Resenha: A Herdeira das Sombras - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: A Herdeira das Sombras

Resenha: A Herdeira das Sombras

12/12/2014


Título: A Herdeira das Sombras
Edição: 1
Autora: Anne Bishop
Editora: Saída de Emergência Brasil
ISBN: 9788567296180
Ano: 2014
Páginas: 480
Tradutor: Cristina Correa
Avaliação: 
Onde Comprar: Amazon (Versão Física e E-book)
Sinopse: Há 700 anos, num mundo governado por mulheres e onde os homens são meros súditos, uma profetisa viu na sua teia de sonhos e visões a chegada de uma poderosa Rainha. Jaenelle é essa Rainha. Mas mesmo a proteção dos Senhores da Guerra não impediu que os seus inimigos quase a destruíssem. Agora é necessário protegê-la até as últimas consequências.
Três homens estão dispostos a dar a vida por Jaenelle. Mas há quem seja capaz de tudo para controlar ou destruir a Rainha. Conseguirá ela cumprir seu destino como detentora do maior poder que o mundo já conheceu?
Jaenelle é a Rainha prometida, a Feiticeira, aquela que foi destinada a trazer a mudança. No entanto, seus inimigos conseguiram chegar até ela. Nem mesmo a proteção e amor de Saetan, Dameon e Luvicar foram capazes de salvar Jaenelle. A jovem foi estilhaçada e sua inocência arrancada, cheia de ódio pelo que aconteceu e com a deteriorada, seu espirito foi mandado para o Reino Distorcido. Somente existe uma maneira de salvar Jaenelle, mas é preciso tempo...

A Feiticeira é o ser com maior poder, aquela que terá a Joia Negra em seu direito. Muitos querem o poder de Jaenelle, querem monda-la e controlar sua força, mas três homens estão dispostos a darem suas vidas pela salvação da Rainha.

Comecei a leitura de A Herdeira das Sombras com muito entusiasmo e até a metade do livro, eu estava gostando bastante, muito coisa foi explorada e Jaenelle apareceu muito mais se comprado ao primeiro livro, o que apreciei, afinal, ela é uma personagem marcante, única e bem construída.  No entanto, após a metade do enredo, senti que a autora se perdeu, já que história ficou repetitiva e confusa, a narrativa passou a ficar maçante e meu interesse foi caindo.

Não vou negar, Anne é uma história que trouxe uma revolução ao estilo, pois a obra das Joias Negra possui vários elementos chamativos e inovadores, mas que a meu ver, faltou um pouco de atenção na elaboração, já que senti que a fase final deste segundo livro ficou incessante. Mas em comparação A Filha de Sangue (primeiro livro), A Herdeira das Sombras foi superior, apesar das ressalvas citadas.

Aguardo a conclusão do terceiro livro para saber como esse arco será fechado e apesar de que A Herdeira das Sombras não tenha me conquistado, estou curiosa a respeito do último volume da trilogia. Recomendo a leitura de ambos livros, afinal, cada leitor em uma opinião e como mencionei, Anne Bishop possui obras interessantes e com diferenciais que com certeza agradará os fãs do estilo medial e fantasia. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!