Resenha: Moriarty - Anthony Horowitz

18/01/2016


Editora: Record
ISBN: 9788501106230
Ano: 2015
Páginas: 350
Avaliação:    
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: Sherlock Holmes está morto, e as trevas avançam
Dias após Holmes e seu arqui-inimigo Moriarty encontrarem seu fim nas cataratas de Reichenbach, Federick Chase, um detetive da Agência Pinkerton, chega à Europa vindo de Nova York. A morte do professor Moriarty deixou um vazio no poder que logo foi preenchido por um novo gênio do crime, que ascendeu para tomar o lugar do rival de Holmes. Auxiliado pelo inspetor da Scotland Yard Athelney Jones, um devoto estudioso dos métodos de investigação e de dedução de Holmes, Frederick Chase precisa trilhar um caminho através dos cantos mais escuros da capital inglesa para lançar uma luz sobre essa figura sombria, um homem temido, mas raramente visto, determinado a dominar Londres em uma onda de ameaças e assassinatos.
Chase é auxiliado pelo Inspector Athelney Jones, um detetive da Scotland Yard e estudante devoto do métodos de dedução de Holmes, a quem Conan Doyle introduziu em O signo dos quatro. Os dois homens unem forças para abrir um caminho através das ruas sinuosas de Londres vitoriana – das praças elegantes de Mayfair para os cais e becos sombrios das Docks em busca dessa figura sinistra, um homem muito temido, mas raramente visto, que é determinado a estabelecer seu nome como sucessor de Moriarty.
Quando Moriarty chegou, fiquei entusiasmada para ler esse livro, afinal, sendo do gênero Policial, o meu favorito aliais, eu estava ansiosa e por ainda ter Sherlock Holmes, minha curiosidade estava ainda mais aguçada. Adoro livros de investigação, com muito mistério, ação e surpresas; Moriarty me proporcionou cada um desses elementos, o enredo criado por Anthony Horowitz é inteligente, perspicaz e engenhoso, Moriarty se mostrou uma agradável surpresa e conseguiu manter o mistério de toda a trama até seus momentos finais, deixando-me admirada com está história.

Após os eventos nas cataratas de Reichenbach, a empresa de detetives Scotland Yard envia o agente Athelney Jones, brilhante detetive e admirador das técnias de Sherlock Holmes, para investigar o ocorrido, principalmente em respeito a Holmes, que os ajudou inúmeras vezes no passado. No entanto, Jones se depara com um desafio ainda maior, quando encontra  Federick Chase, agente da Pinkerton, enviado para encontrar um dos maiores criminosos dos Estados Unidos, que aparentemente possui ligações com o professor Moriarty.

Essa presença maligna que se instalou em Londres, pretende trilhar seu caminho com sangue e derrubará todos que estiverem contra seus planos, ele possui um grande interesse no território de Moriarty e fará de tudo para conquistar as ruas londrinas, com terror e morte. Chase e Jones precisam investigar cada detalhe, cada pista deixada para enfim por um ponto final nesta jornada, mas qual seria a relação entre Holmes, Moriarty e esse novo inimigo? O que de fato aconteceu nas cataratas de Reichenbach?

Narrado em primeira por Chase, conhecemos passo a passo dessa jornada investigativa, repleta de ação e mistério, Anthony Horowitz teceu um enredo fabuloso, com ganchos criativos e muito atrativos, o leitor sente-se instigado a continuar, para tentar compreender junto com os personagens cada parte do enredo. Horowitz realmente me surpreendeu com sua história, digamos que ele conseguiu me enganar até o desfecho do livro e fiquei espantada com o final, foi surpreendente, espantoso e digamos até inacreditável, afinal, o autor nos faz acreditar nas evidências deixadas no enredo, e apesar de algumas brechas podem apontar o desfecho, confesso que não imaginava esse final, eu tinha outras teorias, mas fui pega de surpresa por Horowitz e me deixou muito contente por ter lido esse livro e não conseguido desvendar a charada empregada pelo escritor. 

Este foi o primeiro livro policial narrado em primeira pessoa que li, é mais comum que este gênero literário, a narrativa em terceira pessoa é mais usada, para dar mais ênfase os personagens, já que a limitação da primeira pessoa, ficamos presos a visão de um único elemento, mas depois de alguns capítulos, percebi o quanto este estilo narrativo casou bem em Moriarty, principalmente quando todo segredo da trama é revelado. Mas apesar de ter gostado muito desta obra, alguns pontos acabaram-me desagradando, principalmente no clímax do enredo, a qual uma cena em particular ficou confusa, precisei ler mais de uma vez para compreender e juntar as peças, mas com exceção desse detalhe em particular, Moriarty cumpre seu papel e traz consigo uma excelente trama policial, com todas as características que os fãs adoram.

A capa de Moriarty, traduz com perfeição a história do livro, lembrando o palco principal, as cataratas de Reichenbach, a diagramação da editora Record, é simples, mas agradável, a revisão está de parabéns, não encontrei nenhum erro significativo. Outro detalhe de que gostei bastante na edição, é a foto que ilustra a capa por dentro, esse detalhe dá um charme a mais ao livro e gostei muito desse cuidado da editora. 

Aos fãs de romance policial, Moriarty será uma leitura fantástica, que agradará a todos, principalmente aqueles que gostam das aventuras de Holmes. Aos leitores que procuram uma história com mistério, ação e final surpreendente, a obra de Anthony Horowitz será uma boa escolha!

20 comentários:

  1. Oi, Sammy!

    Que resenha maravilhosa! Adorei! :D
    Gostei muito do modo como você descreveu o livo em primeira pessoa, aliás, não tinha reparado... e é uma pura verdade! Parabéns! :)

    Beijos!
    http://www.irmaoslivreiros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Fico feliz que tenha gostado.

      Excluir
  2. Gente, falou de Holmes meu coração se aquece ♥
    fiquei com vontade de ler esse livro só por causa dele.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você vai gostar bastante dessa leitura!

      Excluir
  3. Oi, Sammysam. Não conhecia o livro e achei a capa muito bonita. É muito bom quando vamos ler um livro com certa expectativa e o livro nos surpreende da melhor maneira possível. Melhor ainda é quando um bom suspense consegue nos prender até as últimas páginas revelando altas surpresas. Obrigada pela dica. ^^
    Abraços!
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço pelo comentário! Se ler, me conta depois o que achou do livro.

      Excluir
  4. Pois é. Também achei incomum o livro ser narrado em primeira pessoa se tratando de livro policial, mas isso me deixou curiosa para lê-lo.
    Não conhecia o livro e estou encantada com a capa. A premissa é interessante. Achei top vc não imaginado o final, quando isso acontece o autor realmente merece os parabéns... É uma delicia quando não fazemos ideia de como será o final de um livro, principalmente livros policiais.
    Amei sua resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Fico feliz que tenha gostado da resenha!

      Excluir
  5. Oi,
    Confesso que não tenho costume de ler romance policial. Mas fiquei bastante interessada ando precisando de algo com ação e uma pitada de mistério!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  6. Oi
    Tudo bom?
    Normalmente esse não é o meu estilo de livro. Li poucos romances policiais e nunca me empolguei muito...
    Mas essa sinopse me deixou bastante curiosa! Ando tentando sair da minha zona de conforto literária!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Sammy, tudo bem flor?
    Eu adoro livros policiais e com esse ar investigativo. Não conhecia Moriarty, mas fiquei super interessada.
    A capa tá muito linda e sua resenha me animou a ler, acho que vou gostar.
    Vou anotar a dica, flor. Sua resenha está ótima.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  8. Me rendi aos policias recentemente, e essa sua resenha me deixou muito curiosa, o livro trás um "Tcham " que me faz querer ler ( não sei se me fiz clara, mas foi a maneira que consegui descrever o que me chamou atenção no livro )



    Beijos, Emy!
    http://blogpsicoses.blogspot.com/2016/01/primeiras-impressoes-do-livro-eu-nunca.html

    ResponderExcluir
  9. Olha muito legal sua resenha hiem, bem completa mas sem soltar spoilers parabéns.
    Infelizmente não faz meu tipo então deixarei passar.

    beijos
    Books And Carpe Diem

    ResponderExcluir
  10. Oiii!

    Que capa maaaais liiiiiiiiiiiinda <3 <3 <3 <3 Eu não conhecia a obra e já amei! Adoro policiais e nunca li nada narrado em primeira pessoa, diferente do que estou acostumada. Gostei da sua resenha!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. OI,

    Suspense é a minha praia. Moriarty e Holmes dois arquiinimigos que emerecm aplausos. Adoro livros policiais e narrado em primeira pessoa deve ser tudo de bom. Bela resenha.

    Beijos
    Jucimara Pauda
    jusemfrescura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. OI,

    Suspense é a minha praia. Moriarty e Holmes dois arquiinimigos que emerecm aplausos. Adoro livros policiais e narrado em primeira pessoa deve ser tudo de bom. Bela resenha.

    Beijos
    Jucimara Pauda
    jusemfrescura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?

    Eu amei a sua resenha, ela me fez querer ler o livro imediatamente. Gostei muito da premissa do livro, não sou uma grande leitora dos livros policiais, mas esse eu fiquei com muita vontade de ler.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oie
    parece ser uma boa leitura e suspense policial é bem legal de ler para dar uma variada aqui, sua resenha está ótima e talvez arrisque a leitura

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Sammy leitura com cara de boa, otima resenha eu como gosto bastante do genero, sou bem capaz de gostar, vou atras pra ver ^^
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!