Resenha: Piratas - Karen Alvares (Org.)

23/07/2015


Edição: 1
Editora: Cata-vento
ISBN: 9788566725643
Ano: 2015
Páginas: 230
Avaliação: 
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: Você já sonhou em navegar pelos sete mares, enfrentando sereias e saqueando tesouros? Ou, quem sabe, você prefira uma dose de rum e um voo em um dirigível? Ou então viajar por mares antigos e misteriosos, vingando seu amor perdido, enfrentando abutres sanguinários, vendendo relíquias não tão preciosas assim?
Ahoy, leitor, então seja bem-vindo a bordo de Piratas, um navio onde dez grandes autores se reúnem para contar as histórias mais incríveis de todos os mares sobre... piratas, é claro! Içar velas, marujos! Vamos partir rumo à aventura!
Sente-se companheiro e pegue sua caneca de rum, vou lhe contar uma história, não se acanhei e venha comigo conhecer os piratas da capitã Karen Alvares! Piratas chegou até mim por Book Tour, organizado pela capitã deste navio literário (risos). A obra contém dez contos, cada um com seus piratas, temos os sanguinários, os vingadores, os românticos, os atuais e até os tecnológicos. Os contos são: 

O Tesouro de Nossa Senhora dos Condenados, de Caludia Dugim, aonde conhecemos Timbo e Ogumé, que contam a seus companheiros de profissão, como foram atrás do tesouro de Nossa Senhora dos Condenados, liderado pela pirata Eyre, uma aventura cheia de sangue, armadilhas e riquezas. Esta história é descrita como forma de conversa, os dois piratas vão contanto a missão, acrescentando fatos interessantes e como chegaram até o tesouro. A ideia do conto é interessante, mas não me conquistou, ficou confusa alguns partes e não consegui me conectar aos personagens, faltou algo a mais para dar um brilho especial a história. 

Os Pilares de Melkart, de Ana Lúcia Merege, nos traz um artefato místico dos egípcios, que Baltazar e sua tripulação foram contratados para encontrar, mas a missão do capitão vai muito, além disto, Baltazar tem um plano e pretende usar a relíquia do deus Thoth para isso. A história é bem amarrada, gostei bastante dos diálogos e das descrições, você se sente no alto mar ao lado de Baltazar, por unir mitologia egípcia e até mesmo grega, foram uns dos pontos mais legais deste conto, e nossa, o final me deixou de queixo caído!

Vingadora, de Paola Siviero, é um dos contos que mais me conquistou, ele possui uma beleza sombria, cheia de sangue e vingança, mas mesmo assim, com um ar romântico. O capitão deste conto, procura um meio de trazer paz ao seu passado, sua vingança foi esperada por muito tempo, mas seria ela justa? Vingança e Justiça andam juntas? Pelo sangue que foi derramado, o capitão não terá misericórdia, irá até o fim em busca daquele que lhe arrancou seu maior tesouro. Ao mesmo tempo em que é cruel, este conto te envolve facilmente, afinal, a emoção e sentimentos descritos ficaram aflorados na narração em primeira pessoa feita pelo Capitão. Esta história foi sangrenta, mas com um toque esplendido sobre vingança e justiça.

Barracuda Negra e a Máquina Misteriosa, de J.M Beraldo, é enigmático e peculiar, com muita ação e uma capitã sem misericórdia. Karyan e sua tripulação do Barracuda Negra encontram um artefato misterioso e para tentar compreende-lo, precisaram trazer de volta uma oferenda dada aos “peixes”, eles não apreciaram o gesto, mas esperariam pela recompensa que Karyan lhes prometeu. Vencel tivera uma nova chance, mas será que a “máquina” misteriosa seria do grado da capitã? A história é cheia de segredo envolta do artefato, conta também com um pouco de humor negro e seu desfecho foi bom, concluído, um conto plausível, mas que também não me conquistou totalmente. 

#BonnyRead, de Fabiana Madruga, também entrou para os meus favoritos desta leitura, gostei bastante do modo como seus “piratas” são atuais. Quem pensa que os piratas são apenas aqueles que navegam nas águas revoltas, se enganou! Eles também “evoluíram” com o passar das eras e em #BonnyRead, a dupla de piratas Laura e Cecília, ganham a vida com “bolsas de grife”. Laura é manipuladora e sabe como “vender” a mercadoria e conseguir a maior bolada e Cecília, é uma jovem entediada pelo comodismo que sua vida tem tomado e para sentir o gostinho de adrenalina embarca nessa aventura. Duas amigas com um golpe sujo, mas que rende um bom tesouro a cada um, mas nesta embarcação é preciso ter cuidado, o menor deslize pode custar tudo. Uma história sobre falsificação, mas mesclando romance, intriga e inveja, a criatividade da autora me conquistou, seu conto foi fluído e com temas atuais, foi certeiro e impressionante! 

Mais Pesado que o Ar, de Melissa de Sá. Um dos contos que eu estava louca para ler! Tem um tempo que estou querendo conhecer o estilo da Melissa e Mais Pesado que o Ar me surpreendeu, seus personagens são intrigantes e carismáticos. No melhor estilo steampunk, Melissa nos traz a história de Amélia, uma jovem que perdeu o pai e consequentemente sua forma, status e posses. Disposta a mudar de vida, Amélia embarca no zeppelin de seu falecido pai, mas durante o percurso, piratas atacam, para conseguir viver, a jovem abrirá mão de quase tudo e decide fazer parte da tripulação. Você teria a coragem de Amélia? Abandonar tudo e viver outra vida? Mais pesado que o Ar tem uma delicadeza e ação, a escrita de Melissa é atraente e seu conto é charmoso! 

O Tamanho dos Sonhos, de Sabrina Mota Marcondes, sobrenatural e piratas? Sim! Elementos distintos, mas que nas palavras de Luna, formaram uma história maravilhosa. Nossa protagonista acaba de perder uma pessoa especial, mas nos seus sonhos, esta mesma pessoa continua viva só que de um modo diferente. Toda família de Dorothy carrega uma sina, em seus sonhos, eles vivem momentos fantásticos, como outra vida, e consequentemente no plano real, convivem com espíritos que ainda não deixaram nosso plano. Dorothy é capitã de um navio pirata na Terra dos Sonhos e junto com sua tripulação, tentará encontrar o seu maior tesouro, mas esta aventura poderá trazer consequências perigosas. O ar sobrenatural deste conto me deixou muito contente, gosto de história com esse tema e a história de Sabrina possui características marcantes. 

Porto Vermelho, de Luana Tsuki, vamos conhecer um jovem disposto a ter uma vida diferente, ele fugiu de suas “obrigações” reais, pois quer um destino diferente e com isso seu caminho cruza-se com uma pirata, a mulher não poupará ninguém, mas o jovem encontrará sua carrasca e vingará a morte de seus companheiros, da melhor maneira que ele conhece. Outro conto sangrento e com muitas batalhas, conhecemos não apenas a realidade do personagem principal, como de seu algoz, esta história é sombria e termina de um jeito curioso, mais uma vez fui fisgada por um enredo que reúne elementos sobrenaturais, neste caso, o ser sobre natural é uma criatura que muitos leitores do gênero gostam. 

Sinos do Inferno, de Albarus Andreos, é um pouco complicado resenhar este conto, serei sincera, das dez histórias, este foi o que menos gostei. A ideia é intrigante, mas o conto foi tão complexo, pois seu tema é tecnologia, que no final da leitura, não entendi quase nada da história... O conto ficou confuso e as explicações, cenas e acontecimentos da história me deixaram perdida, talvez o problema tenha sido eu mesma que não compreendi a mensagem que o autor queria passar...

Fechando essa embarcação, temos o conto Piratas não conhecem o perdão, da capitã Karen Alvares! Não vou negar, esta história tem um espaço especial no meu coração e digo mais, eu bem que queria saber mais sobre Mafalda e se ela conseguiu realizar seu desejo. Neste conto, Karen traz nossos queridos piratas, um pouco de bruxas e princesas, fadas e magia. Mafalda precisa encontrar sua mãe, só que para essa tarefa, é preciso fazer parte de uma tripulação de piratas, uma tripulação especial, mas a jovem terá que provar todo o seu valor e até mesmo poderes para conseguir o que quer. Piratas não conhecem o perdão, é encantador, bem elaborado e intrigante. Karen ainda dá um toque de humor e romance nesta história, o leitor se conecta com os personagens e no fim, deseja que tenha mais páginas para saber o destino de Mafalda e os demais membros desse enredo!

Piratas é uma obra inteligente, com piratas e temas de todos os tipos, com certeza o leitor se sentirá um verdadeiro tripulante desta embarcação! Antes de finalizar esta resenha, tenho que parabenizar a editora Cata-Vento, a diagramação esta muito linda, a arte do livro é de tirar o fôlego, bela demais! A revisão esta boa, eu encontrei um ou dois errinhos no máximo, mas nada que atrapalhasse minha leitura. 

Enfim, se você busca aventura, romance e ação, venha embarcar neste navio e conheça os piratas da capitã Karen Alvares!

9 comentários:

  1. Oiiieeeee, tudo bom?
    Gostei muito da resenha, os contos parecem ser super legais, eu ainda não li nenhum livro com piratas hehehehe nem sei o que esperar, darei uma chance a esse livro, pois parece que ele irá me agradar.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela resenha! Se gostou do Balthazar, fique atenta. Em breve ele e o Lísias estarão navegando outra vez por aí!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou ansiosa! Fiquei feliz que tenha gostado da resenha.

      Excluir
  3. Olaaa
    Eu raramente leio contos, mas é um estilo que quando tenho a oportunidade de ler, sempre me agrada! sao historias rapidas e focadas, que nao ficam enrolando tanto! geralmente gosto muito!
    Fiquei curiosa pela maioria deles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo! Acho legal ler contos, além de serem diferentes, conhecemos estilos e escritores novos. :D

      Excluir
  4. Sammy!
    O tema pirata é bem atrativo e se são contados em contos, ainda melhor.
    Adoro livros de contos porque podemos apreciar vários pontos de vista sobre o mesmo tema, vários autores mostram sua forma de encarar o tema.
    E aqui parece que todos os piratas são ótimos.
    “Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei bastante de ler Piratas, foi uma experiência única e muito legal! :D

      Excluir
  5. Olá!!! De inicio eu não tinha me interessado, pensei que seria mais um livro apenas, mas quando vi que são contos, fiquei mais interessada. Até porque eu amo ler contos, dá para ler a qualquer momento sem se importar a hora que irá terminar.
    Amei a resenha, beijos

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!