Resenha: Filhos de Lilith (O Despertar)

18/04/2015


Título: Filhos de Lilith
Sub-título: O Despertar
Edição: 1
Autora: Elaine Velasco
Editora: Madras Teen
ISBN: 9788537009468
Ano: 2015
Páginas: 160
Avaliação:   
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: O Despertar - Alice não se lembra de seu passado, de quem era ou de onde veio. Fatos por ela desconhecidos sobre sua antiga família humana e sua ascendência a ligam diretamente a Lilith, a mãe dos súcubos e íncubos, senhora do inferno, esposa de Lúcifer e rainha das bruxas, tornando-a objeto de desejo de todas as criaturas da noite.
Tudo que Alice sabe é que seu corpo anseia desesperadamente por sangue e prazer. E, para saciar-se, está disposta a tudo. É assim que Carol a encontra, no centro de São Paulo, e oferece-lhe abrigo, proteção e esclarecimentos. Entretanto, há também um antigo clã de vampiros interessados na garota, que não hesitará em tentar aliciá-la, usando como artifício o belo e sedutor João Eduardo. Batharyal, um notório anjo caído, rei dos ladrões, também possui seus próprios planos para a confusa Alice e entrará nessa disputa.
Porém, uma estranha força a mantém ligada a seu criador, o excêntrico íncubo Alejandro, que conhecendo-a como ninguém, não hesitará em lançar mão de sua maior fraqueza: o amor por um humano…
São raros os livros que eu leio sobre o tema vampiresco, afinal, depois que o tema ficou em evidência, muitas histórias ficaram batidas e iguais, são raros os casos de enredos com um diferencial marcante e Filhos de Lilith, da Elaine Velasco é um desses casos raros, em que o tema vampiresco além de presente, torna-se único, diferente e arrebatador! Não me levem a mal, mas para que esse tema venha a me conquistar como leitora, precisa possuir algo novo, personagens cativantes e um chamariz surpreendente e em Filhos de Lilith, as características foram supridas e superadas!

Alice não conseguia se lembrar do que viveu, poucas memórias lhe eram reveladas, sua recordação era apenas de ter sido presa e obrigada a fazer coisas hediondas, que lhe tiram o sono. Na companhia de Carlos, a jovem tenta seguir dia após dia, mas há algo de diferente com ela, o sol lhe causa dor, nenhum alimento lhe é atrativo e mesmo passando dias sem comer ou beber, Alice não se sente mal, há apenas o vazio e aquela sensação de desconforto, o que viveu nas mãos de seu sequestrador, a marcou para sempre. Com seus sentidos aguçados, Alice constata sua nova realidade, ela agora faz parte das trevas e somente o sangue parece satisfazê-la, mas a jovem perceberá que na sua atual condição, existe muito o que aprender e quando encontra Carol, ela percebe que as respostas podem ser ainda mais sombrias do que imagina.

Alice é ligada diretamente a Lilith, a mãe dos súcubos e íncubos, a rainha das bruxas e senhora do Inferno, muitos seres influentes das sombras querem a jovem para si e estas pessoas não medirão esforços para isto. Na guerra entre o bem e o mal, um tempo obscuro está por vir e Alice está no meio dessa guerra, o lado que escolher ditará as regras. 

Narrado em terceira pessoa e com capítulos curtos, o enredo de Elaine surpreende pela mitologia a qual é composto, eu fiquei envolvida pela história e lendas sobre Lilith, os vampiros, súcubos e íncubos, é realmente impressionante o plano de fundo de Filhos de Lilith e modo como a autora explora foi o ponto-chave do livro! Além disto, a escrita de Elaine é envolvente e fluida, quando a história chega ao seu final, apenas queremos mais, há tantos segredos em abertos, que necessito do segundo livro, quero saber os próximos passos de Alice e sobre os demais filhos de Lilith, a obra me cativou por completo e trouxe uma visão intensa em relação ao tema vampiresco.

Para quem aprecia o tema e gosta de leitura fantástica, Filhos de Lilith irá te maravilhar, saiba que ao ler este livro, você terá em mãos uma obra incrível, com bons personagens, ótima elaboração e com ganchos impressionantes! Quanto ao trabalho editorial, eu gostei bastante desse primeiro contato com o selo Madras Teen, da Editora Madras, a revisão está muito boa e a diagramação simples, porém ótima, para mim, ambos os trabalhos estão de parabéns! 

Filhos de Lilith – O Despertar é mais do que recomendado, a leitura por si só é intensa, marcante e atrativa, revelando assim, mais um talento nacional!

2 comentários:

  1. Olá,
    Amei sua resenha!
    Já estava mega interessada nesse livro, agora então. ..
    Gosto de vampiros tradicionais, sabe? Aqueles assustadores haha
    Espero gostar tanto quanto você!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando ler, me conta o que achou. :)

      Excluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!