Resenha: Sonhos Despedaçados - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Sonhos Despedaçados

Resenha: Sonhos Despedaçados

19/01/2015


Título: Sonhos Despedaçados
Autora: Ellie James
Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581635439
Ano: 2014
Páginas: 320
Tradutor: Tiago Novaes Lima
Avaliação: 
Sinopse: Em uma casa abandonada, um grupo de adolescentes joga Verdade ou Desafio. Antes de a noite acabar, a garota mais popular da escola desaparece como se fosse por mágica.
Recém-chegada à cidade, Trinity preferiria não ter as visões que a atormentam tanto... Agora ela precisa agir rápido, porque todas as suspeitas levam até ela.
Cheio de reviravoltas e sustos, Sonhos Despedaçados é leitura obrigatória para quem gosta de tramas com desfechos imprevisíveis. Os cenários ajudam a compor o mistério, e podem ser os cemitérios antigos de Nova Orleans ou os destroços deixados pelo furacão Katrina. O único problema: você não vai ter coragem de ler este livro quando estiver sozinho em casa.
Apesar da narrativa fluída e do mistério em torno de uma garota desaparecida, Sonhos Despedaçados peca pela falta de profundidade, são tantos acontecimentos jogados que a obra simplesmente fica sem coerência. Por mais que tenhamos o ponto de vista de Trinity, seus sonhos com a desaparecida, suas sensações e sentimentos misturam-se tanto que não há foco, a história torna-se confusa, oca e desestimulante. Quando eu li a sinopse, pensei que encontraria um suspense de tirar o fôlego, que me assustasse por completo, mas Sonhos Despedaçados não cumpre com o prometido, trazendo apenas um enredo com pouco desenvolvimento, confuso e desanimador.

Narrado em primeira pessoa por Trinity que é caloura da escola e junto com um grupo de colegas vai até uma casa mal assombrada, lá o grupo joga verdade ou desafio, o local é tenebroso e então o pesadelo tem inicio. Trinity passa a ter sonhos com uma jovem presa e machucada, uma visão horrível que ela sabe que se realizará. Não é a primeira vez que tem uma premonição. 

Quando Jéssica some, a jovem compreende quem é a moça de seus sonhos, ela tenta desesperadamente convencer a policia de que seus sonhos são reais. No entanto, mesmo querendo ajudar, Trinity passa ser considerada suspeita, principalmente agora que fica tão próxima de Chase, ex-namorada de Jéssica. Com o tempo passando rápido, Trinity sabe que precisa correr se quiser encontrar Jessie e no meio dessa encruzilhada, segredos são revelados. 

Com este plano de fundo interessante, sonhos e persentimentos, além do mistério, Sonhos Despedaçados tinha tudo para se tornar um dos meus livros prediletos, até porque ele carrega características que aprecio, mas a falta de ligação entre os fatos, personagens fracos e desenvolvimento pouco explorado, o livro infelizmente não conseguiu me conquistar.  Mas recomendo que cada leitor tire suas próprias conclusões, principalmente pelo motivo de que a leitura é diferente para cada um. 
Desafio 2014 - Maratona Literária #EuTôDeFérias (Fase 1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!