Entrevista com o autor Fernando Stevan - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Entrevista com o autor Fernando Stevan

Entrevista com o autor Fernando Stevan

08/10/2013

O escritor Fernando Stevan, autor livro Irmãos Ostenholls, lançamento desse ano da Modo Editora, concedeu uma entrevista exclusiva para o blog! Quero agradecer ao autor pela oportunidade de conhecer seu trabalho, tenho certeza que você vão adorar a entrevista e em breve também teremos resenha do livro! 


Fernando Weslei de Oliveira silva, nascido em 1975, profissão farmacêutico e músico. Reside no interior do Espírito Santo onde vive com sua esposa e filha, fontes da sua inspiração. - Fonte.









Entrevista com Fernando Stevan


Da Imaginação a Escrita: Primeiramente, quero agradecer a você Fernando por conceder essa entrevista. Para começar, falei um pouco sobre você.

Fernando: Eu que agradeço. Bem, moro em Barra de São Francisco, interior do ES, sou farmacêutico, músico e escritor. Tenho 37 anos, casado, tenho uma filha linda de dois anos.  

Da Imaginação a Escrita: Conte-nos um pouco sobre seu livro Irmãos Ostenholls.

Fernando: É um livro de literatura fantástica, ambientado na época medieval, que conta a história dos irmãos Ostenholls, Aron o irmão mais velho, Lissa e Beni o mais novo. Eles vivem em Liversphil, capital do reino, e têm uma vida tranquila até que uma viagem inesperada muda radicalmente suas vidas. Tudo acontece depois que ataques misteriosos tiram o sossego de uma pequena vila chamada Keplestal. Os acontecimentos na vila aguçam a curiosidade das autoridades do reino que acabam por enviar uma expedição liderada pelo Senador RB e o inspetor Arnes até a vila. A trama gira em torno desta expedição, desta aventura que terá a participação direta dos irmãos Ostenholls, mas que eu não posso aqui, contar como será kkk. O livro é cheio de suspense, mistério, gosto que o leitor se envolva com o livro e que descubra aos poucos, à medida que os capítulos seguem, o que realmente aconteceu em Keplestal.  

Da Imaginação a Escrita: Como foi o processo de criação de seu livro?

Fernando: Foi tranquilo, mas isso não quer dizer que não foi demorado. Como faço “milhares de coisas” ao mesmo tempo, às vezes ficava um bom tempo sem escrevê-lo. A primeira etapa de criação que eu sigo é de definir os pontos cruciais da trama, e é a parte mais demorada de todo o processo, porque é neste momento que defino início, meio e fim. E como o livro terá uma sequencia, o trabalho fica ainda mais difícil, porque tive que definir também, a trama dos outros livros, e fazer com que o livro tivesse duas histórias, uma para “fechar” a trama deste primeiro volume e outra “maior” que só será concluída com o desfecho da série. Depois, eu divido o livro em capítulos, e faço um pequeno resumo do que acontecerá em cada um deles. Por fim, detalho cada capítulo e finalizo todo o processo de criação do livro.

Da Imaginação a Escrita: Você teve alguma dificuldade para publicar seus livros?

Fernando: Acho que eu tive sorte, porque sei que não é nada fácil publicar um livro, principalmente no nosso país. Assim que terminei o livro, enviei o mesmo para diversas editoras, inclusive para a MODO, que foi a primeira que enviei. Não demorou muito e recebi uma resposta positiva da MODO, e como ela tinha uma proposta legal, de valorização dos autores brasileiros e iniciantes, acabei assinando contrato com eles.

Da Imaginação a Escrita: Você tem alguma fonte de inspiração? Se sim, qual é?

Fernando: Gosto de todos os livros de Julio Verne que li até hoje, e tenho seus livros como fontes de inspiração.

Da Imaginação a Escrita: Quando você decidiu que era a hora de escrever um livro?

Fernando: Sempre gostei de escrever, tenho uma banda e temos dois CDs gravados com músicas de nossa autoria. Eu escrevi boa parte delas, então já estava envolvido com a escrita. Não sei te dizer o momento exato em que eu decidi escrever o livro. Só sei que surgiu de forma natural, e que durante o processo me diverti bastante.

Da Imaginação a Escrita: Como está sendo para você a repercussão de Irmãos Ostenholls?

Fernando: Muito melhor do que eu esperava. A cada dia conquistando mais leitores de várias partes do país. Ótimas resenhas sobre o livro, e o legal é que elas apontam como ponto positivo justamente aquilo que eu acho que o livro tem de melhor. Estive na Bienal do RJ, foi fantástico, e continuo divulgando o meu trabalho, agora em outubro participarei da Bienal do ES, feliz pelo evento aqui no meu Estado. Começando também este mês com palestras em escolas. Estou em contato com meus leitores e o que eles me contam sobre o livro me deixa seguro de que estou no caminho certo. O interessante é que tenho leitores de 9, 10 anos e também de 70, 80 anos.

Da Imaginação a Escrita: Você tem alguma outra história para um novo livro? Se sim, poderia contar um pouco sobre ela?

Fernando: Como irmãos Ostenholls é uma série, estou trabalhando no segundo livro, e estou finalizando um totalmente diferente do que fiz até agora. É um livro de crônicas divertidas, nos moldes dos livros do Luís Fernando Veríssimo.

Da Imaginação a Escrita: Quais são seus autores favoritos? Tem algum livro, que você considera especial e que já leu?

Fernando: Tenho vários autores que gosto bastante, mas para não ficar uma lista imensa, vou citar um autor e um livro de outro autor . Júlio Verne , e o livro, O caçador de pipas.

Da Imaginação a Escrita: Além de Irmãos Ostenholls, você já escreveu algum outro livro? Se sim, pode nos contar um pouco sobre ele?

Fernando: Como eu disse anteriormente, estou finalizando um livro de crônicas divertidas que fala de situações engraçadas que quase sem querer nos envolvemos no nosso cotidiano.

Da Imaginação a Escrita: Qual a sua opinião a respeito dos blogs literários? Acha que eles são um incentivo à literatura?

Fernando: Não tenho dúvidas disso. Os blogs literários são divulgadores e incentivadores da nossa literatura. O trabalho que vocês executam são de fundamental importância para o cenário literário.

Da Imaginação a Escrita: Para aqueles que desejam seguir o sonho de serem escritores, quais são suas dicas?

Fernando: Primeiro, tem que gostar do que faz, não pode seguir este caminho por modismo e tal... ou só porque gosta de ler. Tem que ter bom senso para saber se esta é realmente a sua “praia”. Se for, então “mergulhe de cabeça” e não desista nunca de correr atrás do seu sonho. Porque não será fácil, as editoras recebem milhares de livros todos os dias, é uma concorrência absurda. Uma vez perguntaram para J.K. Rowling qual era o traço mais marcante que ela possuía, e ela respondeu que era ser persistente. É isso aí, tem que trabalhar muito,  você irá receber vários “não” ao longo de todo o caminho, mas confie no seu trabalho e siga batalhando.

Da Imaginação a Escrita: A respeito da literatura nacional, você acha que a aceitação do público em relação a livros nacionais é maior ou menor hoje em dia?

Fernando: Melhorou muito, hoje temos vários autores brasileiros que fazem parte da lista dos mais vendidos. Claro que os autores internacionais ainda dominam a preferência de grande parte dos leitores, mas isso está mudando. Eu tenho uma opinião muito positiva sobre os próximos anos, acho que cada vez mais leitores descobrirão os autores nacionais, estamos indo nesta tendência.

Da Imaginação a Escrita: A respeito dos livros digitais, o ebooks, qual a sua opinião?

Fernando: Para ser sincero, não sou muito ligado ao mundo digital, mas tenho a certeza de que não podemos ficar de fora desta tendência. Hoje em dia, o mundo muda numa velocidade absurda e devemos fazer parte destas mudanças. Os livros digitais vieram para ficar, gostem ou não. Eu prefiro o papel, o cheiro do livro, o ato de virar a página rs.

Da Imaginação a Escrita: Para finalizar, quero agradecer sua participação nessa entrevista, foi um prazer entrevista-la! Você tem alguma mensagem final aos leitores?

Fernando: Eu que tenho que agradecer, gostei muito de participar do blog, acho que você faz um trabalho muito legal de divulgação da literatura, precisamos mais disso, dessa valorização da educação e cultura, tão escasso no nosso país. Aos leitores, faço um convite para que se envolvam nesta aventura com os irmãos Ostenholls. Um forte abraço a todos.



Sinopse

Os irmãos Ostenholls e o príncipe Allan viviam tranquilamente em Liversphil até que uma viagem inesperada fez seus caminhos se cruzarem. Tudo teve início depois que o pai de Allan, o rei Dorian, soube dos ataques ocorridos numa pacata vila chamada Keplestal. Uma fera assustadora estava aterrorizando toda a região e precisava ser detida. Certo de que o pior ainda estava por vir, o rei decide enviar uma missão secreta chefiada pelo inspetor Arnes e o senador RB até o vilarejo. O que aconteceu na vila de tão assustador? Que fera era esta? Um animal comum com um apetite voraz ou algo bem pior? Algo que só de pensar fazia seus corpos gelarem. Assim começa esta trama cheia de mistérios e aventura, encontros e desencontros, uma história que eternizará uma amizade leal e sincera entre os irmãos Ostenholls e o príncipe de Liversphil.

***

Esta postagem conta pontos para o Top Comentarista Outubro 2013, se você esta participando, não deixe de comentar para garantir seus pontos e levar o livro Uma Prova de Amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!