Grandes Poetas #4 - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Grandes Poetas #4

Grandes Poetas #4

09/03/2012


Por mim
por Alvares de Azevedo

Teus negros olhos uma vez fitando
Senti que luz mais branda os acendia,
Pálida de langor, eu vi, te olhando,
Mulher do meu amor, meu serafim,
Esse amor que em teus olhos refletia...
Talvez! - era por mim?

Pendeste, suspirando, a face pura,
Morreu nos lábios teus um ai perdido...
Tão ébrio de paixão e de ventura!
Mulher de meu amor, meu serafim,
Por quem era o suspiro amortecido?
Suspiravas por mim?...

Mas... eu sei!... ai de mim? Eu vi na dança
Um olhar que em teus olhos se fitava...
Ouvi outro suspiro... d'esperança!
Mulher do meu amor, meu serafim,
Teu olhar, teu suspiro que matava...
Oh! não eram por mim.

5 comentários:

  1. lindo poema.!

    Beijos, Mari Leal.
    http://futuraindependente.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Ah, eu adoro esse poema, o meu professor passou ele pra gente no segundo ano. É lindo, né? Rs

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Álvares de Azevedo é um poeta muito bem, mas acho ele um pouco mórbido demais.
    Abç
    Jason

    ResponderExcluir
  4. poema muito lindo, as vezes me emociono lendo poemas, e realmente muito lindo

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto muito dele...
    http://mundrose.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!