Meu Primeiro Livro (Tarefa - Minha Vida Dava Um Livro)

28/04/2015

Com o lançamento do Minha Vida Dava Um Livro, um livro interativo e que com certeza irá surpreender a todos, foi sugerido uma ação muito legal para os parceiros da Editora Única: Escolher uma tarefa do Minha Vida Dava Um Livro e fazer no blog. Como eu achei a sugestão muito legal e confesso, estou louca para fazer cada uma das tarefas desse super lançamento, decidi escolher uma atividade, das primeiras já divulgadas (Confira a degustação de Minha Vida Dava Um Livro) e trazer aqui para o Diae. Escolhi falar do "Meu Primeiro Livro", digamos que não é exatamente o meu primeiro livro, mas sim, a obra que primeiro me marcou e que eu considero como o "meu primeiro livro". Com tantas leituras e tendo começado cedo a ler, eu realmente não lembro da minha primeira leitura, mas existe um livro que eu pretendo colocar nesta atividade e que me fez escolhe-la para trazer ao Diae. Esse livro em especial é o único que me vem em mente quando penso em "meu primeiro livro" e por ser tão marcante, eu quero inclui-lo nesta tarefa!

Meu Primeiro Livro

 
Não dava para conversar com a mãe; com o pai, menos ainda. Então bebia, fumava, brigava, namorava a tonta da Neuza, tudo "para dar prazer ao corpo e esquecer que existia". Por fora, um bobo alegre, por dentro, um infeliz, Toninho já se convencera de que era um "perfeito imbecil". Era garoto, mas não esperava mais nada da vida. Até que Regina apareceu. Não tinha muito a oferecer, só um breve amor, ligeiro e fugaz, como o brilho de um pequeno vaga-lume. Só isso seria capaz de iluminar o mundo de Toninho? 
O primeiro livro que me fez chorar, suspirar e que me marcou como leitora! Infelizmente, eu não o ganhei e sim recebi emprestado para ler. Na época (não lembro exatamente a minha idade quando li esse livro, mas acredito que tenha sido quando eu tinha 12 anos), a professora de português para incentivar os alunos a lerem, incluia um dia na semana para trazermos algum livro que tivessemos lido e queriamos compartilhar com a classe, ela também trazia alguns livros e deixava todos eles expostos para escolhermos. Na época, eu já tinha meu "primeiro" amor e como "apaixonadinha", eu queria ler histórias de amor (risos), quando eu vi o título, eu lembro de ter fico muito entusiasmada e imaginando sobre como seria a história, que trazia um título tão bonito e romântico, e claro, me imagina lá na história junto do garoto que eu gostava! Não deu outra, me apaixonei pela história criada por Álvaro Cardoso, até hoje, consigo me recordar muito bem do enredo e de vários pontos chaves, que me fizeram amar tanto essa história, incluse uma das frase que se não me engano, encontrasse nas primeiras folhas do livro, que é assim: "Para tão longo amor, tão curta a vida".  Para tão longo amor, é livro lindo e que me faz recordar da minha juventude.

Mesmo não tendo sido o meu primeiro livro de "verdade", Para tão longo amor, é o único livro que recordo ser o mais antigo de minhas vastas leituras e como é o primeiro que me vem em mente e por ser tão especial em vida de leitora, eu quero inclui-lo nesta tarefa! E vocês, qual seria o seu "primeiro livro" ?

Gostou desse post? Confira mais tarefas no Minha vida dava um livro: (www)! Leia a degustação: (www).

2 comentários:

  1. Oi! ^^
    Que interessante essa proposta do livro de propor tarefas! Já fiquei interessada e vou dar ma olhadinha!
    Eu também teria dificuldade para lembrar qual foi meu primeiro livro e com certeza escolheria o primeiro que me marcou.
    Não conhecia esse livro que você leu, mas acho que se tivesse lido na mesma época que você teria me marcado também. Ô adolescência e suas paixonites... rsrs

    Tem resenha nova no blog. Passa por lá pra conferir! ;)
    Beijussss;
    https://facebook.com/BlogMenteHipercriativa
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? Tenho muita vontade de reler esse livro, marcou demais minha vida literária. :)

      Excluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!