As Mudanças que ocorrem - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: As Mudanças que ocorrem

As Mudanças que ocorrem

15/03/2012


Me focando na postagem Os Esquecidos, pensei em um novo post, que serviria para mostrar o quanto mudamos no decorrer do tempo, como evoluímos e aprendemos. As Mudanças que ocorrem, talvez venha a fazer parte de uma serie de postagem, mas ainda tenho que planejar. Minha ideia é mostrar para vocês como foi minha evolução na escrita. Hoje em dia minhas fanfics e contos estão bem melhores que comparados a anos atrás quando comecei a escrever.
Claro, ainda tenho muito que aprender e aprimorar, mas quero que notem o quanto mudei no modo de escrever, podendo assim incentivar aqueles que se aventura nas palavras, e acabam ficando com receio de ouvir a opinião dos leitores. Acho que uma boa critica ajuda sim a crescermos, no entanto tem aqueles que não sabem fazer uma crítica construtiva e apenas jogam pedras. Com esse post, quero que saibam que todos nós podemos e temos a capacidade de melhorar, eu não era uma boa desenhista no inicio e nem escrevia tão bem (logo vocês irão ver), só que fui me aperfeiçoando e aprendendo. 

Para aqueles que desejam escrever suas estórias, meu conselho: Leiam sempre! Mas não apenas livros, procure ler também fanfics, e contos de outras pessoas que não seja um escritor famoso, assim você terá uma base e aprenderá como descrever cenas, personagens e etc. Tem uma comunidade no Orkut (é estranho citar ele, mas ainda existe muitas pessoas lá), chamada Na Ponta do Lápis, onde jovens e adultos, dividem com os membros suas estórias, esperando ver o que cada um achou, foi graças a experiencia que tive lá, que fui aprendendo a melhorar minhas fanfics, e vejam, na comunidade além de fics, tem uma porção de estórias originais e talentos que tem tudo para brilhar, se tiverem a oportunidade, vão lá conhecer, creio que vão gostar.

Agora, vou mostrar uma parte primeiro capítulo da minha Fanfic "O Príncipe das Estrelas" atualmente e como ela era no ano de 2010, quando inicie essa fanfic.

Título: O Príncipe das Estrelas
Sub Título: A Fazendeira e o Ladrão

Trecho do Capítulo Um (Versão 2011/2012): 

“– Tem certeza disso? – perguntou o homem de meia idade. – Você tem uma bela casa em Mineral Town, vai abandonar tudo mesmo?

Ele olhou para ela, os olhos suplicantes, esperando uma resposta, mas já sabia as palavras da garota antes mesmo dela pronunciar.

- Não me leve a mal, amo essa cidade e seus moradores...  – falou a jovem, seu olhar era vago, um misto de tristeza e raiva pairava em seus orbes azuis já desbotados com o choro.  – Mas depois de tudo, de todas as coisas que ele me fez, não posso continuar nessa cidade! Quero esquecer, apagar o que houve, sei que morando em outro lugar não vai mudar o que aconteceu, mas pelo menos vai amenizar a dor que estou sentindo.

- Entendo. – respondeu o senhor, não poderia ele impedi-la. – A única coisa que posso fazer agora é te desejar boa sorte, e que o vale Forget-Me-Not, seja um bom lar para você.

- É o que esperto também... “

***

Claire havia se mudado para o vale Forget-Me-Not há alguns meses. Construirá uma casa modesta no centro do vale, o terreno era grande o bastante para seus sonhos. Sonhos que ela lutava dia após dia, e via que os lucros iam bem em sua fazenda.

A jovem vinda de cidade grande estava deslumbrada com a paz do vale, seus moradores sempre alegres e gentis a fazia se sentir acolhida, fizera boas amizades nos poucos dias que se instalara em seu novo lar. Deita em sua cama, Claire parecia ter um sono calmo, seus longos cabelos loiros posicionados ao travesseiro escondiam parcialmente seu rosto suave.

- Acorda, vamos! – sussurrou uma jovem ao pé da cama. Já fazia minutos que tentava acordar Claire. Com a paciência no limite, ela serrou os dentes, somente havia uma forma de acordar a fazendeira.
- ACORDA LOGO, OU VAI QUERER QUE EU TE TRANSFORME EM UM SAPO?


Título: O Príncipe das Estrelas
Sub Título: A Fazendeira e o Ladrão

Trecho do Capítulo Um (Versão 2010): 


“-Tem certeza disto, você tem uma bela casa em Mineral Town, vai abandonar tudo mesmo?”

“-Não me leve a mal, mas depois de tudo, de tudo que ele me fez, não posso continuar na cidade, quero esquecer, apagar tudo, sei que morando em outro lugar não vai mudar o que aconteceu, mas pelo menos vai diminuir a dor que estou sentindo”.

“- Entendo, a única coisa que posso fazer agora é te desejar boa sorte e que Forget- Me- Not Valley, seje agora um bom lar para você”.

“- É o que espero também... Forget-Me-Not Valley...”

***

Clair havia se mudando pra Forget-Me-Not Valley, há alguns meses, o vale até que era grande, os moradores sempre eram gentis, e ela se sentia acolhida naquele lugar, mas algo estava preste a mudar, Clair teria um grande desafio pela frente, algo que ela nunca poderia imaginar.
Deitada em sua cama, era a primeira vez que durma bem, naquele momento a única coisa que queria era ficar na cama, mas a inesperada visita de Witch a princesa das Bruxas, iria mudar tudo.

 - Acorda, vamos! Preciso de sua ajuda, Clair! - Como Clair se recusava a acorda, Witch, resolveu tomar outra atitude.
- ACORDA LOGO, OU QUER QUE TE TRANSFORME EM UM SAPO?


Notaram a diferença? Em 2010 eu escrevi de um modo e quando decidi re-escrever para postar no blog, fui mudando uma coisinha ali, acrescentando outro ali, e o por que disto? Por que meu modo de escrever mudou, ele evoluiu e vendo essas mudanças, noto o quanto me aprimorei e sei que ainda há muito o que aprender, o legal é notar essa diferença e ver como crescermos com o passar os anos.

5 comentários:

  1. Realmente melhoramos a cada dia. ^^
    Se eu for ver minhas primeiras poesias, meu deus, eram horriveis (eu comecei com 10 anos), mas em 2010 e 2011 tudo ficou mais... "dramático" com o fim de um relacionamento que eu tive e as poesias surgiram fortes em minha vida. Hoje sei que, com a ajuda do fake (que interpretava ações e etc), melhorei muito na escrita e até consigo fazer algo descente as vezes ^^!

    Ah, só para avisar, eu publiquei mais um capítulo... http://murysdiary.blogspot.com/2012/03/rosa-de-miguel-capitulo-3-meu-noivo-meu.html

    Espero que vc goste, te adoro :) Beijos

    ResponderExcluir
  2. Realmente você mudou muito sua maneira de escrita, essa versão atualizada está deslumbrante, e o melhor, é saber que ainda pode ficar melhor com o tempo... Eu fiquei impressionada em ver como umas palavras mudaram tudo na passagem. Eu quero poder escrever assim também, se você quiser pode me ajudar, ultimamente tenho notado que escrever se tornou algo essencial pra mim, eu quero poder escrever histórias só que não o faço muito bem... Mas quem sabe um dia melhore.
    http://mundrose.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. É, voce mudou, ja era bom, ficou otimo.
    Bjs
    Beijos, Lyah.

    Princesa Imperfeita.

    ResponderExcluir
  4. Mudamos sempre né, melhor ainda quando mudamos em nossa escrita, isso eu também notei em mim, no meu blog, lendo posts de 2009 para os posts de 2011. E lendo parte desse seu conto, percebi mesmo a mudança, o de 2011 que postou no blog tem mais alguns detalhes, umas descrições que fazem muita diferença, no de 2010 é bem mais direto e tira um pouco do mistério.

    Gostei muito dessa sua iniciativa, eu não sou muito boa na narrativa, mas nem é por que não saber escrever direito, é pela criatividade mesmo, sou muito subjetiva, e escrever sobre mim é mil vezes mais fácil do que escrever sobre uma história inventada por mim,rs. Mas é bom sempre saber sobre como evoluir na escrita, já que meu sonho um dia é escrever e publicar um livro <3

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. O tempo nos trazem experiências que nos fazem melhorar sempre.

    Achei muito fofo o seu blog :)

    http://www.deliirantes.blogspot.com

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!