Autora Parceira: L.L. Alves - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Autora Parceira: L.L. Alves

Autora Parceira: L.L. Alves

22/02/2015



Sobre a Autora

L. L. Alves, nome artístico de Luene Langhammer Alves, é formada em Letras – Língua e Literaturas Inglesa pela Universidade Federal de Santa Catarina. Completamente apaixonada pelo mundo das letras, mescla seus dias entre leituras e escritas. Ao todo, já escreveu mais de dez livros e diversos contos, variando entre fantasia, romance, sobrenatural e chick-lit.
Começou a ter gosto pela leitura ao ler a famosa série Harry Potter e nunca mais parou de ser sugada pelos livros. Foi aos 13 anos de idade que concluiu seu primeiro romance, Mudanças, e descobriu que escrever era o que queria fazer pelo resto da vida. Em 2010 ficou deslumbrada com a ideia de uma saga, e de um sonho inusitado surgiu Instituição para Jovens Prodígios, uma série de quatro volumes que atualmente está sendo publicada pela plataforma Amazon.
A autora está sempre com novos projetos, seja sua primeira trilogia ambientada em um novo universo, romances únicos ou contos. L. L. Alves pretende continuar escrevendo cada vez mais livros intrigando o mundo com seus mistérios e fantasia, e nunca deixando a vontade de chegar à última página passar.

Links




Do subúrbio carioca para uma Instituição de jovens superdotados na Inglaterra, Lara Müller, uma adolescente com todas as frustrações e inseguranças típicas da idade aprenderá que para realizar seu sonho é preciso fazer sacrifícios. Deixando tudo de mais precioso para trás, nossa protagonista precisa encarar uma nova realidade, muitas vezes assustadora...
Quando Lara se deixa levar pela curiosidade e é atraída pelos novos ares de Sheffield coisas ligeiramente estranhas começam a acontecer... Por que ela sente como se alguns alunos a conhecessem? Por que parece que já fizera inimigos em tão pouco tempo? E, principalmente, quais os reais interesses dos mantenedores dessa poderosa instituição? Com uma nova melhor amiga ao seu lado, Lara começa a acreditar que está ficando maluca...
É normal um pombo se comunicar com uma garota?


Depois de descobrir que a tão aclamada Instituição para Jovens Prodígios não é aquilo que aparenta ser, Lara Müller está em busca de respostas. Principalmente em relação às mudanças que seu corpo está sofrendo e, é claro, em relação aos seus sentimentos. Como lidar com a distância e a saudade que sente da sua família e de Lucas? Como lidar com as novas emoções que assombram sua mente e coração? 
Lara aprenderá mais sobre si mesma e sobre os jovens daquela Instituição, mas ainda há muito a descobrir... Hugh Howard, com seus olhos misteriosos e beijos doces, quem é ele e o que ele quer? Irene, com seu sorriso encantador e amizade acolhedora, o que esconde? Patrick, com seu jeito brincalhão, oculta algum passado sombrio? O que aqueles garotos e garotas têm de tão especial? 
Lara se deixa levar pela emoção, por ter finalmente se encaixado em algum lugar, com um garoto maravilhoso ao seu lado e uma melhor amiga confidente até que... Decisões são tomadas e ela vê sua vida de pernas para o ar. 
O que fazer quando tiram de você uma parte importante da sua existência? 

O que esperar das férias: apenas sorrisos e felicidade? Não é bem isso que acontece na vida de Verônica. Em meio a corações despedaçados e crises de “aborrecência”, Verônica encontra Carlos, um rapaz misterioso e disposto a defendê-la. Mas será que é o acaso que os une? Decisões do passado podem trazer mudanças para o futuro? Ela precisará lidar com suas próprias ações e deverá aprender o verdadeiro valor da amizade, do amor e da confiança. Verônica não será mais a mesma, mas será ela capaz de compreender que mudanças fazem parte da vida?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!