Resenha: O Eco dos Sinos - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: O Eco dos Sinos

Resenha: O Eco dos Sinos

21/04/2014


Título: O Eco dos Sinos
Edição: 1
Autora: Kamile Girão
Editora: Amazon Servicos de Varejo do Brasil Ltda
Ano: 2014
Páginas: 13
Avaliação:  
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: "Oras, quem ainda, naqueles tempos, acreditava piamente nos encantados? Não fora a falta de fé o motivo pelo qual os filhos da natureza optaram por viver em segredo, longe dos olhos dos homens? Por que não fora essa descrença a causadora da morte de cada ser fantástico que ainda se propusera a proteger e abençoar aqueles miseráveis?"

Normalmente, eu começaria a resenha com um breve resumo da história a ser resenhada. No entanto, enquanto eu escrevia essa resenha, me perguntava qual de fato era a história de O Eco dos Sinos. Apesar dos contos terem poucas páginas, eu consigo trazer um pequeno resumo do enredo para que os leitores possam saber do que se trata a leitura em questão. Mas com O Eco dos Sinos em particular, eu não compreendi sua história, e tentarei expor o pouco que eu acho que deve ser o enredo.

O Eco dos Sinos se inicia com a negação de uma pessoa perante a decisão de seu bem-amado. Ao longo que o conto avança, é descoberto que Tullulah é um ser místico, uma fada e que esta decidida a tomar uma escolha, que vai contra tudo que Bran, seu amado, acredita, ele não quer que Tullulah cometa essa loucura. Em determinado momento, é explicada que a ganancia da humanidade sobre os seres elementares; O ódio que os humanos sentem por esses seres é grande, tanto que houve uma carnificina contra os mesmos e eles tiveram que se esconder e evitar serem presentes aos olhos da humanidade. Tullulah quer fugir desse destino e somente escolhendo o caminho mais difícil, ela terá uma chance. 
Este seria o resumo do que acredito ser a história de O Eco dos Sinos, afinal, não compreendi o que de fato seria o enredo, me pareceu que a história estava incompleta, jogada. É como se cada parte não se encaixasse. Eu terminei a leitura com uma grande incógnita, perguntado o que de fato tinha acontecido.

Refleti tentando compreender o que eu havia lido e sinceramente, não entendo, é como se não tivesse estrutura, não tivesse uma história em O Eco dos Sinos, pelo menos foi isso que eu senti. Ficou faltando sentido, uma compreensão do que a autora queria passar com este conto. Só que mesmo assim, gostei da escrita da Kamlie, sua narrativa é bem legal e foi usado um vocabulário rico em elementos místicos para O Eco dos Sinos, que apenas faltou um desenvolvimento melhor.

Estarei lendo outras obras da autora, como Yumi e Outubro, por que gostei do estilo da escrita dela e acredito que ela tenha muito a oferecer aos leitores. Foi uma pena que este conto não conseguiu-me envolver e isto se deve ao fato de que não compreendi a história descrita nele.

***

Esta postagem conta pontos para o Top Comentarista de Abril 2014. Se você esta participando, não deixe de comentar para garantir seus pontos e concorrer ao livro O Pessegueiro ou Na companhia das Estrelas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!