Resenha: Eu te Odeio! — Corey Taylor


Edição: 1
Editora: Planeta de Livros
ISBN:  9788542206944
Ano: 2015
Páginas: 224
Avaliação:  
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: Mascarado, Corey Taylor arrasta multidões cantando músicas aterrorizantes com o Slipknot. Ele tem muito mais a dizer e não será nada delicado! Eu te odeio! é uma crítica direta, sem meias palavras, ao mundo moderno e a tudo aquilo que consideramos comum. Responsável pela condução de uma banda onde os integrantes vestem máscaras típicas de um filme de terror, Taylor faz uma avaliação devastadora, e ao mesmo tempo engraçada, sobre a sociedade atual, alfinetando os padrões de comportamento humano a partir de histórias reais vivenciadas por ele. Trabalho, escolas, educação dos filhos, a preocupação com o planeta, programas de televisão, bebida, drogas, reuniões de famílias e outras práticas do cotidiano são ridicularizadas pelo vocalista. Não se engane: o autor deste livro não é o Corey Taylor sem máscara, normalmente educado. Também não é o profissional que se preocupa com os fãs e os atende educadamente. Este é o nº 8! É aquele mascarado que canta músicas infernais no Slipknot. E ele está sem limites! Engraçado, profano, blasfemo e, acima de tudo, verdadeiro, Eu te odeio! é a pior versão de Corey Taylor e expõe o que há de mais insano e ridículo na sociedade moderna.
Nunca escondi de ninguém que amo Corey desde que tinha, praticamente, uns 15 anos e sempre que posso acompanho o andar de sua carreira, seja no Slipknot ou no Stone Sour, que são duas bandas que eu amo. Então fiquei extremamente feliz com a oportunidade de ler seu novo livro, que eu nem tinha esperança que seria lançado um dia no Brasil (Obrigada, editora Planeta). ♥ Ao contrário de sua primeira obra, Sete Pecados Capitais, Eu Te Odeio! tem um tom mais engraçado, visando mais para o humor negro e sarcástico da coisa toda. Neste obra Corey fala sobre tudo e todas as coisas que ele odeia no mundo e nas pessoas (principalmente as pessoas, no caso). E cara, é tão bom ler algo e pensar "caramba, eu super concordo com isso". rs Corey fala sobre realitys shows (que não são reais coisa nenhuma), pessoas que só olham para seu próprio umbigo e acham que o mundo gira em torno de si mesma, as músicas que são hits, família, amigos e crianças.

Resenha: Não Fale com Estranhos - Harlan Coben


Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 8580415713
Ano: 2016
Páginas: 304
Avaliação: 
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: O estranho aparece do nada e, com poucas palavras, destrói o mundo de Adam Price. Sua identidade é desconhecida. Suas motivações são obscuras. Mas suas revelações são dolorosamente incontestáveis.
Adam levava uma vida dos sonhos ao lado da esposa, Corinne, e dos dois filhos. Quando o estranho o aborda para contar um segredo estarrecedor sobre sua esposa, ele percebe a fragilidade do sonho que construiu: teria sido tudo uma grande mentira?
Assombrado pela dúvida, Adam decide confrontar Corinne, e a imagem de perfeição que criou em torno dela começa a ruir. Ao investigar a história por conta própria, acaba se envolvendo num universo sombrio repleto de mentiras, chantagens e assassinatos.
Intrigante e perturbador, Não Fale Com Estranhos é mais que um suspense de tirar o fôlego. É uma reflexão sobre o bem e o mal, o amor e o ódio, o certo e o errado, os segredos, as mentiras e suas consequências devastadoras.
A expectativa pode ser uma grande vilã para os leitores (ou não), depende muito de cada leitura, com Não Fale com Estranhos, novo livro do autor Harlan Coben, a expectativa foi um fator que talvez tenha me deixado esperando algo que não se concretizou no livro. Gosto muito de suspense e mistério, por isso a obra chamou minha atenção, além disso, o autor é bem elogiado e esta seria minha segunda experiência com um livro do Coben, o primeiro eu gostei bastante, mas pelo simples fato de que a dinâmica de A Toda Prova foi constante, se tornando uma leitura envolvente e cheia de ação, mas com Não Fale com Estranhos, senti que o enredo demorou demais para engrenar, fazendo com que a leitura ficasse muitas vezes tediosa e lenta, mesmo tendo o contato com a boa escrita do autor, faltou um “tempero” a mais em Não Fale com Estranhos, algo que de fato me surpreendesse ao longo da leitura. 

Tag: Guerra Civil


A Nath do Pobre Leitora, me convidou para responder junto com ela, a Tag: Guerra Civil, inspirada no novo sucesso cinematográfico da Marvel! Adorei a tag, as perguntas são bem divertidas. Como a Nath mencionou no PL, sou #TeamCap, impossível não torcer para ele, mesmo  que atualmente Steve Rogers tenha ido para o lado Hydra, quer dizer sombrio (ainda acredito que tenha algo muito sério por traz dessa revelação, tenho até uma teoria, mas deixarei para um próximo post).

Resenha: O Reino Selvagem - Simon David Eden

Edição: 1
Editora: Planeta
ISBN: 9788542206852
Ano: 2016
Páginas: 320
Skoob
Avaliação: 
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: Quando Will-C, o gato de estimação da adolescente Drue, desaparece, ela não imagina que seu sumiço tenha a ver com uma iminente revolução, tramada nos recônditos das florestas de todo o mundo. O reino animal declara guerra aos humanos que, por séculos, destroçaram o que lhes é mais caro: o meio ambiente, o seu habitat, a sua casa.
Nesse imenso e intenso conflito de proporções globais, os pets ficam numa encruzilhada quando precisam escolher o lado a apoiar: se o dos seus donos, dos homens, ou dos seus colegas naturais, os animais. Se o peludo e simpático Will-C tem dúvidas de que partido tomar, sua devotada e amorosa dona sabe muito bem o que precisa fazer: resgatar seu querido amigo e companheiro.
Reino Selvagem vai além de uma aventura animal de proporções épicas e fantásticas, é a história de um amor verdadeiro, que irá emocionar, alertar e inspirar humanos, donos ou não de animais de estimação.
Comecei a leitura de O Reino Selvagem com dúvidas se iria realmente gostar do livro, a sinopse era bem curiosa e confesso que a capa chamou muita minha atenção. Ao embarcar nesta aventura, confesso que fiquei confusa de início, e pensando que terminaria o livro sem me envolver com a história, no entanto Simon David Eden tem o dom de fazer seu leitor se apaixonar por seus personagens, eu estava encantada com Drue e Will-C, além disso minha curiosidade aguçava querendo buscar as respostas da história, afinal O Reino Selvagem é um livro meio maluco, mas completamente incrível, daqueles que você termina desesperadamente querendo ler o próximo livro!

Sorteio: 5 anos Cia do Leitor


Hoje é dia de festa, de alegria, vamos comemorar! O Blog Cia do Leitor faz hoje 5 aninhos e é com muita alegria que vamos celebrar essa data tão especial com MUITOS livros!

Sorteio de Aniversário do GETTUB


Então, vamos logo conhecer o que preparamos para vocês? 

Seis dicas para criar um layout atrativo


Ponderei um pouco se faria ou não essa postagem, mas como dizem, o conhecimento devo ser compartilhado, senão é perdido, por tanto, acredito que seja uma boa ideia eu compartilhar com vocês, as dicas que aprendi nos cursos que fiz da área de Design Gráfico, são dicas para te fazer olhar com outros olhos e quem sabe dar uma guinada em seu layout. Para começar, você pode sim fazer seu próprio layout, todos os templates do Diae, fui eu que fiz, não sou especialista em HTML, e criei o meu com a ajuda de tutoriais que tem na net, há muita coisa boa e te dará um norte para criar seu próprio layout, mas antes de se aventurar nos tutoriais, vou deixar algumas dicas para a confecção inicial, ou rascunho, afinal, você precisa ter ideia do que quer e como aplicar.

Semana Híbrida: Biografia dos personagens principais


Que tal conhecer os personagens da série Neblina e Escuridão? Na Semana Híbrida de hoje, vamos saber um pouco mais sobre os principais personagens! Vem comigo:

Semana Híbrida: Conhecendo a Autora


Chegamos ao terceiro dia da Semana Híbrida e hoje vamos conhecer um pouquinho mais sobre a Mari Scotti, autora da série Neblina e Escuridão! Lembrando que a Semana Híbrida vai do dia 06/06 à 12/06, vocês podem conferir os posts da semana no blog e nas redes sociais!

Tag: Híbrida


A tag consiste em indicar um livro de acordo com a personalidade dos personagens de Híbrida, série escrita pela Mari Scotti. Pode ser respondido por escrito, vídeo, instagram, como desejarem e com livros lidos, desejados ou odiados, de acordo com o seu gosto. Na indicação da tag, pede para escolher 3 blogueiros ou amigos, mas decidi fazer um pouco diferente e convidar tanto os leitores do blog, quanto os amigos blogueiros, por isso publiquei um recado nas redes sociais e tive vários amigos interessados em responder a tag, estou ansiosa para ver a resposta de cada um! Abaixo vamos conhecer as perguntas, as minhas escolhas, os blogueiros e leitores indicados para responder a Tag Híbrida!

Resenha: Anna Vestida de Sangue - Kendare Blake


Edição: 1
Editora: Verus
ISBN: 9788576864431
Ano: 2016
Páginas: 252
Onde Comprar: Amazon
Avaliação:  
Sinopse: Cas Lowood herdou uma vocação incomum: ele caça e mata os mortos. Seu pai fazia o mesmo antes dele, até ser barbaramente assassinado por um dos fantasmas que perseguia. Agora, armado com o misterioso punhal de seu pai, Cas viaja pelo país com sua mãe bruxa e seu gato farejador de espíritos. Juntos eles vão atrás de lendas e folclores locais, tentando rastrear os sanguinários fantasmas e afastar distrações, como amigos e o futuro.
Quando eles chegam a uma nova cidade em busca do fantasma que os habitantes locais chamam de Anna Vestida de Sangue, Cas espera o de sempre: perseguir, caçar, matar. Mas o que ele encontra é uma garota envolta em maldições e fúria, um espírito fascinante, como ele nunca viu. Ela ainda usa o vestido com que estava no dia em que foi brutalmente assassinada, em 1958: branco, manchado de vermelho e pingando sangue. Desde então, Anna matou todas as pessoas que ousaram entrar na casa vitoriana que ela habita. Mas, por alguma razão, ela poupou a vida de Cas.
Agora ele precisa desvendar diversos mistérios, entre eles: Por que Anna é tão diferente de todos os outros fantasmas que Cas já perseguiu? E o que o faz arriscar a própria vida para tentar falar com ela novamente?
Foi em 2014 que tive o primeiro contato com Anna, ao ler a resenha do meu colega Gabriel do blog Um Papo entre Páginas, fiquei encantada com o livro e pelas críticas a respeito da história, que tinha tudo para me agradar, afinal, Young Adult e Terror, são elementos que me agradam muito na literatura, como já mencionei algumas vezes no blog e nas redes sociais. Depois que Anna chegou, eu sabia que precisava ler esse livro o quanto antes, mesmo que minha pilha de leitura estivesse grande, este livro precisava ser lido, sabe quando a obra praticamente te chama? Foi exatamente assim que me senti com Anna, precisava conhece-la, me aventurar nas páginas desse livro e saber o que tanto ela tinha de especial para conquistar os leitores, minha amiga Sil, do Estilhaçados Livros, também gostou e ao conversarmos sobre a obra no nosso grupo, tive ainda mais certeza que Anna seria minha próxima leitura e adorei cada momento, mesmo que alguns pontos tenham me incomodado um pouco, Anna Vestida de Sangue, foi uma das leituras mais gostosas que tive o prazer de ler!

Sorteio Owned


Para participar é bem fácil, basta curtir as páginas das duas autoras que estão cedendo os prêmios e se inscrever no formulário do Rafflecopter abaixo. Multiplique suas chances de ganhar cumprindo também as entradas extras, são mais de 100 pontos que podem te deixar pertinho desses prêmios maravilhosos.