Resenha - Bruxos e Bruxas - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha - Bruxos e Bruxas

Resenha - Bruxos e Bruxas

03/11/2013

Título: Bruxos e Bruxas
Autores: James Patterson e Gabrielle Charbonnet
ISBN: 9788581632216
Editora: Novo Conceito
Skoob
Avaliação: 4 Estrelas (Muito Bom)

Sinopse: No meio da noite, os irmãos Allgood, Whit e Wisty, foram arrancados de sua casa, acusados de bruxaria e jogados em uma prisão. Milhares de outros jovens como eles também foram sequestrados, acusados e presos. Outros tantos estão desaparecidos. O destino destes jovens é desconhecido, mas assim é o mundo sob o regime da Nova Ordem, um governo opressor que acredita que todos os menores de dezoito anos são naturalmente suspeitos de conspiração. E o pior ainda está por vir, porque O Único Que É O Único não poupará esforços para acabar com a vida e a liberdade, com os livros e a música, com a arte e a magia, nem para extirpar tudo que tenha a ver com a vida de um adolescente normal. Caberá aos irmãos, Whit e Wisty, lutar contra esta terrível realidade que não está nada longe de nós.

Autor do ano pelo Children’s Choice Book Awards 2010, James Patterson já vendeu mais de 230 milhões de cópias pelo mundo. James é romancista e mora na Flórida, sendo conhecido por seus livros de suspense e magia.

Gabrielle Charbonnet também escreveu ao lado de James, o livro Sundays at Tiffanny’s, ela mora na Calona do Norte é escreveu vários livros para os jovens.
Bruxos e Bruxas é o primeiro livro da série e tem 286 páginas, 104 capítulos, um prólogo e dois epílogos, além de trechos da propaganda da Nova Ordem.

O livro foi lançado em 2013 pela Editora Novo Conceito, ele possui folhas amareladas, fonte em bom tamanho, uma ótima diagramação e revisão. 

Em uma sociedade em que a opressão e as leis são destinadas aqueles que vão contra O Único que é único, Whit e Whist são considerados os mais perigosos, os bruxos que devem ser executados em nome da paz única.

Sem entenderem o que esta acontecendo, os irmãs Allgoods, são forçados a entrarem em um furgão, levando apenas um objeto familiar para cada. Seus pais insistem e eles levam uma baqueta e um livro velho com as folhas em branco.

Achando é apenas não um pesadelo, os irmãos irão se surpreender com a revelação de seus poderes e as profecias destinadas a eles...

Fiquei relutante em iniciar a leitura deste livro, principalmente pelas muitas criticas que circulam sobre Bruxos e Bruxas, mas com o lançamento de O Dom, segundo livro da série, eu resolvi arriscar e conhecer a história de James e Gabrielle. 
Minha surpresa foi ver o quanto adorei Bruxos e Bruxas! O enredo é cheio de adrenalina, ação e mistérios, além de personagens notáveis, capítulos curtos e intercalados entre os irmãos Allgoods. 

A escrita de James é rápida e envolvente, em apenas um dia, mais de 200 páginas tinham sido lidas! Um livro que sem dúvidas me envolveu demais, terminei com um gostinho de quero mais!

Os autores fizeram de Bruxos e Bruxas uma mistura de fantasia e distopia, achei que foi muito original e diferente. Por ser narrado em primeira pessoa, fiquei ainda mais envolvida com o livro, e pude ver as diferença entre os irmãos e conhecendo seus sentimentos e pensamentos durante essa horda de terror imposta pela Nova Ordem. Eu achei o livro promissor e continuarei a acompanhar a série dos Allgoods contra O Único que é Único!

***

Esta postagem conta pontos para o Top Comentarista Novembro 2013, se você esta participando, não deixe de comentar para garantir seus pontos e levar o livro A outra vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!