Resenha: Entre Dois Amores - Carolina Estrella - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Entre Dois Amores - Carolina Estrella

Resenha: Entre Dois Amores - Carolina Estrella

27/10/2015

Edição: 1
Editora: Planeta
ISBN: 9788542205534
Ano: 2015
Páginas: 288
Skoob
Avaliação: 
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: Helô Martinez está no 2º ano do ensino médio e ama duas coisas: garotos e moda. Definitivamente, ela não ama a língua portuguesa e não tem a menor vocação para ser leitora – de nada, nem de horóscopo –, e sempre que precisa fazer algum trabalho sobre literatura para a escola ela conta com a cumplicidade de Amanda, sua amiga nerd devoradora de livros. Mas sua mãe não aguenta mais seus boletins pintados de vermelho e resolve fazer uma intervenção. Contrata um professor particular para ajudar a filha a tirar notas boas em português e literatura. Para desespero de Helô, seu novo mestre é o vizinho “melequento” – como ela diz –, que está no primeiro ano da faculdade de Direito e a rejeitou num passado não muito distante. Apesar da tragédia anunciada, César Rodolfo, um garoto tímido, estudioso, de palavreado pomposo e arcaico e lindos olhos verdes, acaba conseguindo o impossível: transformar Heloísa numa leitora voraz, capaz de declamar Carlos Drummond de Andrade e citar Emily Brontë.
Heloísa não esconde de ninguém a sua paixão por moda. Pelo contrário, ela faz questão de deixar isso claro por meio dos modelitos que ela mesma costura e usa, e sonha poder fazê-lo pelo resto de sua vida. Antes de chegar à faculdade, no entanto, ela tem que aprender a se relacionar com a Língua Portuguesa, uma vez que suas notas têm andado em baixa na matéria. O problema é que nada que envolva gramática e leitura é o forte de Helô, até que a mãe da garota resolve pedir ajuda ao vizinho adolescente desta, César Rodolfo, com aulas particulares. Em um passado um pouco distante, Helô e César haviam sido grandes amigos, no entanto, um incidente envolvendo Cheetos acabou por abalar essa amizade, e de repente ela se vê obrigada a voltar a relacionar-se com o garoto por quem um dia fora apaixonada. No verbo passado? Bom, só acompanhando as aulas e o desenrolar de diversos textos literários para saber como isso vai terminar...

Quando embarquei na leitura do mais novo romance de Carolina Estrella, já tinha em mente que seria uma história leve, para fugir de maiores tensões. Havia, inclusive, conferido algumas resenhas e garanto que minhas expectativas estavam baixíssimas, mas confesso que ainda assim, o novo enredo da autora me irritou um pouco. Já conhecia a escrita ágil e descontraída de Carolina desde a leitura de sua primeira obra lançada, Garota Apaixonada em Apuros, e, portanto, não tive problemas com a narrativa em sí, que, por sinal, permanece muitíssimo fluida. Já no que diz respeito à história e seus personagens, a minha relação não é das melhores...

Pois, não me levem a mal, mas apesar de tratar-se de uma obra mais voltada ao infanto-juvenil, achei os personagens realmente irritantes e, por vezes, infantis. Todos se encontram na faixa dos 16 aos 18 anos, mas em muitos momentos suas atitudes e insistências em determinadas questões me fizeram imaginar que fossem mais jovens. A protagonista, em especial, é a mais irritante deles. Estão passando por dramas típicos da fase e tudo mais, eu sei, mas a verdade é que fica difícil de defendê-la depois da quantidade de insultos e ofensas dirigidas tão infantilmente à César, que já na primeira aparição foi metralhado com duras críticas e apelidos maldosos por parte da Helô - e muito embora ele não ligasse muito para eles, inicialmente, não deixou de ser deselegante, contrariando todo o conceito de postura que a personagem tanto prezava quando o assunto era moda, ao menos.

“— [...] Você precisa aprender que o amor não é brincadeira, não é fácil, mas também não é um bicho de sete chaves. Se você ama alguém com todas as forças, você não pode se autodestruir toda hora que surgir algo difícil de ser superado. Você tem que pensar e arrumar um jeito de encontrar a felicidade. Se não estiver feliz, tente novamente.”

Os demais personagens também não ajudaram muito, e nisso César também está incluso. Apesar de alguns eventuais momentos de fofura e suspiros, em outros eu realmente fiquei, digamos, um pouco assustada com o nível de insistência do rapaz. Excessivo, talvez. Amanda, também, foi outra personagem que me incomodou. Apesar de ser a melhor amiga de Helô, em diversos momentos ela me pareceu mais uma manipuladora e interesseira do que a amiga que Helô tanto ressaltava. Só a Marina, no fim das contas, foi quem ainda me cativou um pouco, por se mostrar mais verdadeira quanto à suas atitudes - e só lendo para entender exatamente à que 'atitudes' estou me referindo, mas, realmente, foi a personagem mais legal da história.

Mas, por mais que a escrita de Carolina Estrella continue fluida e leve, a verdade é que a protagonista não colaborou muito para com o sucesso do enredo como um todo. Helô é uma personagem por vezes irritante, infantil e superficial, que não hesita em declarar ofensas ao pobre César Rodolfo e que, basicamente, não tem atitude. Porque se ela tivesse tomado a mínima atitude já nos primeiros capítulos, no fim das contas, não existiria história, uma vez que tudo não passou, ao menos para mim, de um grande drama que ela mesma deixou crescer, de certa forma, e eis o plot do livro. Ainda assim, isso não costuma ser um grande problema para mim quando leio algum romance, mas nesse caso, eu realmente esperava ao menos um pouco mais de história e melhor desenvolvimento dos personagens. Mas para quem quer algo para passar o tempo, pode ser uma boa pedida. Com suas ressalvas.

9 comentários:

  1. Olá, Sâmella. Entre Dois Amores me agradou pelo conteúdo juvenil presente nele. Mas, a construção de personagens selecionados pela Carolina Estrella foi demasiadamente chata. Os gostos, como a moda e os estudos, dos personagens são bem aceitáveis, mas as atitudes de todos são bem desagradáveis, fúteis. Não leria o livro.

    ResponderExcluir
  2. Olá!!
    Adorei a sinopse parece ser um romance bem leve, porem sua resenha me deixou com um pé atras. Por mais que os personagens se encontram na faixa dos 16 aos 18 anos me desagrada bastante as infantilidades dos personagens.
    Bjos e sucesso!!

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Eu já li dois livros da autor, um esse que você citou na resenha, mas infelizmente eu não consegui gostar muito dos livros. Até já doei eles hehe. Eu gosto de leituras leves e mais juvenis, mas esse me pareceu ser juvenil demais para meu gosto. E as atitudes dos personagens iriam me irritar demais, por isso eu não lerei.

    ResponderExcluir
  4. Ooi! Ando lendo umas coisas sobre esse livro mas nada que tenha me deixado curiosa e tal. :3 Mas é uma pena que a história não tenha te agradado tanto, principalmente a protagonista. É muito chato quando nos irritamos com elas a ponto de acabar até prejudicando nossa avaliação do livro.

    Beijos
    SIL ~
    Estilhaçando Livros | Cantar em Verso

    ResponderExcluir
  5. Olá !!
    Eu ja não me interessei assim que vi a capa e nome, depois lendo a sinopse vi que não ia ler o livro, e agora sua resenha me faz perceber que é exatamente o que eu pensava irritante ou seja adolescente de mais rsrs
    Bjocas

    ResponderExcluir
  6. Samella!
    Realmente tem livros infantos juvenis que são bem irritantes mesmo e nem dá para ler com aquela vontade.
    Os livros adolescentes tem cada vez menos enredo agradável.
    “Tudo é precioso para aquele que foi, por muito tempo, privado de tudo.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  7. Nunca li nada da Carolina Estrella, pois já pude perceber que a escrita dela é ótima. Apesar disso, o livro não chegou a me agradar ao ponto de fazer com que eu queira ler. Além da história não ter me interessado, os personagens não me agradaram nem um pouco. Gosto de personagens maduros, com grandes atitudes, e, pelo o que eu pude perceber, eles acabam sendo infantis demais!

    ResponderExcluir
  8. Nunca li nada da autora e é sempre bom ler um livro assim levinho só pra descontrair se a personagem ajudar né..pq personagem chatinho não dá :)

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Sua resenha está muito boa, mas lendo um pouco mais sobre o livro acredito que ele não faz muito meu estilo de leituras, e por esse motivo não pretendo ler no momento, quem sabe futuramente.

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!