Resenha: As Lições do Mestre - Confúcio

12/02/2016


Edição: 1
Editora: Jardim dos livros
ISBN: 9788563420336
Ano: 2016
Páginas: 96
Avaliação:    
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: Esta é uma seleção de ensinamentos de Confúcio (551-479 a.C.), um dos maiores vultos da filosofia e da religião. Confúcio ensinava que a sobrevivência da civilização depende do exercício correto de uma cultura racional, da prática de uma moral eficaz em inibir o mal e ensejar o altruísmo e a bondade. Os preceitos confucionistas defendem uma base humanística na educação, cujo cerne é o aspecto humano e moral. Para o Mestre, o tipo ideal de indivíduo é o Junzi, o “educado”, uma pessoa de bons modos, instrução e qualidades morais elevadas. Traduzidos direto do chinês, estes pensamentos compõem um guia indispensável para nos aconselhar em tempos confusos e de relativismo moral como os de hoje.
Confúcio, foi um dos maiores filósofos que já existiu, seus ensinamentos foram carregados de mensagens inspiradoras e inúmeras vezes reconfortantes. E apesar de ter vivido séculos antes de nós, as lições deixadas pelo Mestre propagam-se muito bem em nossa época, as frases do Mestre remetem nossa realidade e muitas delas apresentadas neste livro publicado pela Geração, me tocaram de uma forma única, são inspirações que a própria sociedade poderia acatar como sabedoria, para crescer, se elevar. 

"Para governar um Estado, seja digno e honesto nos negócios, seja moderado nos gastos, ame a todos e só convoque o povo se for necessário."

Quando a editora me apresentou As lições do Mestre, fiquei fascinada com a proposta, gosto de livros com essa temática filosófica, que deixam lições para nossa vida e em As lições do Mestre, aprendemos muito. A vida de Confúcio passou-se na época da dinastia Zhou, e naquele tempo, a civilização chinesa passava por uma crise terrível, corrupção, incompetência e a sociedade a beira do caos, muitas pensadores surgiram, trazendo soluções, conselhos e palavras sábias para os problemas, mas Confúcio foi aquele que mais se destacou, havia algo forte, intenso em seus ensinamentos, ele prezava a humanidade e a dignidade, ele era um educador, disposto a ajudar. Não vou me estender muito sobre quem é o Mestre, pois quero me focar nesta resenha, sobre suas lições, sobre a edição deste livro e no que você vai encontrar ao ler As Lições do Mestre. 

"As pessoas acham que os filhos são bons porque sustentam os pais. Isso é obrigação, não bondade. O mesmo se faz com cachorros e cavalos. Sem respeito, qual é a diferença?"

Traduzido diretamente do Chinês, por André Bueno, As Lições do Mestre, é um livro que todos deveriam ter na estante, as frases deixadas por Confúcio, nos conforta, nos faz refletir sobre nós, sobre a sociedade e a vida, me impressiona o quanto ele foi inteligente, sábio e ao mesmo tempo honesto e humilde, por mais que a obra seja apenas de frases e diálogos de Confúcio e seus discípulos, podemos ter uma noção, mesmo que breve de como este pensador era, pelo menos foi assim comigo, pude visualizar o Mestre, sua voz, suas palavras, cada vez que lia o livro. Selecionei vários trechos de suas lições, aquelas que mais me tocaram e fiquei agraciada com tanta sabedoria. 

"Não receie ser desconhecido, receie ser incompetente."

Lançado pelo selo Jardim dos Livros, a editora Geração, nos apresenta uma obra delicada, bonita e bem feita, com ilustrações de Confúcio e detalhes em cada página, uma obra linda aos olhos e ainda mais especial por seu conteúdo. Antes mesmo de conhecermos os ensinamentos do Mestre, temos uma introdução, sobre Confúcio, seus ensinamentos e a proposta deste livro, é imprescindível a leitura deste, para enfim mergulhar nas frases do Mestre. Para quem busca um livro inspirador, recomendo a leitura.

"Quando vir alguém de valor, inspire-se nele. Quando vir um incompetente, pense em si mesmo."

7 comentários:

  1. Devo concordar com você Sammy a editora realizou um ótimo trabalho com a arte/capa do livro ficou realmente muito bonito, mas eu não curto muito filosofia, leio porque se faz necessário para a universidade, mas fora isso realmente passa a leitura.
    Porém claro que não deixo de saber toda a importância que os filósofos exerceram durante o desenvolvimento das eras e sociedades que se passaram né? E Confúcio realmente é um dos filósofos mais conhecidos, inclusive eu já li sobre as ideias dele dentre o material da universidade!!

    Xo
    Alisson
    Re.View

    ResponderExcluir
  2. Ahh que proposta incrível!! Acho que as mensagens dele não somente bem aceitas hoje e super atuais,algmas são bastantes necessárias, as pessoas perderam tantos conceitos primordiais o longo do tempo e Confúcio pode orientá-las pelo menos um pouquinho não é??
    Você parece ter aproveitado e absorvio bastante a leitura,confesso que não seria uma escolha normal minha,mas acho que devo conferir.

    bjsss


    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  3. Oiii!!

    Realmente esse livro deveria estar em todas as estantes e as pessoas deveriam levar seus ensinamentos para a vida! É tão engraçado como tudo é atemporal né?
    Adorei os quotes selecionados para o post, só senti falta de fotos, queria ver como está a diagramação já que sei que a Geração faz sempre um.Bom trabalho.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Oie, Sammy.
    Não sou muito de ler livros com pegadas filosóficas, mas acho interessante.
    Você falou tão bem do livro que deu uma pontinha de vontade de ler.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  5. Oi Sammy!
    O livro deve ser muito bom mesmo, essas frases que você colocou na resenha já dão uma ideia dos ensinamentos dele. Eu só o conheço por nome, nunca tinha lido nem uma palavra dele. Mas apesar de ter gostado e tal, não é um livro que eu leria não. Essas coisas de ensinamentos gosto de ver aqui e ali e não ler um livro inteiro disso. Acho que eu sou é preguiçosa mesmo.

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Helloo, Sammy! Tudo numa nice?!
    Eu tinha visto esse livro por aí por essa semana, mas como não é meu tipo de leitura nem prestei atenção de verdade. Geralmente não leio esse tipo de livro, sou viciada em ficção e eu meio que não curtia filosofia na escola. Mas de vez em quando eu leio coisa ou outra sobre alguns filósofos, linguistas e tantos outros intelectuais por causa da faculdade. E acredito que esse é o problema, se fosse algo intrínseco de mim, se eu quisesse mesmo ler, que faria toda a diferença e realmente teria catarse ou prazer.
    Mas eu leio sim sobre estudiosos quando eu quero, tenho certa curiosidade às vezes e porque eu simplesmente gosto de ficar lendo frases como esses quotes que você retirou, gosto de ler sobre a vida deles também, eu acho muito interessante e no geral fico intrigada tentando entendê-los, ou simplesmente reflexiva pelo estilo de vida e tudo que deixou para trás de seus ensinamentos.
    Acho que essa sua resenha me fez refletir e parar para pensar sobre prioridades de leitura. Eu realmente gostei do que foi apresentado aqui e esse livro parece ser muito bom. A última frase é muito perfeita e reflexiva. Eu gosto, sabe?! Acho que tem a ver com o meu humor e os dias.
    Parabéns por ter conseguido me fisgar.
    Beijin...
    Pieces of Alana Gabriela

    ResponderExcluir
  7. Oi Sammy, a primeira vez que vi esse livro ele não me chamou atenção, tenho certo receio de alguns livros da Geração por serm muito densos emaçantes, agora vejo que não prestei muito atenção na proposta do livro. Ter acesso aos pensamentos de um sábio como Confúcio é esencial para nos fazer refletir sobre nós mesmo e a sociedade como um todo, fiquei cruiosa!

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!