Resenha: Os bons segredos - Sarah Dessen

22/07/2016


Edição: 1
Editora: Segui765763
Ano: 2015nte
ISBN: 9788565
Páginas: 408
Avaliação:    
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: Há segredos muito bons para serem guardados — e livros muito bons para serem esquecidos. Sydney sempre viveu à sombra do irmão mais velho, o queridinho da família. Até que ele causa um acidente por dirigir bêbado, deixando um garoto paraplégico, e vai parar na prisão. Sem a referência do irmão, a garota muda de escola e passa a questionar seu papel dentro da família e no mundo. Então ela conhece os Chatham. Inserida no círculo caótico e acolhedor dessa família, Sydney pela primeira vez encontra pessoas que finalmente parecem enxergá-la de verdade. Com uma série de personagens inesquecíveis e descrições gastronômicas de dar água na boca, Os bons segredos conta a história de uma garota que tenta encontrar seu lugar no mundo e acaba descobrindo a amizade, o amor e uma nova família no caminho.

Quando digo que alguns livros nos fazem ficar sem saber o que dizer, pode soar um pouco clichê, mas é a verdade. Acabo de concluir Os Bons Segredos de Sarah Dessen e ainda estou sem conseguir me expressar sobre a obra. A classificação do livro, talvez possa-lhe assustar, mas tentarei expor esse conflito de sentimentos que Os Bons Segredos me proporcionou, só que quero começar dizendo que sim, foi uma leitura de que eu gostei bastante, no entanto, não me arrebatou totalmente ou como eu esperava.

Os Bons Segredos, chegou até mim por indicação da Ju do Literata (Muito obrigada Ju!) e por uma ação da Editora Seguinte, agradeço a ambos pela oportunidade de conhecer a obra de Sarah, afinal, gosto muito de YA e estava confiante e ansiosa para ler a obra. Logo de inicio, a escrita de Dessen me cativou, a autora possui jeito com as palavras, facilmente o leitor ficará envolvido, afinal, seus personagens também são cativantes, mas a escrita fluida da escritora é especial, cada vez que as páginas iam passando e minha meta de leitura do dia chegando, não imaginava que eu tinha lido tanto e queria mais! Talvez esse seja um dos pontos que acabaram me entristecendo um pouco no final de Os Bons Segredos, eu queria mais, saber mais, pois muita coisa fica em aberto, seja em relação a Sydney, Peyton e até o David Ibarra.


Sydney é uma jovem que se considera invisível (quem nunca se sentiu assim?), seus pais tem a atenção voltada apenas para o filho mais velho, Peyton, que sempre foi o "projeto especial" da mãe, aquele que sempre estaria nos principais planos da família, afinal, o garoto era especial, bonito, inteligente, cativante, como a própria Sydney nos descreve, o mundo parece girar ao redor de Peyton, quando o mesmo está por perto. No entanto, o jovem caminha por uma estrada turbulenta e que muitas vezes é até sem volta, em meio ao álcool, furtos e promessas de melhorar, Peyton acaba em uma confusão catastrófica, e que muda radicalmente a vida de todos. 

O mundo de David Ibarra e Peyton Stanford se choca em fatídica noite. Peyton passou um ano em reabilitação, todos pensaram que dessa vez ele consertaria seus erros, mas infelizmente nada é como esperamos, só que dessa vez a vítima é David, que fica paraplégico após ser atropelado por Peyton. 

Sydney sente uma culpa imensa, não consegue parar de pensar nas consequências que o ato de Peyton causou e com isso, sua raiva sobre o irmão é grande e ver que os próprios pais não conseguem enxergar Peyton com um responsável pelo que aconteceu, mas sim como uma vítima de uma fatalidade, fazem com que Sydney tenha que carregar ainda mais culpa, remorso e tristeza, sentimentos que consequentemente a sufocam. Mas além da negligência dos pais perante a recém realidade de Peyton, a jovem ainda precisa ser forte para enfrentar a presença de Ames, que sempre está a espreita de Sydney, lhe observando e deixando uma sensação de desconforto, mas nem assim seus pais conseguem enxergar.


Com a mudança para uma nova escola e determinada a ter um ar diferente em sua vida, Sydney conhece Layla e Mac, a partir de agora, as idas até a pizzaria da família Chatam e as novas amizades fazem com que Sydney tenha uma felicidade que a muito tempo sentia falta, pela primeira vez ela era vista e se sentia grata por isso.

Possuindo personagens tão reais e uma atmosfera tão próxima de nossa realidade, Sarah Dessen faz com que o leitor sinta toda essa carga dramática e de sentimentos que cada um deles vivem, por ser narrado em primeira pessoa, sentimos na pele o desconforto de Sydney, sua angustia, raiva, além de alegria e desejo de que finalmente ela possa ter um pouco de felicidade, esta que surge ao começar a amizade com Layla. No entanto, por mais que Sydney tenha cativado, pois realmente simpatizei com ela, em alguns momentos da obra, senti que ela foi muito omissa com o que ela mesmo estava vivendo e com suas emoções. É claro seu desconforto sobre Ames, um personagem que definitivamente todos vão odiar, além de toda culpa que não era dela, a qual esta lhe sufocando cada vez mais, minha vontade era de pode lhe dizer para parar de sentir-se assim, de assumir o que o seu coração aclamava e colocar tudo para fora, acredito que uma conversa com os pais, mesmo que isto acarretasse aborrecimentos, brigas e discussões, fosse necessário para que a jovem não se sentisse com tanto peso nas costas, mas em boa parte da narrativa, Sydney apenas se queixa para si mesma e muitas vezes coloca-se em um papel de vitima, fique impressionada com a revelação sobre Peyton, o modo como Sydney o via era diferente e sinceramente, um livro com a visão de Peyton seria incrível, pois é um personagem que tem muito a revelar. 

Julie Stanford, mãe de Sydney e Peyton, foi uma personagem que de inicio me deu muita raiva, eu não conseguia acreditar em sua atitude, em querer defender o filho, em querer fazer com a culpa dele fosse menor do que realmente era, mas com o avançar da leitura, essa raiva diminuiu e a passei a ter pena, afinal, ela é mãe, estava sofrendo tanto quanto a própria Sydney, e acredito que sua válvula de escape fosse tentar consertar um erro que ela pensava que fosse sua culpa. 


Mesmo estando aqui escrevendo essa resenha, ainda estou em conflito sobre Os bons Segredos, que realmente é um livro que mexe com o leitor, expondo as diferentes personalidades de cada indivíduo e como algumas situações podem refletir de maneiras diferentes para cada um, posso dizer que sim, aprendi muito com o livro e por mais que não tenha sido uma leitura que me arrebatou, Os Bons Segredos é um livro que eu indico para todos. O final, sinceramente acabou me decepcionando, havia muito mais para ser dito e a ser mencionado, mas a autora optou por algo até meio apressado em minha opinião e senti que o desfecho foi abrupto, só que apesar deste detalhe e alguns pontos em relação a protagonista, Os Bons Segredos me rendeu uma leitura significativa, o romance que Sarah nos apresenta (sendo YA precisa ter um bom romance), é cálido, fofo e romântico, fiquei apaixonada pelo casal, mas não revelarei seus nomes para não dar spoilers, mas saiba que é impossível não se apaixonar por esses dois e Dessen cria uma relação que a tempos eu não vi em livros, que começa tímida e vai se tornando algo intenso, forte e lindo. 

Enfim, apesar de algumas ressalvas, Os Bons Segredos é uma leitura tão envolvente, que não consegui desgrudar, Sydney nos diz que é invisível, mas não acredito totalmente nisso, ela possui um magnetismo fora do comum, mesmo que não perceba, não é apenas Layla ou Peyton que tem sua própria orbita como Sydney nos revela, mas ela também tem, tanto que o leitor sentirá parte da protagonista, como se fosse a si mesmo.

10 comentários:

  1. Olá!
    Eu também participei dessa ação da Seguinte e gostei bastante do livro.
    Uma das coisas que mais me agradaram foi o realismo que a autora inseriu na história. Os personagens facilmente poderiam ser alguém próximo, ou até mesmo nós.
    Com certeza é um livro que mexe com o leitor, de uma maneira que nos faz pensar e refletir sobre alguns aspectos.
    Ótima resenha.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente foi uma leitura sem igual, mesmo que alguns aspectos não tenham me agradado, a obra da Sarah foi incrível, quero ler mais livros dela.

      Excluir
  2. Oi Sammy.

    Algumas obras deixa a gente sem palavras mesmo e lendo sua resenha parece que o livro mexeu com seus sentimentos. Ainda não tive oportunidade de conhecer a história, mas está na minha lista de desejados, vou dar prioridade para adquiri-lo logo, principalmente sabendo que é um livro envolvente.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que você vai gostar Kênia, o enredo é bom, com um drama ótimo e mesmo que alguns pontos não tenham me agrado, indico bastante!

      Excluir
  3. Oiii Sammy, como vai garota?
    Eu estou realmente querendo muito ler esse livro, para descobrir e saber o que a personagem irá enfrentar e como passará por cima destes obstaculos dificeis, para ser um livro emocionante e lindo. Parabéns pela resenha, dica anotada.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico feliz que tenha gostado da resenha, espero que aprecie bastante o enredo, acho que você vai gostar!

      Excluir
  4. Olá Sammy!
    Já tem um bom tempo que eu estava com vontade de ler esse livro e já tinha lido comentários bem positivos a respeito dele. Ainda não conheço a escrita da Sarah Dessen, mas acho que vou começar por outro livro, porque não quero decepcionar com a autora. Mas fico feliz em saber que a leitura é envolvente e por isso, pretendo dar uma chance.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li alguns comentários, que tem outro livro dela, que é ainda melhor que Os Bons Segredos, estou pensando em ler outros dela, pois gostei da escrita da Sarah, minha próxima meta é ler Uma canção de Ninar dela.

      Excluir
  5. Eu tenho esse livro é faz um ano que tento decidir se leio ou não hahahaha
    Ainda não fui tocada, sua resenha me deixou ainda mais em duvida. Tenho muitos na frente, vou deixar que acumule um pouco mais de poeira sobre ele hehehe

    >> Vida Complicada <<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Ca, talvez ainda não seja a hora, o livro é bom, apesar de alguns pontos não tenham em agradado totalmente, mas pretendo também ler outros livros da autora, pois gostei da escrita dela.

      Excluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!