Resenha: O Livro dos Vilões

31/10/2014

Título: O Livro dos Vilões
Subtítulo: Novos Contos de Fada
Edição: 1
ISBN: 9788501042101
Autores: Cecily Von Ziegesar, Diana Peterfreund, Carina Rissi, Fabio Yabu
Editora: Galera Record
Ano: 2014
Páginas: 320
Avaliação: 
Sinopse: Oi, gente, Pessoas boazinhas são tão chatas. Não há nada melhor do que um bom vilão. Sei do que estou falando. Também tenho meus momentos de maldade, vocês me conhecem bem... Por isso mesmo estou certa de que vão se divertir muito com este livro: Irmãs que amam sapatos e odeiam a meia-irmã - muito natural, é claro; uma madrasta hilária viciada num app para iPad e em experiências com venenos, huahuahua; um bruxa que me lembrou muito dos tempos do colégio; e um lobo com crise de consciência... vai entender! Então vamos parar de enrolação! Se estiverem na praia, peçam uma bebida bem geladinha e ajeitem seus óculos escuros, porque é impossível parar de ler as novas histórias desses vilões cheios de classe e... maldade! Você sabe que me ama. Xoxo, Blair Waldorf.
Duas irmãs egoístas, más, gêmeas e lindas. Apaixonadas por sapatos e instagram. Elas não medem esforços para conseguirem o que querem e quando querem, mesmo que para isto, tenham que mandar na meia-irmã irritante. Mas será que Cindy é realmente boazinha e as gêmeas tão más? Ou seriam as três ruins? 

Uma enteada dissimulada e mimada, uma madrasta com um passado doloroso e que fará de tudo para continuar com a vida que tanto lutou para conseguir, mesmo que para isto precise abrir mão daquele que sempre a amou...

As bruxas são temidas por décadas, mesmo que elas sejam bem diferentes das figuras assustadoras e maquiavélicas que a humanidade as impôs. As bruxas infelizmente são temidas, desrespeitadas e humilhadas. Mesmo que só pratiquem o bem e com suas ervas e poções sejam para cura, as bruxas sempre serão temidas, perseguidas. Não é esta realidade que Malena quer para si, ela deseja ser livre, ser normal como todas as garotas de sua cidade e não a aberração chamada bruxa. Mas a jovem perceberá que mesmo com o passar dos tempos, as pessoas seriam as mesma; Mesquinhas, egoístas e malvadas com tudo e todos, mesmo com aqueles que nunca fizeram mal algum e que no fim, são os que sempre estendem a mão...

Seriam os contos de fadas eternos? Estaria os personagens amados a viverem a eternidade a repetir tudo outra vez, sempre o mesmo, apenas vivendo a mesma história dia após dia? O Lobo estava cansado disto, da dor, de ser o mau, as coisas que fazia lhe remoía por dentro. Ele apenas queria uma vida diferente, ser seu próprio narrador... Mas desafiar aquele que rege os contos de fadas é uma missão suicidada, a ira dele seria capaz de destruir o Reino Mágico. No entanto, O Lobo estava disposto a ariscar... 

#Stepsister – Sobre Sapatos e Selfies, Menina Veneno, Quando Mais afiado o Espinho e A Menina e O Lobo, são os quatros contos que compõem O Livro dos Vilões e que consequentemente, os resumos descritos acima. Com aquele jeitinho único, cada um dos quatro autores traçam sua história, com vilões nem tão maus assim e que conquistam quem lê o livro. Em apenas um dia, eu pude finalizar as 320 páginas de O Livro dos Vilões, com um sorriso no rosto, afinal, foi impossível não gostar dos quatro contos, todos com linguagens atuais e desenvolvidas muito bem, ficando fácil de entregar-se por completo a leitura. 

Dentre eles, os meus favoritos são: Quanto mais afiado o Espinho e A Menina e O Lobo. Detalhe para este último, escrito pelo autor Fábio Yabu, conto a qual me cativou demais, por sua sensibilidade e emoção. De um modo geral, todas as quatro histórias foram ótimas de sua maneira, são contos que te fazem ler com paixão e entusiasmo. Um livro que mostra uma nova visão para os nossos queridos contos de fadas, revelando que nem todo vilão pode ser mal. 

***

Esta postagem conta pontos para o Top Comentarista de Outubro 2014. Se você esta participando, não deixe de comentar para garantir seus pontos e concorrer aos livros, Aconteceu em Veneza ou A Cidade dos Segredos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!