Resenha: O Reino Secreto - Carolina Munhóz & Sophia Abrahão - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: O Reino Secreto - Carolina Munhóz & Sophia Abrahão

Resenha: O Reino Secreto - Carolina Munhóz & Sophia Abrahão

24/02/2016


Edição: 1
Editora: Rocco
ISBN: 9788568263266
Ano: 2015
Páginas: 80
Avaliação:    
Onde Comprar: Americanas, Extra
Sinopse: Simultaneamente ao lançamento de O mundo das vozes silenciadas, segundo volume da trilogia de Carolina Munhóz e Sophia Abrahão iniciada com O Reino das vozes que não se calam, a Rocco lança O Reino Secreto – Livro de colorir, que dá forma ao mundo fantástico criado pelas autoras com ilustrações de Felipe Carvalho. Conto de fadas contemporâneo assinado por uma das principais autoras da literatura de fantasia nacional em parceria com uma das mais celebradas atrizes da nova geração, a história da jovem Sophie, que venceu um período de tristeza e dificuldades com a ajuda de seres místicos de um reino encantado, ganha vida neste livro de colorir que é uma verdadeira viagem por um mundo mágico.
Gosto muito de pintar e desenhar, nas redes sociais do blogue, já eu mostrei algumas das minhas artes, seja digital ou tradicional (pintura a lápis), então posso dizer que sim, os livros de colorir me cativaram e comecei a fazer a minha coleção (mesmo que tardia); Minha intenção com esses livros, não é para relaxar ou acabar com o estresse, mas sim para  treino. Nem sempre me dá vontade de desenhar ou pintar um desenho meu, na maioria das vezes gosto de pintar meus desenhos digitalmente, então para compensar e a ajudar na minha habilidade com a pintura tradicional, passei a ver os livros de colorir como uma ajuda nesta questão, claro que nem todos são do meu agrado, gosto daqueles que possuem desenhos mais florais e com pessoas.


Quando vi O Reino Secreto, fiquei encantada, a capa é chamativa e me deu a impressão de  ser exatamente o tipo de livro de colorir que eu procuro, não apenas com desenhos de mandalas, flores e afins, mas também com pessoas, ou neste caso personagens. O Reino  Secreto foi inspirado nos livros O Reino das Vozes que não se Calam e O Mundo das vozes silenciadas, ambos da Carolina Munhóz e Sophia Abrahão, ilustrado por Felipe Carvalho; O livro faz parte do selo Fantástica da editora Rocco. Além de você poder pintar as ilustrações, o livro propõe algumas atividades, como caçar letras, para descobrir a frase escondida, fazer seu próprio desenho, entre outros, também temos algumas frases dos próprios livros que inspiraram essa obra.

Como um todo, O Reino Secreto deixou a desejar, eu esperava muito mais deste livro, as ilustrações são legais, algumas muito bonitas, mas assim mesmo, pensei que seriam mais  delicadas, com mais personagens dos livros que foram inspirados; Mas o detalhe que realmente me decepcionou foram as folhas. No inicio do livro, temos uma nota da editora sobre o papel utilizado, dizendo que foi escolhido com cuidado, mas que assim mesmo, não era recomendado o uso de canetas hidrográficas, mas infelizmente, nem mesmo com o uso do lápis de cor ficou como eu desejava.


Utilizo 3 marcas diferentes na minha pintura, o Multicolor (da mesma fabricante da Faber-Castell, ou seja, mesmo pigmento, mas muito mais barato), o Bic (o lápis é mais duro, utilizo bastante para fazer volume nos desenhos, por conta de suas cores vibrantes) e o Leo&Leo, uma daquelas marca baratinhas, que muitos torcem o nariz, mas são ótimos para dar acabamento, misturar cores e usar como base (uso muito esse lápis para pintar a pele dos desenhos que eu faço e fica muito bom!). O papel utilizado em O Reino Secreto, é durinho, mas assim mesmo, não escapou de deixar a pintura marcada na pouca pressão que eu fazia, para misturar as cores foi ainda mais complicado, a textura da folha não facilitava na hora de misturar, por exemplo a pele de determinado personagem e na hora de fazer o volume do desenho, ou seja, colocar as sombras, o papel enrugava e amassava muito, me decepcionou a qualidade do papel escolhido pela editora.

Pretendo testar com hidrocor, apesar do aviso inicial, quero ver se o pigmento vai aderir bem ou não. Outro detalhe que preciso mencionar, é que dois desenhos ficaram em uma mesma folha, sendo frente e verso, sinceramente, não é legal ter dois desenhos em uma mesma folha em livros de colorir, pelo simples fato de que se a folha escolhida não for de uma boa qualidade, prejudica o desenho que esta no verso, que foi o que aconteceu quando pintei...


Enfim, pela proposta de O Reino Secreto, pensei que teria um produto melhor, mais elaborado, claro que gostei das ilustrações, mas assim mesmo eu esperava muito mais, as folhas como mencionei foi um fator decepcionante, afinal, sou bem chata quando se trata de pintura e desenho, gosto de ter algo em que na hora que eu for pintar, o resultado final fique do meu agrado. Se você gosta de livros de colorir, aconselho a tirar suas próprias conclusões. 

8 comentários:

  1. A capa é linda, mas se pecar na qualidade do papel, a qualidade da pintura tmb será afetada.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sammy!
    Logo que os livros surgiram, admito que não dei muita atenção à eles, mas depois de tantos lançados, começo a ver alguns com os quais os desenhos me identifico e quero muito começar a colorir assim também! Estou no momento com um almanaque da Turma da Mônica apenas, mas foi bom matar a saudade de colori-los quando criança, rs. Uma pena que impressão geral de O Reino Secreto não tenha favorecido muito a pintura; eles realmente deveriam adotar a presença de apenas um desenho por página, assim, se manchasse ou não pelo uso de canetinhas, não faria diferença, já que não haveria nada atrás. E eu posso estar sendo um pouco folgada, rs, mas também seria ótimo não usar brochura, mas espiral com esses livros mesmo; fica bem mais fácil e tranquilo de colorir, não acha?
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  3. Oi, tenho vontade de ler O Reino das Vozes que não se Calam e O Mundo das vozes silenciadas, não sabia que havia um livro de ilustrações inspirados neles, achei bem legal a ideia. É uma pena que eles tenha escolhido uma folha com uma qualidade não apropriada na hora de elaborar as pinturas. Achei as pinturas acima muito bonitas, eu não gosto muito de pintar e não pinto muito bem kkk

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Sammy-linda,
    Devo dizer que é a primeira resenha sobre um livro para colorir que realmente me pareceu consistente. Você é uma artista e adoro o seu talento, não esperava menos da sua avaliação, mas mesmo assim me surpreendi (rs). Gostei de saber sobre os lápis que você usa e como foi sua experiência até mesmo com o papel desse livro. Demais mesmo! Eu me senti realmente aprendendo enquanto lia sua resenha. Não gosto de colorir, então, nem penso em adquirir o livro. Mas é legal ver alguém como você, que utiliza esse tipo de material para estudo/treino e não apenas como hobby.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Sammy, acho que sou uma das poucas pessoas que não entraram nessa onda de livros de colorir, primeiro que o mote dele que é desestreçar não ia funcionar comigo, pq quando me proponho a fazer algo quero fazer bem feito e colorir não é o meu forte. Mas entendo seu lado, a parte em que você diz que foi mais para treino do que o "objetivo" proposto pelas editoras. Uma pena que não a pagina não tenha te agradado, não entendo muito da técnica de desenhar mas pela sua explicação compreendi um pouco do que você quis dizer. Não sabia que os desenhos vinham em páginas separadas nesses livros, mas pensando bem é o certo, independente do papel o desenho de trás fica marcado eu acho.

    ResponderExcluir
  6. Oi Sammy,
    Ultimamente tenho feito artesanato, e já tive vontade de comprar esses livros de colorir. Mas depois a vontade passou, para você que gosta de desenhar é uma ótima atividade para praticar a habilidade. Legal saber que não é só um livro de colorir. É vi algumas pessoas falando a respeito do material utilizado no livro que ficou a desejar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bem?
    Eu tenho dois livros desses atuais de colorir e muitos lápis de cor, mas eu confesso que tenho um pouco de preguiça de colocar as mãos na massa, haha. Eu nunca tinha pensado nesse lado mais artístico (?) dos livros de colorir, seja pela textura da folha, ou até mesmo na mistura das cores para criar efeitos diferentes na pintura. Uma pena que o livro não tenha atingido suas expectativas, principalmente por ser baseado em livros tão cheios de detalhes...

    Beijos
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Sammy!
    Quer meu Jardim Secreto pra você? Pintei uns 2 ou 3 desenhos e abandonei pra sempre kkkkkk
    Eu achei que fosse ser legal mas não, não foi, estressa mais ainda. Fora que o papel é bem ruinzinho mesmo. A Sextante fez a mesma coisa da Rocco, coloco um papel mais duro, falou que foi escolhido cuidadosamente e é horrível mesmo assim.
    Suas habilidades pra pintura com lápis dão de 10 a 0 nas minhas kkk

    beijos

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!