Resenha: Estilhaça-me

09/06/2014


Título: Estilhaça-me
Subtítulo: Trilogia Shatter Me - Livro 1
Edição: 1
ISBN: 9788563219909
Autora: Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Páginas: 304
Skoob
Avaliação: 
Onde Comprar: Saraiva / Americanas / Submarino / Amazon
Sinopse: Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.

Em um mundo devastado e sem esperança, o Restabelecimento deveria ser a iniciativa que restauraria a sociedade, mas eles retiram o pouco que sobrou e destroem tudo que lhes é descartável. Presa a mais de 200 dias, Juliette tem apenas um caderno e uma caneta para se libertar, mesmo que momentaneamente dessa calamidade que ela conhece tão bem.  

Juliette sabe que sua única alternativa é a morte, afinal, não há vida no lugar em que se encontra e nem fora dele... Acreditando que este é seu castigo por ser o que é, Juliette se surpreende com a chegada de um novo colega de cela, que insiste em lhe fazer perguntas demais e tenta se aproximar dela. Juliette anseia pelo toque de outro ser humano, anseia pelo calor de um abraço, mas sabe que qualquer aproximação é fatal.

Adam estava junto de Juliette de proposito e mesmo que lhe doa saber disto, a jovem aprecia sua companhia, há algo familiar nele e em seu olhar determinado. Quando o Restabelecimento faz uma proposta para Juliette, ela reluta, mas sabe que não escolha.  No entanto, Juliette tem seus próprios planos e lutará para enfim ter sua liberdade, mesmo que para isto, ela tenha que usar sua habilidade especial, mas nada será fácil quando Warner aparece em seu caminho.

Finalmente está concluída a leitura de Estilhaça-me, primeiro livro da trilogia escrita pela autora Tahereh Mafi e publicada pela Editora Novo Conceito. Assim que a editora anunciou a chegada do último livro, eu sabia que deveria começar logo a leitura de Estilhaça-me, principalmente porque os comentários nas redes sociais e blogues eram grandes e minha curiosidade estava a mil. Minha impressão sobre Estilhaça-me é: Intenso e envolvente, mas faltou algo mais.

Para mim, Estilhaça-me deu uma guinada apenas nos momentos finais, aonde a ação foi frenética e algumas respostas começaram a aparecer. Do início até a metade, achei o enredo parado e um pouco confuso, mas não posso deixar de dizer que a trama realmente é fascinante, seja por seus personagens marcantes, como pelo romance sedutor e pelo vilão audacioso e enigmático. Apesar de eu ter esperado algo mais bombástico, não posso deixar de expor que para o primeiro livro da trilogia, Estilhaça-me foi muito bom, com pegadas ótimas e cheio de mistérios e sedução. Além disto, a escrita de Mafi é poética, intensa e envolvente. 

Gostei bastante do mundo criado pela autora e pretendo dar continuidade a série. Quanto ao trabalho editorial, vale mencionar que eu li a primeira versão do livro, lançada em 2012 (já indícios de que a editora vai lançar uma nova edição com a capa original), mas posso dizer que a diagramação está ótima, as folhas são amareladas e fonte bem escolhida, há detalhes na abertura dos capítulos e ficou muito legal. Encontrei alguns errinhos na revisão, mas nada que de fato atrapalhasse a leitura. Enfim, leitura recomendada!

***

Esta postagem conta pontos para o Top Comentarista de Junho 2014. Se você esta participando, não deixe de comentar para garantir seus pontos e concorrer aos livros, Diga aos Lobos que estou em casa ou Quando tudo volta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!