A dor da distância - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: A dor da distância

A dor da distância

14/07/2011


A dor da distância
Classificação: Livre
Gênero: Drama
Original

A dor da distância


O vento frio batia em nossos rostos. A noite havia chegado rápido demais. As estrelas nos guiavam para o caminho que teríamos que trilhar...

A sensação de aconchego agora somente era vivida com os ternos abraços que trocávamos. Nossas mãos entrelaçadas acariciavam uma a outra, em um singelo toque de carinho...

Ambos os corações queimavam por dentro... Eu sei disso, e a resposta é simples: Hoje sou uma parte de você, e vejo em cada brilho de seus olhos que compartilhamos o mesmo sentimento!

A saudade já machucava nossos corações e faziam as pequenas lágrimas se transformarem em um choro sem fim... Meus olhos ardiam e minha garganta ficava seca. Eu já não consiga segurar aquela água salgada que brotava em cada um dos meus olhos...

O ar que lentamente eu tentava respirar, se tornava pesado. Eu podia sentir como se uma avalanche estivesse preste a desabar não só em mim, mas em você também! Parecia que uma pedra estava entalada em minha garganta, fazendo com que eu sofresse de uma falta de ar constante...

Observando nossas mãos tão próximas, em nossos dedos segurando com força, como se nossas vidas dependessem desse pequeno toque. Prendo meu olhar no discreto, porém belo, anel que se encontrava em meu dedo anelar...

A aliança me foi presenteada em um dia mais que especial! A mágica com que cada encontro se fazia formar foi ainda maior, no momento em que você colocou aquele lindo objeto prateado em meu dedo... Era a maneira fabulosa que você mostrou de que agora em diante, eu já estava mais do que incluída em sua vida!


Conforme nossos pés caminhavam, eu não parava de pensar e observar nossas alianças... O dia chegava ao fim, e minha partida se tornava ainda mais dolorosa...

Não era um adeus definitivo, estava mais para um até logo... No entanto, a dor persistia, o coração já chorava... E acompanhado dele, as lágrimas já banhavam meu rosto e faziam com que você também chorasse...

Por mais que tenhamos consciência de que em breve nos veremos, não posso ignorar essa dor que sempre nos acompanha nos momentos de despedia...

Um mês pode parecer até pouco para alguns... Só que para nós, que nos vemos tão pouco... Esta mais para uma eternidade...

Jamais esquecerei um único dia em que passamos juntos! Desde nosso primeiro encontro, até os que com certeza estão por vir!

Cada abraço, cada beijo e olhar, me serão lembrados como a mais terna recordação de algo que se repetirá pelos dias a fora...

No entanto hoje, mesmo que a felicidade seja grande... A tristeza parece tomar conta...

Não sentir seu abraço por um mês inteiro, me tortura. Não ouvir sua voz sussurrando as encantadoras palavras que somente você tem, me causa um aperto no coração... Como se um adaga o estivesse ferindo e rasgando sua carne...

Seu beijo e perfume podem me acompanhar na volta para minha casa... Mas nada se compara com o toque dos seus lábios nos meus de verdade...

Quilômetros nos separam... É como se um vidro gigantesco estivesse em nossos caminhos, impedindo que nos vejamos por mais vezes...

Por um dia... Por um dia esse vidro, essa distancia não existiu... E é com alegria que digo, que meu desejo é que eles jamais tenham que nos separar!

Já não consigo imaginar minha vida sem você... Pensar que um dia desejei a solidão é ridículo! Nenhum ser humano foi feito para estar só! Se fosse, quais seriam as razoes de termos tantos sentimentos e o mais importante: O coração...

Não é necessário estarmos perto, para ficarmos juntos... Só que assim mesmo, o coração, a alma sofrem...

E a mesma trilha que você seguiu para me encontrar, é agora o caminho que sigo para te deixar... Não para sempre... Mas por um curto período de trinta longos dias...

O símbolo do nosso amor será a corrente, a ponte que me une ainda mais a você... Olhar para esse pequeno anel brilhante, me dá uma força imensa... Uma força para continuar lutando, continuar acreditando, que por mais que demore nosso reencontro, o momento será ainda mais significativo do que hoje, do que ontem...

A separação jamais será definitiva... Somente uma barreira, algo que não apenas eu, mas você também luta para acabar... E em meio ao nosso choro, nos despedimos para que em breve... Um sorriso brote em nossos rostos e o beijo sele mais uma vez nossa felicidade...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!