Entrevista com a autora Fabiana Cardoso - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Entrevista com a autora Fabiana Cardoso

Entrevista com a autora Fabiana Cardoso

16/10/2013

Quem não gosta de uma boa entrevista com autores e autoras brasileiros? Conhecer o trabalhor de um escritor/escritora é fundamental e pensando nisso, trago hoje para vocês queridos leitores, a entrevista exclusiva que a autora Fabiana Cardoso de ADQS disponibilizou para o blog! ADQS - Desvendando a Organização Secreta, é um romance policial bem estruturado e cheio de espionagem, eu já li e resenhei aqui no blog, para mim é uma alegria enorme poder entrevistar a Fabiana, que tive a oportunidade de conhecer no evento Identidade Literária!

Fabiana Cardoso nasceu na cidade de São Paulo, no dia 18 de novembro de 1976. Sempre gostou de ler e na adolescência gostava de escrever estórias que apenas pessoa próximas liam e gostaram, escreveu as aventuras da ADQS nos anos entre 1997 e 1998. Entrou na faculdade de fisioterapia e deixou de escrever para se dedicar aos estudos. Em 2010 quando se casou e fez a mudança encontrou suas anotações e decidiu reescrevê-la e atualizá-la para os dias de hoje.




Entrevista com Fabiana Cardoso


Da Imaginação a Escrita: Primeiramente, quero agradecer a você Fabiana por conceder essa entrevista. Para começar, fale um pouco sobre você.

Fabiana: Oi Sammy, antes de responder a entrevista. Quero agradecer o espaço no seu blog e te parabenizar pelo apoio aos autores brasileiros.
Eu moro em São Paulo, tenho 36 anos, sou uma leitora compulsiva e escritora nas horas vagas. Gosto de ler, assistir filmes, ouvir música e viajar. Adoro pessoas e uma boa conversa, todos esses anos trabalhando com fisioterapia e atendendo a pacientes posso dizer que ouvi histórias maravilhosas. Observar como a vida age é uma lição inesquecível!

Da Imaginação a Escrita: Conte-nos um pouco sobre seu livro ADQS.

Fabiana: ‘ADQS’ é uma organização secreta brasileira. A trama começa quando Cíntia uma ex-criminosa é recrutada para trabalhar nessa organização, assumindo a identidade de Thaís Torres! Através dela o leitor vai Desvendando a Organização Secreta. A mais nova agente terá que investigar crimes diversos. 
Enquanto ela arrisca sua vida nas operações pouco convencionais, vai conhecendo os outros agentes, que como ela, têm um passado obscuro. Vivendo fortes emoções em suas missões e se arriscando em um romance proibido. Apesar do tema resolução de crimes ser pesado, o livro é narrado de forma leve e bem humorada.
Tudo pode acontecer, pois esta é uma organização que está Acima De Qualquer Suspeita!

Da Imaginação a Escrita: Como foi o processo de criação de seu livro?

Fabiana: Primeiro tive a ideia de escrever sobre uma Organização Secreta Brasileira. Antes de começar a escrever fiz uma ficha detalhada de cada personagem, com características físicas e psicológicas. Detalhando o passado de crime que fez com que cada agente fosse recrutado para a organização. Depois (estranho dizer isso), mas eles que conduziram a história, reagindo de acordo com suas personalidades, diante das situações. (Risos) É como se tivessem criado vida própria e tomassem suas próprias decisões. Eu apenas criava as situações e acatava as reações deles, isso tornou o processo de escrita muito prazeroso.
Agora, os crimes a serem solucionados são baseados em tudo que eu via no noticiário e que me chamava à atenção. Inclusive na hora de atualizar também usei esse recurso. Talvez por isso a história passe a impressão de veracidade.

Da Imaginação a Escrita: Você teve alguma dificuldade para publicar seu livro?

Fabiana: Eu acho que tive muita sorte, foi um processo bem rápido. Coloquei o conteúdo na Internet em dezembro de 2011. E no mesmo mês enviei o original para a Editora Modo. Em Janeiro, veio o convite de publicação, nem acreditei. Desde então, ele passou pelo processo de capa, revisão e diagramação e em agosto de 2012 foi lançado na Bienal de São Paulo.
Curiosidade: o original tinha 528 páginas, a Adriana Vargas Aguiar (agente literária que aprovou o livro). Orientou-me para "enxugar" a história. Fiquei com pena de tirar alguns trechos, mas fiz isso. Com cerca de 100 páginas excluídas, a leitura ficou ágil sem prejudicar o conteúdo. O resultado final, em minha opinião, ficou melhor.

Da Imaginação a Escrita: Você tem alguma fonte de inspiração? Se sim, qual é?

Fabiana: A inspiração vem de várias fontes. Sempre fui fã de livros, filmes e séries desse gênero.
Sir Arthur Conan Doyle e Agatha Christie foram minhas maiores influências, para escrever sobre investigações de crimes.
O filme “A Assassina” e os filmes de James Bond, o espião, tiveram uma grande contribuição. Assim como as séries “Missão Impossível” (na época formada por uma equipe) e “Anjos da Lei”. 
Enfim, a inspiração está em todo lugar. As idéias surgem ao ouvir uma música, durante uma conversa ou em uma viagem.
Embora a ADQS seja uma Organização Secreta bem brasileira, a história se passa em São Paulo. E cada integrante do grupo veio de uma cidade diferente, por exemplo, a personagem principal Thaís morava em Florianópolis. Os crimes investigados também fazem parte da nossa realidade, como: políticos corruptos, foragidos internacionais, traficantes... Acho que o leitor vai gostar e se identificar com os personagens nacionais.

Da Imaginação a Escrita: Quando você decidiu que era a hora de escrever um livro?

Fabiana: Eu comecei a escrever ADQS no final de 1996. Sem pretensão alguma. Apenas tinha as ideias e a história foi se formando, a única maneira de parar de pensar, era quando passava as ideias para o papel. Em 1998 parei de escrever por causa da faculdade e trabalho.
Levei a minha vida adiante e somente em 2010, quando me casei, ao fazer minha mudança encontrei as minhas anotações. Eu me diverti muito relendo as aventuras e confusões desses agentes secretos. Então resolvi atualizar a história, transformei em um livro e publiquei em um site independente da internet.
Para minha surpresa, a Modo Editora aprovou o original e fez o convite para a publicação. 

Da Imaginação a Escrita: Como está sendo para você a repercussão de ADQS?

Fabiana: É muito prazeroso o contato com o leitor, pois cada pessoa aborda o livro de uma maneira diferente. Os livros têm esse poder. ADQS foi escrito por mim, mas cada leitor vai usar a sua imaginação para criar essa organização secreta. Isso é simplesmente maravilhoso.
Fico muito feliz com as resenhas em blogs, comentários no Facebook, observações no Skoob e adoro encontrar leitores em eventos. Muitas vezes, uma simples linha falando sobre o livro já deixa o meu dia mais feliz. É muito gratificante.

Da Imaginação a Escrita: Você tem alguma outra história para um novo livro? Se sim, poderia contar um pouco sobre ela?

Fabiana: Eu estou trabalhando na continuação ADQS 2 - Desafiando as Regras da Organização. No segundo livro tudo será respondido, os leitores irão conhecer mais sobre o passado dos agentes secretos e o que o futuro lhes reserva. Além das novas missões que terão que enfrentar. Aguardem mais aventuras no segundo livro.

Da Imaginação a Escrita: Quais são seus autores favoritos? Tem algum livro, que você considera especial e que já leu?

Fabiana: O autor que mais me influenciou foi Sir Arthur Conan Doyle, adoro seus livros e seu fantástico personagem Sherlock Holmes que investiga os mais diferentes crimes. Li muito Agatha Christie, meu favorito “Os Quatro grandes”. Recentemente gosto de Dan Brown, “O Código da Vinci” e Stieg Larsson, com a trilogia Millennium. Todos me influenciaram de alguma maneira. Amo suspense, mistério e investigações.

Em relação ao livro, fiquei encantada com As Aventuras de Sherlock Holmes que uma amiga me emprestou na adolescência. A narrativa dinâmica e divertida de Sir Arthur Conan Doyle me conquistaram. Ao ler o livro parecia que eu viajava e estava sendo transportada a Londres do investigador, aliás, essa é uma experiência que só o livro proporciona. Gosto muito de filmes, mas você sempre é um expectador, enquanto o livro te leva a outro mundo, parece que você participa do que está acontecendo, simplesmente fantástico.

Da Imaginação a Escrita: Além de ADQS, você já escreveu algum outro livro? Se sim, pode nos contar um pouco sobre ele?

Fabiana: Paralelamente a ADQS 2, estou trabalhando em um romance de época que tem o título provisório de “Encontro com o Destino”, algo bem diferente, que estou adorando fazer a pesquisa histórica, compor os personagens e escrever.

Da Imaginação a Escrita: Qual a sua opinião a respeito dos blogs literários? Acha que eles são um incentivo à literatura?

Fabiana: Eu tenho uma experiência muito boa com blogs literários. Como sou uma nova autora, não tenho espaço na mídia tradicional, através das parcerias que firmei consegui divulgar meu livro e obter boas resenhas. Recentemente meu nome entrou para votação em um evento. Foi graças aos leitores e blogs parceiros que consegui ficar entre os autores mais votados para participar do evento. Cerca de 95% da divulgação de ADQS – Desvendando a Organização Secreta foi realizada por blogueiros e fico muito feliz com essas parcerias.

Da Imaginação a Escrita: Para aqueles que desejam seguir o sonho de serem escritores, quais são suas dicas?

Fabiana: Tenho postado vários textos sobre como desenvolver a escrita no meu blog (www.fabianacardosoescritora.blogspot.com) e em um blog onde sou colaboradora. Acho que escrever melhora com a prática, se você tem criatividade e gosta de escrever, então, mãos a obra. Escrevi vários contos, antes de concretizar um livro. Então, resumidamente, minhas dicas são: Leia bastante, escreva sempre que tiver vontade, revise o texto, seja persistente e procure sempre melhorar.

Da Imaginação a Escrita: A respeito da literatura nacional, você acha que a aceitação do público em relação a livros nacionais é maior ou menor hoje em dia?

Fabiana: O mercado, em geral, valoriza mais o autor estrangeiro do que os autores nacionais. Os Novos Autores ainda são olhados com desconfiança. Porém, acho que esse cenário está mudando. Por isso, entrei para o Clube de Novos Autores (CNA), onde autores decidiram se unir para divulgar suas obras e se apoiarem nessa difícil jornada. Faço parte também da Associação Nacional dos Escritores Brasileiros (ANEB). Acho que com esses movimentos, os autores brasileiros podem divulgar melhor seus trabalhos e como consequência conquistarem mais leitores e serem mais valorizados.

Da Imaginação a Escrita: A respeito dos livros digitais, o ebooks, qual a sua opinião?

Fabiana: Apesar de preferir ler o livro físico, estou começando a adquirir livros no formato digital. O livro físico tem um custo alto, existem vários profissionais envolvidos, além do autor. Para um trabalho final, bem feito, é preciso fazer revisão, capa, diagramação, gráfica, divulgação e distribuição. As livrarias chegam a pedir 50% do valor para ter um livro em suas lojas ou sites. Isso encarece muito o custo do livro e no final o autor fica prejudicado em relação às vendas e com a menor parte.
Recentemente ADQS começou a ser comercializado na Amazon e para minha surpresa chegou a ficar entre os cem mais vendidos do site. Hoje, ele permanece entre os mais vendidos na categoria Ação e Aventura. Acho que o e-book é uma alternativa barata, ecológica e de rápida entrega. Temos que aproveitar os progressos da tecnologia e seus benefícios.

Da Imaginação a Escrita: Para finalizar, quero agradecer sua participação nessa entrevista, foi um prazer entrevista-la! Você tem alguma mensagem final aos leitores?

Fabiana: Sammy, eu só tenho a agradecer. Tenho orgulho de ser sua parceira e foi um prazer responder essa entrevista.
Em relação ao livro, para quem ainda não conhece. ADQS é uma Organização Secreta Acima De Qualquer Suspeita. Espero que os leitores se arrisquem nessa aventura e se envolvam com seus personagens. O livro, além de investigações, tem romance, mistérios e humor. Deixo um convite para que venham Desvendar essa Organização Secreta! 
Obrigada! Beijos Fabi


Sinopse

Cíntia encontra-se envolvida com um criminoso de Florianópolis, até presenciá-lo cometendo um assassinato e perceber, então, o perigo que está correndo. Mas em sua fuga desastrosa é presa em flagrante por tentativa de homicídio. Suas alternativas são: denunciar o 'namorado', praticamente, assinando sua sentença de morte ou ser presa e permanecer um longo tempo na prisão. Na delegacia acaba conhecendo Henrique, um homem charmoso e misterioso que faz uma proposta - a garantia de que não irá para a cadeia. O que ela não imaginava é que seria recrutada para fazer parte de uma organização secreta, assumindo a identidade de Thaís Torres e se mudando para São Paulo. Agora a mais nova agente da ADQS terá que investigar crimes que a polícia comum não conseguiu resolver, arriscando sua vida nas operações pouco convencionais da organização. Aos poucos, Thaís desvenda os mistérios da organização secreta, vivendo fortes emoções em suas missões e se arriscando em um romance proibido. Mistério, aventura, humor e romance fazem parte desta trama. 

***


Esta postagem conta pontos para o Top Comentarista Outubro 2013, se você esta participando, não deixe de comentar para garantir seus pontos e levar o livro Uma Prova de Amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!