Resenha - Asgard - O Poder Esquecido - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha - Asgard - O Poder Esquecido

Resenha - Asgard - O Poder Esquecido

20/06/2012

Nova resenha no blog, e desta vez o livro resenhado é Asgard, do autor Leandro R.S Filho. Antes de começar a resenha, quero agradecer ao escritor por essa oportunidade de ler Asgard, eu estava muito ansiosa para conhecer o enredo, desde soube do livro. Mas vamos a resenha!


Título: Asgard - O Poder Esquecido
Autor: Leando R.S Filho
Editora: Novo Século (Selo Novos Talentos)
Onde Comprar: Submarino, Saraiva
Sinopse: Os dois maiores reinos estão em guerra, Asgard a terra dos deuses Aesir e Vanaheim o lar dos Vanir, lutam pelo controle dos nove reinos. Quando a esperança de vitória deixa Vanaheim e some da mente de seus aliados, eis que uma mente astuta cria um plano que pode dar um fim definitivo a esta guerra que de tempos em tempos se inicia outra vez. Para tal empreitada é necessário a busca por um humano em Midgard, o reino do meio, pois apenas através deste a vitória poderia estar nas mãos dos Vanir. Um jovem, Ariel, forte e com coragem de superar seus limites foi o escolhido, apesar de capaz este é tolo e ignorante em relação as coisas do mundo dos deuses, e tem de ser instruído com cautela para que possa ter a chance de completar sua missão. Uma arma com poder inimaginável, descoberta por um deus, conquistada por um homem o qual não pode ter medo de seguir o destino que se mostra perante seus olhos. Será Ariel forte o bastante para seguir seus próprios pensamentos rumo a um futuro incerto e desconhecido? Ou será ele corrompido pelos astutos deuses? 

Asgard e Vanaheim estão novamente em guerra, os acordos de paz sempre são rompidos. Os Vanir querem o fim dessa batalha e para isso não pouparam esforços para consegui-la. Em meio às discussões entre os povos de Vanheim afim decidir como seguirão nesta luta, eis que um novo aliado surge. Loki não se importa em lutar com o próprio pai, desde possa ter seu trono e eis que propõe se aliar aos Vanir, dizendo qual a única maneira de vencer essa guerra que dura há anos.

“– Bom , senhores... – olha em volta – ... e senhora... – completa ao avistar Freya. – Sei o que precisam para vencer esta guerra!
Neste momento todos olham atentos para ele, muitos esperando apenas uma oportunidade para expulsá-lo dali.
- É óbvio e simples! Matem... Odin!”

Ninguém consegue acreditar nas palavras do deus, muitos cogitam ser uma armadilha, um plano de Odin para com eles, mas Loki vai além, provando ser um aliado digno de confiança, ele revela o nome da arma que tem o poder de matar Odin: Vainque.

“ – Enfim, Odin em todo o seu orgulho tentou ferir-se com a minha espada, tentativa esta que custou minha arma que despedaçou em sua mão. Porém, com Vainque, Odin com toda a sua força, achando que nada o aconteceria, usou todo o poder da arma em sua mão direita fazendo um ferimento profundo e provocando a ele uma dor quase insuportável. “

O poder de Vainque era poderoso e eis que Odin a esconde, em um lugar para que nenhum ser mágico pudesse encontrá-la ou usá-la, no entanto Loki é astuto, propondo fazer uma aliança aos Vanir, ele diz que o único capaz de tomar para si Vainque é um humano de Midgard, a raça até então desprezada pelos deuses. O plano do deus parecia louco, mas Njord concorda e coloca sua filha Freya com a missão de trazer um humano até eles.

Por mais que tente convencer o pai, Freya se vê derrota quando Njord não cede a seus apelos. Afinal o humano já foi escolhido, e como sua filha, Freya não tem o poder de escolha e cabe apenas a ela ter sucesso em sua missão. Para sua jornada a deusa precisa se tornar humana, para que assim se aproxime do humano escolhido, algo difícil, mas que deve valer a pena para a guerra finalmente ter fim.

Ariel é o jovem escolhido pelos deuses, que vive uma vida tranqüila ao lado de sua avó Helga, ele nem imagina que durante toda sua vida, Odin esteve a observá-lo, afinal ele era diferente e Njord ao descobrir tal informação tem certeza de que Ariel é a salvação para os Vanir. Só que existem muitos caminhos e desafios há qual Ariel terá que enfrentar, antes que possa concluir sua missão e em sua jornada, dúvidas estarão em conflito com seu coração que bate pela doce Freya.

***

Asgard – O Poder Esquecido, é narrado em terceira pessoa, fazendo com que o leitor tenha assim um conhecimento a mais sobre cada personagem. A narrativa de Leandro é boa, e seu enredo possui alguns segredos que fazem o leitor ficar atento para descobrir cada detalhe. O autor cria perguntas na mente daqueles que lê e apenas em seu final, toda a verdade é revelada, é ela é surpreendente, assim como a escolha difícil que Ariel tende a tomar. No entanto, devo re-saltar, que apesar do enredo bem construído e personagens carismáticos, há pontos a melhorar na estória, como a repetição de palavras, além de muitas vírgulas quando uma pausa maior seria mais apropriada, mas nada disso impede que o leitor aproveite dos segredos de Asgard.

Afinal, como não ficar eufórica com a presença de Thor, que surge em certos momentos do livro, além é claro das risadas que teremos com Loki, que apesar de um ego muito grande, é um dos personagens que mais gostei e vou sentir saudade. E falando nos personagens, Leandro os construiu de uma maneira ótima, principalmente Ariel, que mostra crescer ao longo dos capítulos. 

Para aqueles que desejam algo novo, uma estória com magia e mistérios, Asgard é uma boa opção, que mostra que o autor tem sim potencial e mesmo com pequenas falhas, é um livro que vale a pena ser lido.


Avaliação:


7 comentários:

  1. Nunca li algo parecido, acho que só Ariadne contra o Minotauro, que é guerra, mas creio que esse livro parece ser maravilhoso, quero lê-lo!!

    Pássaros e Animais feitos de papel.
    Acesso Permitido.
    Preocupar-se com o dia de amanhã.
    Projeto Discipulando.

    ResponderExcluir
  2. AAA , tou adorando seu blog && Ja estou seguindo ele parabens por tudo e pelo conteudo . Estou simplismente amando ele visito todos os dias . Beijos ; se quiser retribuiir !
    http://s-weetmagic.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Li esse livro e achei muito lindo!!

    Vc aceita afiliação??
    indraeasmeninas.blogspot.com

    bjks!! Se sim comenta lá no meu blog!!

    ResponderExcluir
  4. Muito legal a resenha, acho muito interessante livros assim, que há todo um mistério mágico por de trás ... e sendo narrado em terceira pessoa, se torna bem mais interessante, por que meus textos eu escrevo assim. Certamente iria adorar ler o livro.

    Beijão, www.spiderwebs.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ainda não conhecia o livro... Sua resenha me deixou bem curiosa! Estou começando a ler livros de magia nesse ano e a cada nova leitura, me apaixono mais ainda, rs
    Essa capa também é lindíssima e é melhor ainda descobrir que tudo isso é obra nacional! :)

    ResponderExcluir
  6. Eu adoro este tipo de livros, gostei da sua resenha Sammy, espero ler logo este livro tbm!!

    Xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. uau,a resenha me deixou com vontade de ler!!
    menina amo esse teu blog!!
    beijos!!
    http://escreverdayse.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!