Resenha - Noturno (Renascer)

14/09/2013


Título: Noturno - Renascer
Autor: John Felix
Editora: Dracaena
Sinopse: Em Noturno, temos a história de uma jovem que vê sua vida mudar depois de um inexplicável acidente. Recém-encontrada em uma mata fechada, completamente coberta por lama e aparentemente perturbada, o único lugar para se acordar é em uma ala psiquiátrica. Além das complicações de lidar com dúvidas sobre o desaparecimento e o estranho acidente, sinais de alucinações começam a ecoar em sua cabeça – e nesse momento você começa a questionar a própria sanidade. Por mais que você tente ignorar a doce voz que a controla, ela lhe pedirá que não a abandone... Isso levanta a pergunta: Será que algo afetará minha cabeça? A triste verdade é que você se rende ao inevitável. E comete um dos maiores erros da sua vida: apaixona-se. Mas o pior está por vir quando você descobre a verdade e percebe que o que sentia era uma mentira, que o que tinha em mãos não era seu. E nunca será. As mentiras e descobertas continuam e você vê que fazia parte de um pacto. Você foi traída. Não por aqueles que a cercavam e sim por sua voz interior. A única pergunta que some e volta em sua cabeça agora é: como fugir do presente que você mais desejou? E é ai onde sua história realmente começa e você vê que não tem como voltar atrás. E, de um jeito estranho, está feliz com isso.



Atraída por um estranho lago, Anabelle não tem como fugir, somente entrar nas águas escuras e convidativas que a levaram até ali. Como se estivesse em um sonho macabro, Anabelle acorda desorientada, perdida e sendo perseguida, sem forças para lutar, ela acaba desmaiando e quando finalmente seus olhos despertam, ela se vê em um lugar estranho, um hospital... 

Um mês havia-se passado desde Anabella ter desaparecido e algo dentro dela mudou, sua vida passa por uma grande transformação, a partir do momento que acordou naquela área psiquiatra...

*** 

John Felix possui uma escrita descritiva e bem desenvolvida, o autor soube como descrever personagens, ambientes e sentimentos, no entanto, Noturno foi uma leitura confusa e pouco estimulante. A ideia inicial do livro é interessante, um romance sobrenatural com doses de mistérios (pelo menos é o que a sinopse promete...), mas o enredo em si teve pouco desenvolvimento, faltou uma elaboração mais profunda para que o livro me ganhasse como leitora. Muitas passagens de Noturno foram forçadas e superficiais, eu não consegui acreditar no que estava lendo e a leitura não fluía, apesar da ótima escrita do autor. Além disso, houve muitos acontecimentos que foram rápidos demais, sem ter uma explicação concreta, como o fato do desaparecimento de Anabelle, eu esperava que o autor não contasse tudo que aconteceu, mas achei muito estranho e confuso os demais personagens e até a própria Anabelle não comentarem sobre o seu sumiço, como se esse fato não fosse realmente importante, mesmo que Anabelle tenha sumido durante um mês, sem ter um motivo aparente! Para mim, esse ponto foi muito mal explorado e até mesmo o lago, que deveria ser de extrema importância no enredo ficou em terceiro plano, sendo citado raras vezes, pois o autor se focou mais no romance e no drama adolescente vivido por Anabelle.

O romance de Anabelle e Cristian, que aflorou em poucas páginas, sinceramente não me convenceu e mesmo o autor tendo “explicado” esse “amor” no final do livro, foi tudo tão rápido e desconexo, que sinceramente eu não compreendi o real motivo do enredo... Noturno tinha tudo para se tornar uma leitura fantástica para mim, mas acredito que faltou amadurecimento e desenvolvimento, e mesmo com a ótima escrita do autor, não foi suficiente para que o livro de fato me envolvesse e somando os inúmeros erros de revisão que a Dracaena deixou passar (foram muitos erros, algo totalmente o oposto de outros livros da editora e isso me deixou decepcionada, pois foi à pior revisão que já vi!), a leitura ficou deixando a desejar... 

Quando eu li a sinopse do livro, achei que Noturno fosse-me apresentar algo totalmente diferente do que encontrei, eu esperava uma trama repleta de mistérios, personagens envolventes, suspense e cenas bem articuladas, além de muito sobrenatural, mas me enganei totalmente, Noturno somente me passou a impressão de um romance adolescente, com seus dramas e reclamações de uma personagem, que a todo instante dizia não ter atrativos e que idolatra o seu companheiro... Mas, acredito que o problema tenha sido que eu esperei demais e que talvez eu não tenha interpretado corretamente a história, pois como descrito acima, o livro para mim foi uma confusão do inicio ao fim, talvez eu já não esteja mais tão apegadas a romances/dramas com adolescentes. Só que mesmo que o Noturno não tenha funcionado para mim, acredito que outros leitores possam sim se identificar com o livro e seus personagens.

Avaliação:





Esta postagem conta pontos para o Top Comentarista Setembro 2013, se você esta participando, não deixe de comentar para garantir seus pontos e levar o livro A Menina que Semeava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!