Resenha: O último passageiro

17/05/2014

Título: O Último Passageiro
Edição: 1
Autor: Manel Loureiro
Editora: Planeta do Brasil
Ano: 2014
Páginas: 400
Skoob
Avaliação:   
Onde Comprar: Saraiva / Amazon

Sinopse: Agosto de 1939. Um enorme transatlântico chamado Valkirie aparece vazio e à deriva no Oceano Atlântico. Um velho navio cargueiro o encontra e decide rebocá-lo até o porto, mas não sem antes descobrir que nele há um bebê de poucos meses... e algo mais que ninguém é capaz de identificar. Por volta de setenta anos depois, um estranho homem de negócios decide restaurar o misterioso transatlântico e repetir, passo a passo, a última viagem do Valkirie. A bordo, presa em uma realidade angustiante, a jornalista Kate Kilroy busca uma boa história para contar. Mas acabará descobrindo que somente sua inteligência e sua capacidade de amar podem evitar que o transatlântico pague novamente um preço sinistro durante o percurso. Inquietante. Enigmático. Viciante. Bem-vindo ao Valkirie. Você não poderá desembarcar…mesmo se quiser.
Em agosto de 1939, o navio cargueiro Pass of Ballaster, encontra o transatlântico Valkirie em meio às brumas, deserto e sem sinal de ninguém abordo, pelo menos era o que a tripulação do Pass acreditava.

Quando um grupo do navio cargueiro é mandado para averiguar o Valkirie, o que eles encontram é estarrecedor. Havia apenas uma única pessoa abordo, um bebê, sozinho em meio ao transatlântico abandonado. Tudo dentro do Valkirie estava intacto, mas os passageiros não estavam em lugar nenhum, exceto o bebê... Mas o que não sabiam era que entre as entranhas do Valkirie, havia algo mais, algo que ninguém pudesse compreender ou deter...

Setenta anos depois, o magnata Isacc Feldman planeja levar o Valkirie ao mar, para reconstituir sua última viagem. Isacc gastou quase toda sua fortuna na restauração do transatlântico e está disposto a tudo para descobrir os mistérios deixados para trás, o seu mistério, o seu passado... 

A bordo do Valkirie, a jornalista Kate Kibroy busca uma boa história para sua matéria, no entanto, os segredos obscuros do Valkirie são protegidos por algo além de sua compreensão, existe alguma coisa maligna, faminta e cheia de raiva, somente a espera de conseguir o que quer.

Fazia um tempo que eu procurava um livro que metesse medo e O último passageiro me rendeu isso. Seu enredo assustador, angustiante e cheio de mistérios, fez com que eu ficasse envolvida em suas páginas, tão intensamente que em menos de dois dias, a leitura estava concluída e eu somente pensava: Uau!

Foi difícil pensar em como elaborar esta resenha, porque há tanto para contar sobre este livro, que nem sem por onde começar. Esta foi à primeira obra de Manel Loureiro, escritor espanhol, que eu leio. Manel também escreveu a série Apocalipse Z, que também foi publicado pela editora Planeta. A escrita do autor é descritiva, fluida e envolvente. Fechando cada capítulo com um bom gancho, Manel soube como deixar sua obra impactante.

Estou extasiada com tudo que li em O último passageiro, afinal, o livro mexeu muito comigo, fiquei com medo, me assustei em várias passagens, ou seja, teve muita tensão e adrenalina! Como a narrativa em terceira pessoa, o autor tece cada fio de sua trama cuidadosamente e as revelações são incríveis. Além disto, O último passageiro é cercado de ação, enigmas, violência e sexo, é uma leitura para leitores maduros e que procuram um livro extremamente viciante, pois será difícil desembarcar do Valkirie antes do fim.

Para finalizar, quero parabenizar a editora Planeta pela edição, a diagramação e revisão estão ótimas, as folhas são amareladas e a fonte de bom tamanho. O último passageiro, um livro sensacional, pronto para o seu embarque, você tem coragem de descobrir os segredos do Valkirie?

***

Esta postagem conta pontos para o Top Comentarista de Maio 2014. Se você esta participando, não deixe de comentar para garantir seus pontos e concorrer aos livros, A Casa do Céu ou Um conto do Destino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!