Noticiário Literário: Editora Belas-Letras (Lançamentos - Julho 2014) - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Noticiário Literário: Editora Belas-Letras (Lançamentos - Julho 2014)

Noticiário Literário: Editora Belas-Letras (Lançamentos - Julho 2014)

27/07/2014


Sinopse: Grumpy Cat é o gato mais mal-humorado que você já viu. Neste livro, o fenômeno mundial da internet vai mostrar que ser azedo não é um talento que vem de berço; qualquer um, com muito treino e determinação, pode desenvolver. Conheça a breve história do Grumpy Cat (incluindo todos os sonhos que ele já arruinou), descubra bons motivos para odiar cachorros (e pessoas) e pratique seu mau humor em jogos criados especialmente para você se sentir frustrado. Com todas essas dicas, o Grumpy Cat finalmente espera que você o deixe em paz. E, por favor, não se divirta ao ler este livro. Porque se divertir é horrível!








Sinopse: Durante um ano, um neto largou tudo que tinha – o emprego, a carreira, os estudos – para se dedicar integralmente à avó, diagnosticada com Alzheimer. Convivendo com a divertida, bonachona e, claro, sempre esquecida vovó Nilva, o neto Fernando, um jovem aspirante a filósofo com um talento epistêmico para a comunicação, aprenderá uma lição de vida que doença nenhuma pode apagar. Uma história real que emocionou o Brasil e vai fazer o leitor rir e chorar, mas nunca mais se esquecer dela. Porque o amor não é uma lembrança; é uma regra da alma.








***

Esta postagem conta pontos para o Top Comentarista de Julho 2014. Se você esta participando, não deixe de comentar para garantir seus pontos e concorrer aos livros, O Peculiar, Will Gallows, ou Transmutados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!