Resenha: A Filha do Louco - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: A Filha do Louco

Resenha: A Filha do Louco

09/04/2014


Título: A Filha do Louco
Subtítulo: Filha do Louco - Livro 01
Edição: 1
ISBN: 9788581631547
Autora: Megan Shepherd
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 416
Avaliação:  
Onde Comprar: Saraiva / Amazon
Sinopse: Juliet Moreau construiu sua vida em Londres trabalhando como arrumadeira - e tentando se esquecer do escândalo que arruinou sua reputação e a de sua mãe, afinal ninguém conseguira provar que seu pai, o Dr. Moreau, fora realmente o autor daquelas sinistras experiências envolvendo seres humanos e animais. De qualquer forma, seu pai e sua mãe estavam mortos agora, portanto, os boatos e as intrigas da sociedade londrina não poderiam mais afetá- la... Mas, então, ela descobre que o Dr. Moreau continua vivo, exilado em uma remota ilha tropical e, provavelmente, fazendo suas trágicas experiências. Acompanhada por Montgomery, o belo e jovem assistente do cirurgião, e Edward, um enigmático náufrago, Juliet viaja até a ilha para descobrir até onde são verdadeiras as acusações que apontam para sua família.
Após o incidente que arruinara sua família e condenou seu pai, Juliet vive em uma pensão para garotas e trabalhando como faxineira. No entanto, as memórias são vividas, ela jamais podia esquecer o passado, principalmente as duvidas que lhe aflige. Seu pai foi acusado de coisas horríveis, que ela jamais acreditou serem verdadeiras. Ele era um gênio, um médico não compreendido e que foi dado como morto, mas seu corpo jamais encontrado. A morte não era uma certeza para Juliet. 

Ao encontrar uma das muitas pesquisas do Dr. Moreau, seu pai, Juliet vai à procura da pessoa que estava de posse daqueles documentos e acaba reencontrando Montgomery, seu amigo de infância e antigo criado do Dr. Moreau. Mesmo relutante, o jovem revela a verdade para Juliet, ele jamais negaria nada a ela. Agora ambos estão a caminho de uma remota ilha, onde Juliet enfim terá as suas respostas, mas junto com elas, um destino sem volta.

A Filha do Louco chamou minha atenção primeiramente por sua capa, que é enigmática e com uma beleza sombria. Eu não tinha ideia do que encontrar ao ler esse livro. Quando iniciei a leitura, fiquei um pouco enjoada com algumas cenas descritas, a autora Megan Shepherd, descreveu de uma forma tão vivida às experiências do Dr. Moreau, que fiquei abalada no começo. No entanto, conforme os capítulos iam passando, fui-me acostumando com o estilo macabro empregado em A Filha do Louco, a qual foi baseada no livro do autor Wells, A Ilha do Dr. Moreau.

Somando com uma frenética narrativa em primeira pessoa feita por Juliet, me envolvi com o enredo de tal forma que as páginas foram viradas rapidamente, até que cheguei ao último capitulo e me surpreendi com o desfecho que Megan deu ao livro. Durante toda a leitura, formulei teorias sobre os personagens e o final, nenhuma delas chegou perto do que foi descrito em A Filha do Louco, que terminou com um final incrível. Há intrigas, suspenses e até romance. Ler este enredo significou muito para mim por que foi uma das histórias que mais me intrigou, além de apresentar bons personagens e ótimas descrições.

A revisão do livro está de parabéns, a diagramação possui detalhes bem legais, o que não me agradou foi um ponto em especial nas páginas de abertura dos capítulos, onde ornamentos foram introduzidos nas folhas e junto com as letras, fez com que essas páginas parecessem sujas. Com exceção disto, o trabalho editorial está muito bom. 

Para finalizar, quero dizer que recomendo a leitura de A Filha do Louco, um livro envolvente, belo e assustadoramente maravilhoso!

***

Esta postagem conta pontos para o Top Comentarista de Abril 2014. Se você esta participando, não deixe de comentar para garantir seus pontos e concorrer ao livro O Pessegueiro ou Na companhia das Estrelas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!