Resenha: Destrua-me

11/06/2014


Título: Destrua-me
Subtítulo: Trilogia Estilhaça-me - Livro 1.5
Edição: 1
ISBN: 9788581630298
Autora: Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Páginas: 99
Avaliação: 
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: Perfeito para os fãs de estilhaça-me que aguardam desesperadamente a liberação de Liberta-me, este original digital da série irá preencher a lacuna entre esses dois romances a partir da perspectiva do vilão que todos nós amamos odiar, Warner, o líder cruel do Setor 45. Em estilhaça-me de Tahereh Mafi, Juliette escapou o restabelecimento seduzindo Warner e, em seguida, colocando uma bala em seu ombro. Mas como ela vai aprender em Destrua-me, que Warner não é tão fácil de se livrar. . . De volta à base e se recuperando de seu ferimento quase fatal, a Warner fará de tudo em seu poder para manter seus soldados em cheque e suprimir qualquer menção de uma rebelião no setor. Ainda que obcecado com Juliette, como sempre, a sua primeira prioridade é encontrá-la, trazê-la de volta, e dispor de Adam e Kenji, os dois traidores que ajudaram a sua fuga. Mas quando o pai de Warner, O Comandante Supremo do restabelecimento, chega para corrigir os erros de seu filho, é claro que ele tem muito planos diferentes para Juliette. Planos esses que Warner simplesmente não pode permitir. Na sequencia de Estilhaça-me e antes de sua próxima sequencia, Liberta-me, Destrua-me é uma estoria contada a partir da perspectiva da Warner, o líder cruel do Setor 45.
Conto que antecede o segundo livro da trilogia, Destrua-me apresenta o ponto de vista de Warner, até então o vilão paranoico e obcecado por Juliette. No entanto, em Destrua-me, dá para ter uma noção de quem é Warner e de como é sua personalidade e sentimentos. Simpatizei muito com ele neste conto, já que em Estilhaça-me, Warner dava a impressão de ser uma pessoa fria, amarga e que somente se importava com ele mesmo. 

Destrua-me revelou que Warner pode ter sentimentos bons e apesar das falhas e erros, compreendo o motivo a qual o leva a ser o que é. Fiquei surpresa ao descobrir o real motivo que o levou a matar um soldado a sangue-frio na frente de Juliette e que até então foi acusado de traição, algo totalmente o oposto da verdade. Destrua-me deixa uma grande incógnita no ar, seria mesmo Warner tão ruim? Eu tenho minhas dúvidas e só digo que foi ótimo acompanhar sua narrativa neste conto, estou ansiosa para saber o que Liberta-me irá revelar. 

Para finalizar, tenho que ressaltar que a revisão e diagramação de Destrua-me está um primor. O conto pode ser adquirido gratuitamente na Amazon e ser lido em qualquer aparelho eletrônico, basta ter uma conta na Amazon, baixar o aplicativo Kindle, que possui diversos formatos (PC, celular, tablets e etcs) e ler Destrua-me.

***


Esta postagem conta pontos para o Top Comentarista de Junho 2014. Se você esta participando, não deixe de comentar para garantir seus pontos e concorrer aos livros, Diga aos Lobos que estou em casa ou Quando tudo volta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!