Mas apesar disto e pela  premissa simples, além de clichê, Querido dane-se se assemelha a varias história que todos nós conhecemos ou vimos em outros meios, ou seja não causa um impacto forte no leitor.

Por ser uma obra mais adulta que trata de temas como sexo, álcool, drogas e linguagem inapropriada, algo que aliás chega a incomodar ao longo da leitura, o livro acaba não sendo apropriado para todos os públicos. Jussara ou Sara como ela prefere ser chamada é uma mulher que busca autoconhecimento, um marido e realização dos seus sonhos mas não é alguém muito fácil de conviver, muitos leitores podem se incomodar com a grosseria da protagonista. Sara leva uma personalidade forte, só que egoísta, com momentos de inveja também, ela amadurece um pouco no final mas é algo pelo qual acabamos esperando pelo andar da narrativa ou seja é um enredo que acaba sendo previsível em certos momentos e repetitivos, afinal Sara não cansa de nos lembrarmos que precisa estar casada antes dos 30 e que sua antiga relação terminou pelo WhatsApp


Enfim Querido dane-se não é uma história que vai funcionar para todos, mas posso dizer que esta obra cumpriu seu papel comigo pois entreteve e me rendeu uma leitura legal apesar dos pontos que ressaltei. Para finalizar quero ressaltar o capricho da edição, com cores fortes na capa, folhas coloridas no começo e final do livro, além de uma linda diagramação, a editora está de parabéns pelo trabalho com Querido dane-se.