Resenha - A Hora das Bruxas vol.1 - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha - A Hora das Bruxas vol.1

Resenha - A Hora das Bruxas vol.1

08/10/2011


No primeiro capítulo somos apresentados a um médico curioso sobre sua nova paciente Deirdre Mayfair. Deirdre era taxada como violenta por seus antigos médicos e enfermeiras, o que chamou ainda mais atenção do médico, que duvidava que ela fosse esse tipo de pessoa, afinal Deirdre fica horas a fio em uma cadeira de rodas, sem reação alguma. A Mayfair era como um vegetal e seus remédios em dose extremamente alta, contribuíam para isso. 

Deirdre mesmo com sua aparência frágil e sua doença mortal, não tiravam sua aparência bela, sempre em posse de um lindo colar de esmeralda, a mulher passava o dia na varanda acompanhada de jovem homem de olhos castanhos.

Qual foi a surpresa do médico ao perceber que este mesmo homem passara a acompanho para onde fosse...

"O médico acordou assustado. Estivera sonhando mais vez com a velha casa de Nova Orleans. Havia vista a mulher na cadeira de balanço. Havia visto o homem de olhos castanhos.

E mesmo agora, neste tranquilo quarto de hotel no alto da cidade de Nova York, ele sentiu a pertubação antiga e alarmante. Mais uma vez, ele havia conversado com o homem de olhos castanhos. É, ajude-a. Não isso é só um sonho. Quero sair daqui."

Acho que o maior mistério que me envolveu no livro foi esse enigmático homem de olhos castanhos. Conforme vamos avançando no livro, vemos que a entidade não apenas faz o que as Mayfair lhe pede, como tem ele tem seus próprios objetivos. 

Um espírito sedutor, cheio de plano e cobiça. Notamos que há séculos ele é o guardião da família, e a cada geração ele é esperado. 

Em meio a uma longa linhagem de bruxas, temos também seus "caçadores" , aqueles que tem como missão observar e desvendar o enigmático  poder das Mayfair!

" A Talamasca, um grupo com poderes extrassensoriais voltados para o bem, durante séculos pesquisou a vida da familia Mayfair, uma dinastia de bruxas que começou no século XVII, na Escócia, transplantou-se para o Haiti e de lá para a fantasmagórica Nova Orleans."

Em Nova Orleans, os Mayfair tem como posse uma antiga mansão, onde seu chão esta marcado de sangue e o guardião ronda a espreita daqueles que se aproxime das Mayfair.


A Mansão Mayfair tem aquele tipico ar de casa assombrada, o curioso é que Anne Rice se inspirou em sua própria casa para criar essa fantasiosa mansão, onde é amada por Michael Curry, outro personagem que vê sua vida tão entrelaçada aos Mayfair que desvendar esse mistério se torna ainda mais assustador do que ele pensava.

"Havia uma casa sombria que ela adorava e que ele jamais esqueceria, uma longa residência sinistra, com uma enorme buganvília que se derramava sobre suas varandas laterais. Com freqüência, quando passavam por ali, Michael via um homem estranho e solitário parada entre os arbustos altos e descuidados, bem no fundo do jardim abandonado. Ele parecia perdido naquela desordem verde emaranhada, aquele homem, que se confundia com a folhagem escura com tanta perfeição que um outro transeunte talvez não o percebesse."

A joia Mayfair é um legados que as bruxas levam até a morte, e com a morte tanto o legado, a fortuna e a joia é passado para a próxima geração. No entanto, somente aquele que ver o Homem tem o direito de possuir o legado.


"Uma linda esmeralda brasileira estava sendo mostrada a um rico inglês, e isso chamou sua atenção. Quando o inglês a recusou em virtude do preço, ela se sentou a mesa para examiná-la, como se tivesse condições de compra-la ou como se eu pudesse compra-la para ela; e me pareceu que ela ficou como encantada, com os olhos fixos na pedra retangular, montada numa filigrana de ouro velho."

Com uma trama intrigante, narração impecável e descrições sensacionais ricas em detalhes, Anne Rice nos faz pensar, refletir sobre os Mayfair e seu legado. Mas principalmente sobre o por que e da onde surgiu o tão poderoso Homem, temido por alguns e usado por outros. 

 Para aqueles que já leram o livro ou caso você queria conhecer um pouco mais dessa incrível história, eu aconselho visitar o A Hora das Bruxas.

Espero que tenham gostado, em breve mais sobre essa série.


Avaliação:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!