Entrevista com o autor Leandro R.S Filho - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Entrevista com o autor Leandro R.S Filho

Entrevista com o autor Leandro R.S Filho

30/10/2012

É com grande alegria que venho com a primeira entrevista com autor, para o Da Imaginação a Escrita. Leandro R.S Filho, é o escritor do livro Asgard - O Poder Esquecido, e hoje vamos conhecer um pouco mais sobre ele, sobre Asgard, suas futuras obras e muito mais!



Leandro Rodrigues Sales Filho, nasceu em 1995 em Guarulhos (SP);Começa trilhar no caminho da literatura pouco depois de completar 14 anos de idade, escrevendo principalmente poesia como um hobby nos tempos livres. Começando a simpatizar-se pela escrita, passou a trabalhar em pequenas histórias, as quais foram crescendo e logo tornaram-se contos bem estruturados. Sendo apaixonado pelas grandes obras ficcionistas começou a trabalhar em sua primeira obra extensa que depois de muito estudo e pesquisa começou a tomar forma sendo concluída meses depois.





Sinopse: Os dois maiores reinos estão em guerra, Asgard a terra dos deuses Aesir e Vanaheim o lar dos Vanir, lutam pelo controle dos nove reinos. Quando a esperança de vitória deixa Vanaheim e some da mente de seus aliados, eis que uma mente astuta cria um plano que pode dar um fim definitivo a esta guerra que de tempos em tempos se inicia outra vez. Para tal empreitada é necessário a busca por um humano em Midgard, o reino do meio, pois apenas através deste a vitória poderia estar nas mãos dos Vanir. Um jovem, Ariel, forte e com coragem de superar seus limites foi o escolhido, apesar de capaz este é tolo e ignorante em relação as coisas do mundo dos deuses, e tem de ser instruído com cautela para que possa ter a chance de completar sua missão. Uma arma com poder inimaginável, descoberta por um deus, conquistada por um homem o qual não pode ter medo de seguir o destino que se mostra perante seus olhos. Será Ariel forte o bastante para seguir seus próprios pensamentos rumo a um futuro incerto e desconhecido? Ou será ele corrompido pelos astutos deuses? 
Asgard - O Poder Esquecido (Editora Novo Século): Skoob - Book Trailer - Resenha no Diae - Onde Comprar

Entrevista



Da Imaginação a Escrita: Nos conte um pouco sobre seu livro Asgard – O Poder Esquecido.

Leandro: Bom, minha proposta em Asgard primeiramente, é apresentar um pouquinho mais da Mitologia Nórdica um tema hoje que é pouco falado, levando em consideração por exemplo, a mitologia Grega que está em todo lugar. Então, escolhi este tema, onde apresento deuses, tento concretizar um pouquinho mais o mundo dos deuses propriamente dito enquanto desenvolvo meu enredo. Adoro os fato mitológicos e como poderia apresentar da mitologia sem os fatos? No caso a história se passa durante uma guerra entre deuses que acontece na mitologia nórdica e para manter minha proposta de apresentação e não correr grande risco de perder o fato, o que fiz foi ambientar meus personagens numa trama em torno a esta guerra, uma luta travada para por neste um fim.


Da Imaginação a Escrita: Asgard é seu primeiro livro, como foi o processo de criação dele?

Leandro: Trabalhei firmemente nele por cerca de um ano, mais de 7 meses apenas estudando sobre a mitologia a qual não conhecia nada, e nisso montando meu enredo inicial. E é interessante que basicamente montei a história do final para o início. Exatamente assim, coloquei o que queria que acontecesse e então fui abordando os fatos para chegar até onde queria, e quando enfim escrevi a primeira palavra já com o enredo montado e listado, as palavras vieram naturalmente, e o processo de estruturação foi mais depressa.


Da Imaginação a Escrita: Você teve alguma dificuldade para publicar seu livro?

Leandro: Publicar em nosso país é sempre muito complicado, o tempo de espera nas editoras e seu pulso firme e ainda a preferência clara dos leitores brasileiros por títulos renomados no exterior, dificultam bastante, mas é bom ver hoje crescendo mais e mais as oportunidades para novos escritores como eu realizarem seus sonhos. Posso dizer que minha grande dificuldade, englobando já tudo, foi o não ser realmente o que deveria ser feito, foi uma descoberta lenta atrás de outra até que enfim cheguei a Novo Século onde tudo se ajeitou.


Da Imaginação a Escrita: Você tem alguma fonte de inspiração? Se sim, qual é?

Leandro: Tudo para mim se torna inspiração. Desde um abraço, ao simples vento em meu rosto. Eu olho, escrevo. Sinto, escrevo. E isso torna tudo tão especial para mim, a escrita passa a ser mais natural e tranquila, e muito, mais muito mesmo, agradável para mim.


Da Imaginação a Escrita: Quando você decidiu que era a hora de escrever um livro?

Leandro: Quando vi que minhas palavras já não cabiam num conto ou numa poesia. Me tornei impulsivo ao escrever, palavras e palavras, mais e mais, aí foi bem simples: certa vez apenas parei e falei, “Vou escrever um livro!”, acredite, foi bem assim. E comecei a escrever como meu passatempo, no final dos cadernos da escola, em papéis soltos que encontrava, na mesa... E foi acontecendo e ganhando espaço e força em mim.


Da Imaginação a Escrita: Como esta sendo para você a repercussão de Asgard?

Leandro: Simplesmente fantástica. Não há muito tempo desde o lançamento e vejo que o livro foi bem distribuído e tem saído bem, além da mídia onde tem ganho espaço aos poucos. E aceitação do público, bom, criticas monstruosas sempre vêm e as recebo, algumas com um sorriso no rosto por fazerem um sentido enorme, mas outra já mais entristecido (rsrs), mas é algo normal e cada palavra tem me ajudado a melhorar neste trabalho que há sim de continuar.


Da Imaginação a Escrita: Você tem alguma outra estória para um novo livro? Se sim, poderia contar um pouco sobre ela?
            
Leandro: Então, no momento estou nos últimos detalhes do segundo volume da saga e o título já adianto aqui “Asgard – A Terra que Chora”, onde trago a mitologia mais á nossa sociedade e tento apresentar - o que já é sabido – os “podres” por assim dizer, dos seres humanos, soa forte talvez... Bom, é este o objetivo!... E estou avançando no terceiro volume. Além da mitologia, tenho desenvolvido alguns projetos... Como posso dizer... Voltado às raízes, no caso comecei a escrever romances, e mudei o tema, mas agora tenho me encontrado outra vez nas palavras “doces” longe de guerras (rsrs) e tenho em mente dois projetos, um já bem estruturado que pretendo encerrar ainda este ano juntamente ao Asgard 3, e outro que ainda não passa de anotações. Mas por ora sem grandes comentários sobre os enredos, mas podem esperar mudanças gigantescas na minha escrita obviamente.


Da Imaginação a Escrita: Quais são seus autores favoritos? Tem algum livro, que você considera especial e que já leu?

Leandro: Como livros de cabeceira por assim dizer, tenho os trabalhos de Tolkien, porque, convenhamos, escrever literatura fantástica sem tê-lo com base e quase que um Mestre (rsrs), perde-se muita informação importante a ser trabalhada, desde a estruturação do enredo com toda a característica descritiva até a criação de cenários e personagens, e de longe estes trabalhos são meus favoritos, mas claro, há autores incontáveis inclusive nacionais que leio e sigo ‘sorridente’.


Da Imaginação a Escrita: Para aqueles que desejam seguir o sonho de ser escritor, quais são suas dicas?

Leandro: Nunca parar. Este é o ponto chave ao escrever uma história. E uma coisa que tenho em mim claramente, teve uma ideia legal, por mais louca que possa parecer é sempre válida, pois ideias são moldadas a cada palavra escrita, então pensou? Agarra-se a tal ideia e lute para desenvolve-la, não digo lutar num esforço cansativo, não, que seja algo natural, algo gostoso de se fazer criando assim aos poucos um grande trabalho a ser apreciado não só pelo leitor mas por você mesmo. E se apaixone, se entregue ao que você fizer, pois assim a história se tornará quase... Real, por assim dizer, tudo será mais forte e assim único.

Obrigado.

***

Espero que vocês tenham gostado, quero agradecer ao Leandro pela oportunidade de entrevista-lo! E também deixar meus votos de sucesso para ele! Em breve teremos mais entrevistas com autores e muitas novidades.


4 comentários:

  1. Nossa eu admiro pessoas assim. Tão novo e cheio de talentos. O nosso país precisa de novos autores.
    http://www.avidaemletras.com

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o autor quando ele diz que a Mitologia Nórdica é pouco falada, eu mesmo nunca tinha ouvido falar...
    Também gosto dos livros do Tolkien.
    Gostei do título do segundo livro - “Asgard – A Terra que Chora”.
    E como o autor é novinho né?!

    Beijos

    Vanessa - Blog do Balaio

    ResponderExcluir
  3. Oi! Adorei a entrevista, sou fã do Leandro e torço muito por ele.
    Este rapaz é super simpático, bem como sua família, conheci eles na Bienal e fiquei muito feliz.

    Sucesso Leandro.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Muito legal a entrevista! Adoro conhecer novos autores nacionais. O livro dele parece ser bem legal.
    Beijos!
    Paloma Viricio-Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!