Resenha: A Herdeira - Kiera Cass - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: A Herdeira - Kiera Cass

Resenha: A Herdeira - Kiera Cass

25/07/2015


Edição: 1
Editora: Seguinte
ISBN: 9788565765657
Ano: 2015
Páginas: 392
Avaliação:  
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, Eadlyn não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.


Quarto livro da série A Seleção, da autora Kiera Cass e publicada no Brasil pela Editora Seguinte. O que dizer desse livro? Eu gostei? Sim e muito! Acredito que quando foi anunciado o quarto volume, muitos devem ter estranhado e ficado surpresos, afinal, o que era uma trilogia, virou uma série. Confesso, eu adorei acompanhar essa evolução perante a história, claro, o desfecho da fase America, foi lindo, intenso e apaixonante, mas sem A Herdeira, não teríamos a chance de conhecer o depois de “Felizes para Sempre”

A Herdeira se passa vinte anos após a participação de America em A Seleção, temos então a história de Eadlyn, a filha mais velha da monarquia e futura Rainha de Ilhéa. Eadlyn foi criada para ser forte perante sua responsabilidade de governar uma nação, mesmo que ela tenha o auxilio dos pais (atuais soberanos), Eadlyn vai precisar carregar um fardo imenso e por isso, ela precisa ter garra e convicção de sua posição e força.

No entanto, a população não esta feliz, rebeliões e protestos são organizados com frequência e para amenizar a tensão, Eadlyn precisará passar pela Seleção, onde 35 rapazes irão disputar a mão da princesa. Por mais que Eadlyn não concorde, ela precisa pensar em seu povo e se isso pode render tempo para que seu pai consiga amenizar a situação alarmante que tem ocorrido, Eadlyn aceita, mas estabeleceu um prazo: Três meses; Se em três meses, a jovem princesa não se interessar por nenhum dos pretendentes, o evento será cancelado. Eadlyn possui planos para afastar os rapazes e para evitar que arrume um marido, no entanto, a Seleção começa a lhe dar um novo rumo, o convívio com os rapazes desperta sentimentos que a jovem abomina e isto lhe dá medo. 

“A Seleção estava me tornando uma mula!
Por isso o amor era uma ideia terrível: ele enfraquecia as pessoas.
E não havia nenhuma pessoa no mundo tão poderosa quanto eu. “

No primeiro dia que comecei A Herdeira, mais de setenta por cento do livro tinha sido lido, eu estava adorando conhecer Eadlyn e seus pretendentes, ao mesmo tempo em que a leitura avançava, eu ficava com o coração na mão, desejando que não acabasse o livro. Kiera tem uma escrita deliciosa, cativante e envolvente, seus personagens despertam emoção no leitor e me senti conectada a vários deles, mesmo que a narrativa seja feita por Eadlyn, temos uma grande gama de personagens e muitos deles nos conquista. Kile, Henri e Hale são os meus favoritos, pelo que pude perceber são os pretendentes de maior destaque na história e como não serem? Cada um possui uma característica especial, que a marca, os demais possuem qualidades legais, mas esses três me conquistaram, no entanto, torço por Kile. 

Kile cresceu no palácio e é filho de uma das participantes da Seleção anterior (a mesma que America participou), vou evitar falar dos personagens anteriores, para não dar spoilers para aqueles que ainda não leram os demais livros, mas posso garantir, Kile é um amor, tenho certeza que Eadlyn se surpreendeu com ele! A respeito de Eadlyn, tenho que dizer, eu gostei dela, vi críticas duras a respeito desse livro e da personagem (e até me deixou com receio de começar esta leitura), no entanto, a Princesa é uma personagem interessante, sua personalidade é forte, dura muitas vezes e para alguns, fria, mas acredito que estas características sejam pelo fato de Eadlyn querer proteger a si mesma e seus sentimentos, em sua opinião, ela precisa ser a mais forte, ela é a próxima Rainha e para isto, Eadlyn criou um escudo, uma barreira que impede as pessoas de se aproximarem, o que infelizmente pode acabar deixando seu povo com uma impressão diferente de quem Eadlyn realmente é. 

A meu ver, a Princesa cresceu no decorrer dos capítulos, vendo que a Seleção pode sim lhe trazer algo bom, ela aprendeu a ver seus pretendentes com outros olhos e mesmo sendo mimada e egoísta, Eadlyn apenas quer proteger a si, mas toda essa barreira precisa ser quebrada para que sua vida entre nos eixos de verdade e passe a ter algo de concreto. 

“Em todo caso, eu não podia desacelerar agora. Sabia que, por mim – e pela minha família -, eu precisava concluir a Seleção.
E quando concluísse, teria um anel no dedo.”

A Herdeira foi além de minhas expectativas, esta é uma série que tenho um carinho especial, Kiera Cass, criou um mundo fantástico, com aquele glamour de princesa e príncipes, com emoção, paixão e romance. Quem esta a procura de uma leitura envolvente, com reviravoltas e com aquela atmosfera de contos de fadas, recomendo a série A Seleção, um enredo com bons ganchos, personagens ótimos e um desenvolvimento maravilhoso! 

16 comentários:

  1. Oi, Sammy! Tudo bem?

    Menina, no primeiro dia já leu 70% do livro! Uau... isso que é paixão por A Herança! Hehehe! :D
    Mas fala sério, quando gostamos muito de um livro e enfim ele é publicado, realmente é encantador! :)

    Parabéns pela resenha: a primeira que li deste livro e gostei muito. ^^
    Apesar de achar as capas lindíssimas, acredito que não vou ler a saga... exceto que que eu ganhe... que tal? Hahaha!
    Brincadeirinha! :)

    Beijos, Sammy!
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por sorte, eu consegui por meio de troca os dois primeiro livros, então não perdi tempo, rs. Ah, é bom quando isso acontece, mas o chato é ter que esperar a continuação, mas acho que os fãs terão boas surpresas no próximo livro!

      Excluir
  2. Sammy eu também amo a série A seleção. Apesar de tantas críticas ao livro A Herdeira eu gostei bastante. Se for comparar A Herdeira com A Seleção eu prefiro A Seleção, pois me parece que a Kiera Cass começou o livro com uma idéia e terminou com outra, colocando diálogos e aocntecimentos desnecessários como com o irmão da Eadlys e a América, mas enfim... Espero que no próximo livro ela consiga explicar melhor esses ganchos.
    Beijos
    Blog Letícia Iarossi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entre os dois realmente A Seleção é melhor, mas tenho um carinho especial por A Herdeira, rs. Também espero que os ganchos sejam explicados, há muita coisa em aberta ainda.

      Excluir
  3. tenho os 2 primeiros da série que dá vida a herdeira e ainda não li, mas espero em breve remediar isso, ja que coloco muitas expectativas na história
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você vai curtir, Thaila! :D

      Excluir
  4. Também sou amante da série! Gostei muito de A Herdeira, mas prefiro A Seleção.

    www.oraculodeelfos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entre os dois, o primeiro livro é melhor, mas não dispenso A Herdeira. :3

      Excluir
  5. Sammy!
    Fico feliz que tenha gostado desse exemplar, porque ele tem causado muitas controvérsias.
    Como não li nenhum dos livros da série ainda, nem posso opinar muito, mas que gostaria de ler toda a série, ah...gostaria.
    “Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lê sim, aposto que você vai se apaixonar! :D

      Excluir
  6. Ja faz um tempinho que li A herdeira e confesso que estou com tantas outras pessoas que se decepcionaram com a leitura :/
    A kiera consegue fazer que voce leia o livro de forma rapida, mas eu nao gostei de ter uma nova seleçao (me decepcionou bastante isso) e tbm nao gostei NADA da eadlyn kkkk nao gosto muito de personagens egocentricos :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk Eu fiquei mais com pena da Eadlyn, nascer e já ter toda essa responsabilidade, bem, o Maxon também teve o mesmo destino, mas a personalidade dele é diferente, a Ead é mais explosiva eu diria, e acho que como comecei a ver o lado dela e tal, me senti cativada sabe? O que eu curti nessa nessa seleção foi o Kile, sabia que entre os dois ia rolar uma quimiaca. xD

      Excluir
  7. Sammy!
    O livro tem sido bem polêmico.
    Uns amaram, outros nem tanto.
    Fato é que quero ler o livro e a série.
    “Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida.”(Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  8. Está todo mundo falando desse livro! Eu estou mega ansiosa para ler, a sua resenha colaborou mais ainda para minha ansiedade haha. Eu amo a escrita da Kiera, é doce e leve, com certeza irei comprar a Herdeira em breve <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oiiieee, tudo bom?
    Amei a sua resenha, super legal mesmo, eu estou louca para começar a ler a série, que bom que gostou do livro, eu já tinha ouvido reclamações de que a Eadlyn era mimada demais, porém quero muito mesmo ler o livro, pois pelo visto a escrita da Kiera é bem gostosa.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  10. oi ^^
    Eu nem comecei a série, mas queria ler esse livro logo.
    Todo mundo criticou mesmo a princesa, mas pelo pouco vc falou ela parece ser uma boa personagem :3 o povo falou tão mal dela que eu já estava desistindo de ler, mas vc me deu uma animada!
    A capa desse livro é divinamente linda!

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!