Resenha: Uma chance para recomeçar

17/12/2014


Título: Uma chance para recomeçar
Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581636009
Ano: 2014
Páginas: 176
Tradutor: Bárbara Menezes
Avaliação: 
Onde Comprar: Amazon (Versão Física e E-book)
Sinopse: Victoria morreu em um trágico acidente, deixando sua filha Holly sob a responsabilidade do seu irmão, o solteiro convicto Mark. O tio Mark não se sentia muito preparado para cuidar da menina, mas assumiu o compromisso de devolver o sorriso aos seus lábios. No entanto, ele descon fia de que não esteja fazendo um bom trabalho, uma vez que Holly nunca mais falou desde que ficou órfã. Uma cartinha para o Papai Noel revela um desejo que pode ser a chave da felicidade de Holly: ela só quer ter uma mãe. Maggie perdeu o marido em uma batalha contra o câncer e não quer jamais - passar por tudo isso de novo. Por isso, ela fechou seu coração e prometeu a si mesma dedicar-se somente a sua nova loja de brinquedos em Friday Harbor, que permite às crianças viajar um pouco nas asas da imaginação. A amizade entre Maggie e Holly (que até passou a acreditar em fadas!) ao mesmo tempo comove e preocupa o tio Mark. Ele tem certeza de que a nova amiga fará bem a sua sobrinha, mas precisa decidir se a deixará entrar em sua própria vida... Nós também torcemos, do fundo do coração, para que Holly tenha uma linda noite de Natal.

Mark sabia que não estava pronto, mas contava com a ajuda do irmão para cuidar de Holly. Após a morte da irmã, Mark foi designado como tutor da menina e mesmo com receio, ele faria de tudo por Holly. No entanto, seis meses haviam se passado e a menina ainda não falava com ninguém, nenhum som saia de sua boca. Até que um dia ao visitarem a loja de brinquedos, Maggie a dona, consegue o impossível, fazer Holly falar e sorrir novamente. Surpreso e desnorteado, Mark fica sem reação, ele havia tentado de tudo, mas a barreira que Holly construiu parecia impenetrável, pelo menos até o encontro com Maggie.

Curioso para conhecer tudo a respeito da dona da loja de brinquedos, Mark perceberá que Maggie também perdeu alguém querido e compreende a dor de Holly. Mesmo que Mark seja proibido, Maggie não consegue resistir ao seu charme, era a primeira vez que um homem lhe despertava o interesse, mas ela não tinha certeza se queria dar aquele próximo passo.

Apesar de ter um relacionamento com uma moça legal, Mark não podia negar a atração que sentia por Maggie, tudo nela lhe chamava a atenção, é preciso apenas uma chance para se convencer de que Maggie é a pessoa certa para ele e Holly.

Uma leitura doce e suave. A obra de Lisa Kleypas é uma ótima sugestão para o Natal, com sua escrita simples e enredo cativante, este é um livro que com certeza adoçará o seu dia. Com 179 páginas, Uma chance para recomeçar é uma leitura rápida, com um romance fofo de se acompanhar. Mas mesmo assim, eu esperava uma carga dramática maior. Enquanto lia a orelha do livro, pensei que o enredo seria um drama envolvendo uma menina órfã e a luta de seu tio ao cria-la, no entanto, Holly é apenas uma coadjuvante para o casal Mark e Maggie, não que isto seja um ponto negativo, na verdade o relacionamento deles é simpático e bonitinho, mas eu esperava algo a mais, algo que me tirasse lágrimas e arrancasse suspiros.

Quando o livro chegou e vi que era uma história curta, apostei na leitura e gostei de acompanhar Mark, Maggie e Holly, só que eu aguardava uma carga emocional maior e talvez isto é que tenha faltado para me conquistar por completo. Uma chance para recomeçar é um livro fofíssimo, agradável e doce, mesmo que a leitura não tenha sido como eu esperava, gostei de lê-la e recomendo a todos conhecerem esse romance simpático. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!