Resenha: A Cidade dos Mortos (Resident Evil, volume 3) - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: A Cidade dos Mortos (Resident Evil, volume 3)

Resenha: A Cidade dos Mortos (Resident Evil, volume 3)

16/01/2015


Título: A Cidade dos Mortos
Sub-título: Resident Evil, volume 3
Edição: 1
Autora: S. D. Perry
Editora: Benvirá
ISBN: 9788582401323
Ano: 2014
Páginas: 307
Tradutor: Gustavo Hitzschky
Avaliação:  
Sinopse: Inspirado em uma das mais aclamadas edições do game, “Resident Evil - A Cidade Dos Mortos” narra a trajetória de Leon S. Kennedy e Claire Redfield em Raccoon City. Os dois são alguns dos poucos sobreviventes que unem forças para escapar de criaturas terríveis produzidas sob influencia da corporação Umbrella, que domina a cidade até os mais altos escalões de poder. Esta obra de S. D. Perry leva o leitor diretamente para o centro de uma cidade em colapso, dominada por zumbis e outros perigos inimagináveis.
Em busca de informações sobre o paradeiro do irmão, Claire Redfield parte para Raccoon, a preocupação com Chris é intensa, há algo de errado acontecendo, ele jamais deixou de lhe mandar noticias e mesmo sabendo que provavelmente Chris estará bem, Claire precisa de uma confirmação. No entanto, ela não imaginava que a cidade de Raccoon já não era a mesma de suas lembranças, algo havia mudado e mal criado pela Umbrella estava ainda pior.

Leon é um policial novato que acabou de receber seu primeiro trabalho como oficial na cidade de Raccoon. Ele está feliz com a oportunidade, treinou duro para fazer o melhor e enfrentaria o que for para cumprir sua missão: Proteger os civis. Mas seu primeiro dia em Raccoon se transforma em um pesadelo macabro, com as criaturas sedentas de sangue criadas pela Umbrella, ele sabe que sua única escapatória é sobreviver e ajudar os que não foram infectados.

Sherry havia feito tudo que a mãe lhe dissera, mas mesmo escondida na delegacia, ela sabia que ali não era seguro, havia um monstro terrível atrás dela, sua chance de sobreviver era conseguir despistar o monstro no esconderijo que encontrou.

Ada tinha um disfarce perfeito, como a namorada preocupada e em busca de informações sobre seu amor. Só que sua verdadeira missão era encontrar o vírus G e mesmo tendo todas as informações de como encontra-lo, os desafios macabros de Raccoon estavam lhe atrasando, só havia uma oportunidade de pegar o vírus e ela não podia falhar!

Baseado no segundo game da série Resident Evil, A Cidade dos Mortos traz uma das melhores histórias, com os personagens mais marcantes de toda a trajetória deste sucesso da Capcom. Temos agora Leon e Claire, que praticamente caíram por acaso na sujeira da Umbrella, lutaram até o fim, enfrentando zumbis e monstros terríveis, tudo para se salvarem. Este é o sem dúvidas o enredo mais elaborado dos games e Perry arrasou na criação do livro, com fidelidade, momentos tensos e muita ação.

Comparado aos primeiros livros, A Cidade dos Mortos está mais envolvente, senti que autora estava mais solta e sua narrativa muito mais fluida. Gostei demais do volume um e volume dois, só que o terceiro livro me surpreendeu, superou tudo o que eu esperava desta história, me deixando louca de vontade jogar novamente Resident Evil 2.

Enfim, A Cidade dos Mortos é uma excelente opção para os fãs matarem sua saudade e acompanharem novamente nossos heróis na lutra contra a Umbrella. O trabalho editorial da Benvirá está proporcionando a série é lindo, revisão e diagramação impecáveis, só posso terminar dizendo: Leitura recomendada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!