Resenha: A Última Vítima

14/12/2014


Título: A Última Vítima
Edição: 1
Autora: Tess Gerritsen
Editora: Record
ISBN: 9788501404589
Ano: 2014
Páginas: 384
Tradutor: Marcelo Schild
Avaliação:
Onde Comprar: Amazon (Versão Física)
Sinopse: Quando a família adotiva de Teddy Clock, de 14 anos, é massacrada e o menino torna-se o único sobrevivente, a detetive da polícia de Boston Jane Rizzoli é chamada para investigar o caso. Descobre que a morte cerca o menino: sua família biológica também foi assassinada. Por causa dessa estranha coincidência, Jane logo leva Teddy para Evensong, uma escola isolada no Maine que protege crianças que perderam suas famílias de forma violenta. Porém, o passado de Teddy revela semelhanças assustadoras com as tragédias de outros dois alunos do colégio, Will Yablonski e Claire Ward. Estariam os três adolescentes, já tão marcados pelas cicatrizes da violência, seguros dentro dos portões de Evensong?
A morte parece caminhar ao lado de Teddy Clock, por duas vezes ele escapou da fatalidade, primeiro quando seus pais foram mortos e depois quando sua família adotiva foi massacadara. Mas Teddy não é o único, Claire Ward e Will Yablonski também foram marcados e também por duas vezes escaparam da morte, ao contrário de suas famílias.

Três vitimas assombradas por um cruel destino, há alguma coisa que ligue o caso, a detetive Jane e a patologista Maura possuem uma única certeza: As três crianças jamais estarão seguras se o responsável continuar a solta. Quando Teddy, Will e Claire são enviados para Eversong, uma escola para crianças especiais, que conheceram a fase do mal, tudo parece ocorrer bem, os muros são empenetráveis. No entanto, as lacunas desse caso ainda estão abertas e um assassino à solta, Jane e Maura precisam correr para juntar as peças desse quebra-cabelas macabro, antes que mais vidas sejam ceifadas.

Apesar do começo lento, A última vitima de Tess Gerritsen me conquistou! A autora conduziu o mistério até o fim e mesmo quando eu achava ter resolvido parte dos segredos, Tess surgia com mais incógnitas elaboradas, fazendo com que eu não desgrudasse do livro antes de seu fim. O desfecho foi uma grande surpresa e fiquei muito contente por finalizar mais um ótimo livro policial e apesar da história ter sido parada no inicio e pouca coisa acontecer, fui persistente, até que minha atenção foi fisgada e não parei mais!

Como a narrativa é feita em terceira pessoa e focada em mostrar os pontos de vários personagens, compreendo a lentidão inicial, pois é essencial a exploração de alguns pontos para se entender o livro como um todo, o meu problema é que acabo ficando curiosa e ansiosa demais para desvendar o caso, afinal, a sinopse me deixou tão interessada em saber o motivo que ligava Teddy, Claire e Will, que eu fiquei um pouco desaminada no principio, já que a narrativa estava devagar, mas assim que a ação começou e os mistérios forma apresentados, além das respostas, meu interesse dobrou e percebi o quão boa foi a leitura apesar da ressalva inicial. Para quem procura um bom livro de investigação, recomendo a leitura de A Última vítima, uma leitura cheia de mistério e ação. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!