Resenha: O Pessegueiro - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: O Pessegueiro

Resenha: O Pessegueiro

14/01/2014


Título: O Pessegueiro
Edição: 1
ISBN: 9788542201253
Autora: Sarha Addison Allen
Editora: Planeta do Brasil
Ano: 2013
Páginas: 256
Avaliação: 5 Estrelas (Ótimo) + Favorito
Sinopse: Willa Jackson vem de uma antiga família que ficou arruinada gerações antes. A mansão Blue Ridge Madam, construída pelo bisavô de Willa durante a época área de Walls of Water, e outrora a mais grandiosa casa da cidade, foi durante anos um monumento solitário à infelicidade e ao escândalo. Mas Willa soube há pouco que uma antiga colega de escola – a elegante Paxton Osgood – da abastada família Osgood, restaurou a Blue Ridge Madam e a devolveu à sua antiga glória, tencionando transformá-la numa elegante pousada. Talvez, por fim, o passado possa ser deixado para trás enquanto algo novo e maravilhoso se ergue das suas cinzas. Mas o que se ergue, afinal, é um esqueleto, encontrado sob o solitário pessegueiro da propriedade, que com certeza irá fazer surgir coisas terríveis. Pois os ossos, pertencentes ao carismático vendedor ambulante Tucker Devlin, que exerceu os seus encantos sombrios em Walls of Water setenta e cinco anos antes, não são tudo o que está escondido longe da vista e do coração. Surgem igualmente segredos há muito guardados, aparentemente anunciados por uma súbita onda de estranhos acontecimentos em toda a cidade.

Na tranquila Walls of Water, mora Willa Jackson, descendente de uma importante família, que no passado era a glória da cidade, mas que teve seu caminho fadado com a falência. Fundadores da impotente mansão Blue Ridge Madam, os Jackson’s tiverem que abandona-la por conta da crise que passaram. 

Setenta e cinco anos depois, Paxton Osgood se empenha para restauram o Madam, e trazer os dias de gloria novamente para aquelas paredes. Ao contrário da socialite, Willa esta disposta a esquecer de qualquer traço de seus familiares e evita pensar no convite feito por Pax, que ela participe de baile de gala da inauguração da mansão. 

Willa e Paxton são apenas as pequenas pontas de um segredo obscuro que uni os Jackson’s e Osgood’s. Junto ao pessegueiro que se encontra nas terras do Madam, esta as respostas que foram guardadas por longos anos e que trarão a tona algo que nem mesmo os doces aromas das flores podem encobrir, além disso, esse segredo trará uma revelação ao Clube Social Feminino, a qual Paxton comanda e que sua avó e a de Willa, um dia fizeram parte.

A amizade verdadeira é um sentimento único e importante em O Pessegueiro. Sarah Addison revela com todas as letras o valor dos amigos em nossa vida e mais que um simples romance, seu livro traz ao leitor, emoções profundas, personagens marcantes e uma história belíssima. 

Com suas 248 páginas, a obra é uma reflexão sobre a amizade e aceitação. Possuindo uma escrita leve, narrativa em terceira pessoa bem descrita, o enredo traz ainda mistérios, dramas e muito amor. A autora cativa por suas palavras fluidas, onde facilmente adentramos em um mundo mágico e com cheiro de pêssegos. 

Doce e exuberante, esta leitura me deixou maravilhada e com grandes expectavas para conhecer outros livros da Sarah. Afinal, O Pessegueiro é delicioso, delicado e que marca em cada um dos seus dezenove capítulos. 

O ritmo em que a escritora conduziu seu enredo foi ótimo, ela deixava bons ganchos a qual fazem o leitor quer ler mais e mais. A diagramação, com lindos arranjos de flores de pessegueiro nos capítulos foi um toque singelo e que combinou perfeitamente com a proposta do livro.

As folhas são amareladas e a fonte de bom tamanho, o que facilitou ainda mais a leitura e contando com a ótima revisão (não encontrei nenhum erro que me atrapalhasse), O Pessegueiro é uma encantadora escolha para todos que acreditam no valor de uma amizade.

***

Esta postagem conta pontos para o Top Comentários de Janeiro. Se você esta participando, não deixe de comentar e garantir seus pontos para concorrer ao livro Aconteceu em Paris.

Sammysam Rosa

Escrito por:

Sammy. Casada e apaixonada por livros. Gosto de literatura policial, suspense e terror. Típica pisciana, sonhadora e curiosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!