Retrospectiva Literária: Desafio 50 nacionais - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Retrospectiva Literária: Desafio 50 nacionais

Retrospectiva Literária: Desafio 50 nacionais

15/01/2014


Em 2013 decidi aderir a um desafio diferente e que valorizasse o nacional. Criado pelo blog Acordei com Vontade de Ler, esta tarefa tinha a intenção de que o participante lesse 50 nacionais, seja atual ou não. Como eu gostei da proposta, decidi aderir, no entanto, não foi possível completar com os 50 livros. Vários fatores ocorreram, e como meu ritmo também não é rápido, o ano terminou e não consegui concluir o desafio.

No entanto, fiquei muito contente pelo o meu resultado, afinal li 47 nacionais ao longo de 2013. Faltando apenas 3 livros para cumprir o desafio. Pouco, mas infelizmente não deu tempo. Abaixo, estão todos os nacionais que eu li, para conhecer as resenhas, basta clicar nas capas. Em 2014 continuarei a ler nacionais, mas sem me sentir sufocada por estar esgotando o tempo por conta de desafios ou maratonas, quero mais liberdade para escolher e ler tranquilamente.


Nacionais lidos e resenhados em 2013




ADQS: Ler ADQS é como ter em mãos uma aventura cheia de espionagem, casos elaborados, vilões cruéis e reviravoltas surpreendentes. Com uma narrativa em terceira pessoa, Fabiana Cardoso leva o leitor a acompanhar missões cada vez mais difíceis.

Ponto Cego: No bom estilo investigativo, cheio de pistas, segredos e violência, temos um romance policial espetacular, que vai prender o leitor em suas páginas finais e quando finalmente fechamos o livro, somos apresentados aquele final, a qual você diz: Nossa!

Annástria: Recheado de magia e aventura, Annástria e o Príncipe dos deuses, é um prato cheio para os amantes de fantasia. Com um enredo ágil e de fácil compreensão, Seléne D' Aquitaine conduz o leitor a uma trama, com segredos, reviravoltas, amores e intrigas.




O Segredo de Eva:  O Segredo de Eva é o tipo de livro capaz de fazer seu leitor se emocionar, ficar angustiado e ansioso para saber o seu desfecho. Onde seus personagens são capazes de nos fazer amar e odiar.

Guardians: Guardians é simplesmente viciante! Luciane consegue prender seu leitor com uma estória cativante, personagens muito bem feitos e engraçados, cenas de ação ótimas e mistérios de nos prender mais e mais em sua obra! Foi praticamente impossível largar a leitura pela metade, quando dei por mim, mais de cem páginas haviam sido lidas, e eu apenas pensava: Só mais um capítulo.

Línguas de Fogo: Línguas de Fogo é primeiro livro das Crônicas de Myríade, uma introdução do que esta por vir, e pode ter certeza, que apesar de ser um livro mais voltado aos jovens, Karen Soarele consegue envolver leitores adultos com sua obra. Simplesmente somos fisgados por uma trama gostosa de ler, com muita magia e aprendizado.




Contato Imediato: A trama a meu ver é melosa e surreal demais, os personagens não conseguiram me convencer a ponto do livro me envolver por completo, por mais que eu lia, não conseguia assimilar o que era narrado por Emma e a estória foi ficando monótona e repetitiva.

A Profecia de Hedhen: Fiquei me perguntando como será que foi o processo de criação dessa estória, pois tudo foi muito bem moldado para agradar aos fãs de literatura fantástica, aos apreciadores de uma ótima aventura medieval, com lições de fé, amor, esperança e amizade!

Apanhando Amoras: Mesclando primeira e terceira pessoa, temos duas estórias que pouco a pouco se completam, para revelar cada pedaço desse quebra – cabeça. Com a narrativa em terceira pessoa, temos uma visão intensa da vida de Clarisse, com cenas descritivas e personagens secundários marcantes, onde cada qual tem um significado para a jovem menina do interior, que apenas acreditou demais.




Cisne: Eleonor Hertzog criou uma obra sem igual, com uma linguagem simples, personagens marcantes, a leitura passa a ser agradável e de fácil compreensão. Seu começo é para conhecermos a fundo os personagens principais e tende a ser um pouco lento, já que é uma introdução, mas saiba que há muito para se surpreender e concluímos que temos um livro de grande impacto para aqueles que buscam uma aventura para lá das estrelas na companhia do mar!

Os Segredos de Landara: Com uma narrativa envolvente e rápida, Bruna Camporezi nos apresenta uma trama cheia de ação, mistérios, romance e amizade, tudo dosado na medida certa, mostrando a diversidade que Os Segredos de Landara pode nos oferecer. Com criaturas poderosas, seres místicos e pessoas com poderes fenomenais, a autora acaba por criar sua própria mitologia e a explicação dada para cada um deles, mostra o quanto Bruna foi criativa, fiquei simplesmente deslumbrada, principalmente em relação à Laura.


A Bailarina Fantasma: Um livro com romance, drama e mistério, repleto de uma doçura contagiante. Impossível não se encantar com os personagem que Socorro criou, a autora moldou cada detalhe do livro com carinho e carregado de sentimentos, em menos de um dia eu já tinha terminado a leitura e as lágrimas rolando com aquele final digno de aplauso!




O Túnel do Tempo: Ler O Túnel do Tempo sem dúvidas foi a experiência mais maravilhosa. De todos os livros da Adriana, minha estima é maior para essa estória, a estória de Clarice e Klaus, um amor tão avassalador que dói no próprio leitor, um amor lindo, capaz de tudo. 

Andanças: Andanças possui uma linguagem leve, fluida e rápida. Narrado em primeira pessoa por Charles, vemos passo a passo de sua nova “vida”, sua transformação e as revelações escondidas no passado e que quando vem à tona, muito sangue começa a pingar da verdade. Carissa Vieira construiu um enredo gostoso de ler, com detalhes na medida certa, personagens bem moldados e vários mistérios. 

O Anjo Poeta: Composto de quatro contos e quinze poemas, além de curiosidades, O Anjo Poeta traz ao leitor uma experiência com anjos totalmente diferentes dos padrões atuais. Os anjos de Eddy Khaos não são bonzinhos e protetores, mas sim os bravos guerreiros de Deus, capazes de extinguir a humanidade e todos aqueles que se voltam contra as ordens divinas. 




A Princesa com Olhos de Gato: Devo re-saltar que a autora deu e não deu um final feliz ao livro. E isso se deve ao fato, que apesar de muitas injustiças terem sido resolvidas, eu esperava que o destino de alguns personagens fosse realmente diferente, mas, creio que essa foi à grande cartada da autora, trazer um desfecho fora do comum e espantar o leitor.

Além do Céu e do Inferno: Danilo Vecchi criou uma história cheia de segredos, cercada de ação e descrições muito bem detalhadas. Facilmente o leitor vai imaginar cada passo da vida de Natilie, e se surpreenderá com os constantes mistérios envolvidos nos capítulos.

O Grito Vermelho: O autor foi minucioso e sua escrita facilmente fluída, tornou o Grito Vermelho muito envolvente e ao mesmo tempo trouxe aquela sensação de medo, fiquei encantada com esse romance policial nacional e pretendo ler a continuação assim que sair!


Simplesmente Ana: Uma princesa brasileira! Essa é primeira característica que me vem em mente ao escrever essa resenha. Uma história fofa, romântica e com ritmo brasileiro. No primeiro contato com Simplesmente Ana, não pude deixar de recordar O Diário da Princesa de Meg Cabot, afinal, ambos segue a mesma linha: A princesa que foi encontra após um tempo por um ente familiar da nobreza. No entanto, Simplesmente Ana, é uma história diferente, com seu próprio encanto.

O Cavaleiro e o Samurai: Orlando Paes Filho possui uma escrita leve, fácil e descritiva na medida certa. Fui facilmente envolvida por suas palavras e me vi adentrando em sua história, complexa, mais ao mesmo tempo simples. O Cavaleiro e o Samurai é narrado em primeira pessoa, mas não por Argyll MacLachlan, o astro principal desse primeiro livro, e sim por seu descendente, que apenas no final do livro revela seu verdadeiro nome, o que me deixou ainda mais surpresa!

Marcada a Fogo: Há apenas uma palavra que define Marcada a fogo: Viciante! Quando iniciei a leitura do livro, eu já tinha altas expectativas, mas acabei-me envolvendo de tal forma, que fiquei encantada com as palavras de Josy Tortaro! Com uma escrita fluida, rica em detalhes, Josy transporta facilmente seu leitor para o mundo de Marcada a fogo, revelando assim, um enredo bem estruturado, personagens cativantes e segredos repletos de magia!


Admeto: Apesar das poucas páginas, Admeto – O Globo do Poder é uma aventura muito boa, com diálogos bem construídos e ótimas lições de vida. Sendo narrado em terceira pessoa por um narrador observador, podemos ter uma visão melhor de todos os acontecimentos em busca desse poderoso globo, que traz consigo uma grande maldição.

O Cântico do Súcubo: Com apenas 68 páginas, O Cântico do Súcubo, conseguiu de fato me surpreender. Comecei a leitura sem a menor expectativa, acreditando que um livro tão pequeno não pudesse mesmo me entreter e envolver... Mas me enganei totalmente! O Cântico do Súcubo é audacioso, inteligente e perspicaz.

Meu conselheiro de Luz: Mila empregou todo seu coração em Meu Conselheiro de Luz, sua escrita envolvente, com descrições muito bem colocadas, em ambiente, personagens e sentimentos, a autora fez com que seu enredo me ganhasse! Narrado em primeira pessoa, combinando perfeitamente com o contexto do livro, mostrando claramente todas as etapas e sensações que Rafaela passou e em minha opinião, isso deu um encanto maior ao livro e que em terceira pessoa não seria tão revelador. 




Filho da Terra: A escrita madura, sensual e descritiva de Josy, continua ainda mais presente em Filho da Terra, senti que a autora estava mais solta nesse segundo livro e pude perceber que sua escrita evoluiu bastante se comparado a Marcada a Fogo.

A Garota da Casa Grande: Delicado, romântico e realista, A Garota da Casa grande é uma grande lição e aprendizado, mais do que isso, o livro mostra o amor em sua forma mais linda, além de revelar o preconceito e discriminação em relação ao ser humano e sua orientação sexual. 

Insônia: Uns dos pontos que eu apreciei em Insônia, foram às descrições empregadas pela Mari, ficando facilmente de imaginar o ambiente e personagens, no entanto, os primeiros capítulos foram um pouco lentos, e demorei a pegar o ritmo do livro, mas isso se deve ao fato de que o comecinho foi para introduzir a história e é compreensível, pois assim que conhecemos Pietro e Arthur, Insônia fica impossível de largar! 



Luz da Minha Vida: Tocante e sensual, Luz da minha vida é um romance sem igual. Digno dos mais sinceros aplausos, o livro possui um enredo cativante, bem estruturado e delicioso. Glaucia Santos tem uma escrita marcante e envolvente, a autora descreve as cenas de seu livro perfeitamente, tendo uma história cheia de lições, aprendizado e amor.

Noturno: Noturno foi uma leitura confusa e pouco estimulante. A ideia inicial do livro é interessante, um romance sobrenatural com doses de mistérios (pelo menos é o que a sinopse promete...), mas o enredo em si teve pouco desenvolvimento, faltou uma elaboração mais profunda para que o livro me ganhasse como leitora. Muitas passagens de Noturno foram forçadas e superficiais, eu não consegui acreditar no que estava lendo e a leitura não fluía, apesar da ótima escrita do autor.

Almakia: Livros de fantasia sempre costumam ter um efeito muito positivo em mim, são histórias instigantes e sempre me fazendo mergulhar nesse mundo de magia e com Almakia não foi diferente! Com um enredo inovador, cheio de detalhes e personagens que nos cativa, Lhaisa traz para nos leitores, toda a força dos poderosos Dragões e daquela que ousou contra eles!




Até eu te encontrar: Assim que comecei a leitura de Até eu te encontrar, eu fiquei relutante, me perguntando se realmente conseguiria terminar o livro, pois havia vários fatores que me incomodaram nos primeiros dez capítulos; como a rapidez dos acontecimentos vividos por Flávia e seus amigos, como a falta de personalidade nos personagens.

Paredes Vivas:  Mesclando romance, sobrenatural e suspense, Rosa sensibiliza com personagens cativantes e bem moldados. Paredes Vivas é um primor da literatura nacional, cheio de amor e também tristeza, mas o melhor de tudo, mostra uma história sensível, carregada de emoções e diálogos otimamente colocados! E que final! Eu amei o livro e não há elogios que possam chegar perto da grandeza desse enredo, que me comoveu e marcou!

AmigosInimigos: Mesmo sendo uma obra graciosa, AmigosInimigos deixou a desejar em minha opinião, nenhum dos personagens me agradou, houve pouquíssimas passagens que de fato gostei, pois para ser sincera, o livro é regular e não funcionou para mim. Acredito que por ser uma leitura singela, AmigosInimigos não tenha sido lido no momento certo e por tanto, não me senti ligada ao livro. 


Lua Violeta: Com originalidade, Lua Violeta traz uma nova versão aos contos de fadas, além de lições de amizade, amor e lutas entre o bem e o mal. O livro me chamou a atenção primeiramente por sua linda capa e ao iniciar a leitura cative-me pelo enredo que é diferente e inovador.

30 dias com Camila: Totalizando 303 páginas, 23 capítulos, prólogo e epílogo, 30 dias com Camila foi escrito pela autora Silvia Fernandes e publicado em 2012 pela editora Schoba. Com folhas amarelas, uma linda diagramação e boa revisão, 30 dias com Camila promete uma experiência excitante e prazerosa, mas não foi isso que eu encontrei.

Fascínio Egípcio: A história é carregada de segredos, que são bem amarradas e apenas no final todas as repostas são respondidas. E por falar em final, eu senti que o fim na verdade guarda talvez uma continuação, o que se acontecer, eu vou aguardar ansiosamente, pois não consegui dizer adeus a Naia e Zaq.


A Rainha da Floresta: Por ser um livro que uniu a trilogia: A Floresta da Lua, A Deusa da Terra e O Casamento Sagrado, eu acredito que esse seja o fato de o enredo ser apressado, interferindo assim nas emoções e surpresas que a história podia transmitir. 

Al - Aisha: Este primeiro volume da série é carregado de enigmas e segredos, algumas respostas são reveladas, outras não, o que me deixou tensa quando as últimas folhas do livro foram se aproximando, afinal, o enredo de Marcel é contagiante e proporciona uma experiência sem igual! 

Fiona e o Jardim Secreto: A autora tem uma boa escrita, a narrativa em terceira pessoa foi uma ótima escolha, os diálogos são bem construídos, mas a estrutura do enredo não. Tudo foi muito, mas muito apressado, os acontecimentos foram jogados sem uma explicação e a cada capítulo eu terminava com uma grande incógnita. 


Beijos de Sangue: Um romance vampiresco que reúne toda a atmosfera dos mortos-vivos, sangue, disputas, caçadas e até amores. A autora A. F. Nascimento possui uma escrita ágil e dinâmica, as 143 páginas do seu livro passam rapidamente e podemos terminar a leitura em uma tarde. 

A Garota das Cicatrizes de Fogo: É difícil achar palavras certas para descrever este livro. Eu poderia dizer que adorei, amei, mas isso seria vazio perto de tudo que a obra de Ricardo Ragazzo tem a oferecer. Eu já tinha uma noção do quanto o autor era bem elogiado, e que seus livros surpreendiam, mas constatar isso por si próprio é outra coisa! Afinal, como escrever uma resenha de um livro tão impressionante?

Ninfetâmina: O enredo peca por seu começo arrastado e lento, além de um final confuso e pouco convidativo. Até mais da metade do livro, eu estava saturada e descontente com tudo que era apresentando, algumas vezes larguei a leitura durante dias, pois o enredo dava muitas voltas e demorava em se desenvolver. 


A Última Nota: Apesar de apenas nos momentos finais a história ter-me conquistado, eu digo, valeu a pena as 260 páginas, afinal o enredo é bonito, além de emocionar por sua delicadeza. As folhas amareladas, diagramação simples, porém sutil da Novo Século, combinou bem com a proposta de A última nota. 

Irmãos Ostenholls: Misterioso e com ótimos ganchos que prende o leitor em suas 292 páginas, Irmãos Ostenholls se sobressai por sua originalidade. Lançado em 2013 pela Modo Editora e escrito pelo autor Fernando Stevan, o livro reúne tudo que há de melhor em uma boa história medieval, com cavaleiros, monstros ferozes, heróis destemidos e mistérios obscuros.

Discovery Earth 2: A autora criou um enredo divertido, gostoso de ler e com aventuras, descobertas, amizades, amor e claro, segredos que estimulam seu leitor. Eu fiquei pensando em como seria se na nossa realidade estivesse com a perspectiva de Discovery Earth II, com certeza o caminho iria ser o mesmo do livro, e isso me fez refletir sobre as ações do homem para com a Terra.


Príncipe da Noite: Uma leitura diferente, com toques de realidade e um personagem com seus medos, fraqueza e coragem, que busca compreender seu alter-ego, ao mesmo tempo em que incansavelmente tenta conviver com ele. Durante os 56 capítulos, o autor brinda com bons ganchos, que fazem com que as páginas sejam viradas até o seu final. Sua escrita flui rapidamente e sendo narrada em primeira pessoa, temos um maior convívio com a experiência que Gabriel vive junto com o Príncipe da Noite. 

Híbrida: Eu sou um pouco chata e critica sobre o tema vampiresco, principalmente por ter sido usado tantas vezes na literatura atualmente, a maioria dos que eu li foram fracos, apenas alguns se sobressaíram e Híbrida esta entre eles, uma história que é bela e fascinante. 

***
Essa foi a retrospectiva literária sobre o desafio 50 nacionais, eu espero que todos tenham gostado! Esta postagem conta pontos para o Top Comentários de Janeiro. Se você esta participando, não deixe de comentar e garantir seus pontos para concorrer ao livro Aconteceu em Paris.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!