O Bolo - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: O Bolo

O Bolo

10/10/2011

O Bolo
Classificação: Livre
Gênero: Romance
Baseado em Harvest Moon Sunshine


O Bolo 




O dia nascia em Sunshine com um sol radiante, a ilha era abençoada pelo calor desse astro esplendoroso. A brisa de outono refrescava a manhã e a melodia dos pássaros dava mais encanto aquela data.


As crianças levantaram cedo, afinal esse era o dia delas, talvez fosse o dia mais esperado depois do natal.

Elas corriam, brincavam e riam a espera dos presentes e da festa que todas teriam. Cada um dos moradores combinou de preparar algo e levar para a ilha Meadow afim de ambos, crianças e adultos celebrarem.

Chelsea a mais nova dos moradores de Sunshine se preparava para a celebração, assim como muitos, ela concordou de preparar algo, o que não foi difícil, afinal ela cozinhava muito bem.

A jovem de cabelos cor de mel decidiu por preparar um simples, mas modesto bolo. Encontrará o antigo livro de receita de sua mãe nas coisas que levou para a ilha, vasculhou cada pagina, em busca do doce perfeito, e eis que o encontra.

- Bolo de cenoura! – dizia a moça para si mesma.

Seus olhos azuis brilhavam em pensar o quanto ficaria gostoso, tratou de arrumar cada ingrediente logo, para que assim tivesse tempo para preparar tudo com amor e carinho.

A farinha, ovos, água, fermento e óleo, estavam delicadamente arrumados na mesa, somente faltava o ingrediente principal: A cenoura.

Ajeitando seu lenço vermelho, Chelsea segue em direção a sua lavoura, iria colher o legume em seu próprio quintal, o que daria um toque ainda mais especial

Foram quatro cenouras colhidas, o legume estava pronto para ser usado. Chelsea os lavou e cortou para poder então triturar no liquidificador.

Ela misturou os ovos, o açúcar, o óleo e água, bateu com cuidado, formando uma massa alaranjada, fofa e deliciosa. O açúcar estava na medida certa, nem doce demais e nem amargo, a massa estava perfeita e essa encantava os olhos da garota.

Misturou tudo com a farinha, com movimentos uniformes a fim de não deixar nenhuma farinha restante, por fim o fermento e ao terminar colocou a massa em uma forma num formato de coração.

Chelsea contou os minutos ao deixar o bolo no forno, em pouco tempo estaria pronto. Ela tratou de começar seus próprios afazeres na fazenda, mesmo em dia de festival, tinha muito que fazer.

 A manhã vai passando, a tarde vem chegando rápido, o vento batia contra as árvores, suas folhas dançavam em sintonia, cada morador arrumava seu lugar, colocando cada quitute na mesa.

As crianças felizes não viam à hora de experimentar tudo que se era posto na mesa. Bolos, salgados, pasteis, até pizza podia ser encontrada naquele festival. Tudo que eles mais gostavam de comer e beber era posto ao alcance de todos os moradores da ilha Sunshine.

Chelsea carregava uma bandeja grande, o cheiro de bolo recém assado predominava no ar, o chocolate usado para a calda combinava com sua receita.

Não demorou nada e lá estavam às crianças e adultos comendo, bebendo e divertindo-se com aquele dia, era uma festa para os pequenos, mas todos saíram ganhando.

Até mesmo os sanduíches naturais de Julia faziam sucesso naquele dia. O pudim de laranja de Mirabele acabou num piscar de olhos, a torta de chocolate com morangos de Pierre foi à próxima acabar.

O bolo de Chelsea pouco a pouco, cada pedaço ia sendo consumido e a moça ouvia os mais sinceros elogios.

No entanto, a jovem estava pensativa, seus orbes azuis como mar, procuravam uma pessoa em especial. 

Claro que ela tinha consciência que Ele talvez não experimentasse sua guloseima, o cowboy odiava cenoura...
Qual foi seu espanto, que lá fundo ele estava encostado em uma árvore, observando o horizonte.

Ela foi se aproximando, sua face já corada ficava vermelha com os segundos que passavam.

Como é bonito, ela pensava. O jovem com semblante mal humorado, tinha uma beleza exótica, seus orbes violetas contrastavam com seu olhar semi-serrado, seu cabelo prateado liso caia em seu ombro largo. O chapéu e a roupa de cowboy lhe davam aquele aspecto de mocinho do velho oeste.

- Eu te trouxe bolo Vaughn. – falou a jovem em meio a um sussurro.

Ela era gentil, meiga e atenciosa, e isso encantava o rapaz, mesmo ele não sabendo como demonstrar isso a Chelsea. Ele a olhou nos olhos, aquele azul profundo se encontrava com o violeta vivo.

- Obrigado... – ele disse rapidamente, evitando que a garota visse o rubro em seu rosto.

Vaughn não precisava experimentar para saber do que era o bolo. Por mais que a cobertura tivesse escorrido, dava para perceber. Mas mesmo assim, ele comeu, eram raras as chances que tinha de provar algo que Ela tivesse feito!

- Esta ótimo Chelsea...

A garota sorriu, um sorriso que ele nunca tinha imaginado que pudesse ver. Ela era linda, um anjo que tinha sido mandado para ele. Ele contribui sorrindo de contanto, enquanto ambos repartiam o bolo.

Aquele era o dia das crianças, mas se tornou especial para duas almas que se amavam em segredo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!