Resenha: Pelos Caminhos da Vida - Cristina Censon & Daniel - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Pelos Caminhos da Vida - Cristina Censon & Daniel

Resenha: Pelos Caminhos da Vida - Cristina Censon & Daniel

15/07/2016

Edição: 1
Editora: Petit Editora
ISBN: 9788572533034
Ano: 2016
Páginas: 384
Skoob
Avaliação:    
Onde Comprar: Amazon

Sinopse: Na França, em pleno século XIV, vive Adele, uma jovem de apenas 13 anos. Apesar de tão pouca idade, ela se vê obrigada a enfrentar uma intensa jornada pessoal quando seu pai descobre que é sensitiva, capaz de ver e conversar com espíritos. Ao lado de sua aia Justine, Adele foge da ira paterna e vai ao encontro de Elise, única pessoa que poderia ajudá-la a lidar com seus dons. E é a figura emblemática de Elise que unirá Adele a Aimée, jovem de igual sensibilidade e dons. O pai de Adele, no entanto, não desiste da perseguição à filha, e sua vingança acaba resultando numa tragédia de grandes proporções. 

Com uma linguagem simples, porém profunda, Pelos Caminhos da Vida traz muito mais que apenas uma história de fuga contra os preconceitos de uma época sombria, relata ensinamentos grandiosos, além de trazer bastante reflexão sobre religião, Deus e nós mesmos. Ouço dizer que este foi o primeiro livro espirita que li, tentei ler outro do gênero quando era mais nova, mas não consegui de fato me conectar com o enredo, mas eu estava ansiosa para conhecer Pelos Caminho da Vida, a sinopse me deixou curiosa e eu estava disposta a sair da minha zona de conforto e conhecer gêneros diferentes esse ano.

De inicio, a obra de Cristina Censo, que foi escrita pelo espírito de Daniel, me deixou muito envolvida, a escrita da autora é bastante fluída e o leitor fica complacente com a trajetória de Adele, sua fuga perante a ignorância do próprio pai, é algo que reflete no leitor e sim, eu estava curiosa para saber como seria o desfecho dessa empreitada, afinal, a personagem é carismática e mesmo sendo uma menina de 13 anos, Adele possui características especiais, uma inteligência fora do comum e sensibilidade apurada, tendo assim, contato com o mundo espiritual. No século XIV, pessoas peculiares como Adele, eram perseguidas, torturadas e até mortas por conta da falta de informação que até mesmo a igreja não dispunha ou não compreendia. Foi um tempo marcado por trevas e dor, nossa protagonista temia esse destino e ao lado de Justine, sua fiel amiga, Adele parte em busca de uma nova vida e de alguém em especial que possa lhe ajudar a aprimorar seus dons e lhe dar a segurança devida, algo que seu pai não foi capaz.


Auguste é um homem frio, que acredita estar acima do bem e do mal, após a morte da esposa, seu rancor foi direcionado a filha e temendo esse caminho, Adele decide dar um basta. Essa jornada percorrida pela menina, me deixou ansiosa pela leitura e de início, a obra estava me cativando bastante, as mensagens que eram descritas também deixavam o enredo com um diferencial a mais, tornando a obra diferente das demais leituras que tive ao longo desse ano. No entanto, conforme a trama ia avançando, percebi que a narrativa foi ficando mais enfadonha em alguns momentos e o desenrolar dos fatos começou a demorar, dando a impressão que a história girava no mesmo sentido, não indo para frente.

Na metade do livro, essa impressão se acentuou bastante e quase pensei em desistir, porém eu queria saber mais, gostei bastante dos personagens, Adele é um amor e Aimeé, um grande auxilio que surge na vida da protagonista e também é encantadora, na verdade Aimeé sem dúvidas marca bastante a obra e assim como Adele, ela carrega dons fortes e uma sensibilidade profunda. Por ser um livro que aborda a espiritualidade, temos sim esse foco e particularmente, eu gostei, este é um assunto que realmente me interessa e acredito que exista, por conta disto, tive mais certeza que precisava sim conhecer este gênero e mesmo que alguns pontos de Pelos Caminhos da Vida, não tenham me agradado, o livro possui sim uma história interessante, com ganchos bons e personagens simpáticos.

Acredito que um dos motivos que a obra não tenha de fato me fascinado por completo, tenha sido o modo como foi desenvolvido, diferente dos livros de ficção, Pelos Caminhos da Vida, foca bastante nos ensinamentos e diálogos, estes mostram bastante reflexões sobre Deus e nossa missão em vida, foi um ponto interessante na narrativa, mas eu senti que faltou uma profundidade na história, senti falta de uma descrição maior do ambiente e sentimentos, por mais que as emoções reflitam nos diálogos e nos mostrem os aspectos dos personagens, ainda senti essa carência na narração em terceira pessoa e somando ao fato de ter ficado até mais maçante em vários momentos, acabou refletindo no meu engajamento com o livro.


Mas mesmo que Pelos Caminhos da Vida não tenha-me agradado totalmente, foi uma experiência diferente, os momentos finais foram o auge do livro, tornando novamente a narrativa interessante e bem-disposta. Auguste com sua ira e raiva, nos dá pena, afinal, um homem tão rancoroso precisa ser ajudado, e acredito que este seja um dos pontos que Pelos Caminhos da Vida também mostra, a compaixão, o desejo de ajudar aquele que lhe causa mal, sem dúvidas este é um livro que marca não só pela história, mas também na doutrina que reflete nas páginas.

Quando a edição, ela é simples, porém possui elementos delicados, contrastando com a história. Não encontrei erros na revisão. Por fim, Pelos Caminhos da Vida é uma obra que recomendo sim conhecerem e tirarem suas próprias conclusões, quem gosta de livros espiritas, encontrará uma história cativante e cheia de aprendizados, aos que querem fugir da zona de conforto e buscar gêneros diferenciados, aconselho a leitura, por mais que certos aspectos não tenham sido totalmente satisfatórios, Pelo Caminhos da Vida flui facilmente em seus momentos iniciais e finais, tenha paciência com o miolo do enredo que você descobrirá uma trama cheia de surpresas e significados.

10 comentários:

  1. Oiii Sammy, como vai garota?
    A sinopse realmente me agradou de uma maneira forte e me fazendo enlouquecer, gosto muito de livros espíritas e que retratam desse tema abertamente, fico bem triste em saber que a obra não tenha lhe agradado tanto assim, mas mesmo assim, parabéns pela resenha e anotei a dica.
    Beijinhoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Fico feliz que tenha gostado da resenha, apesar das ressalvas que citei, foi uma leitura boa, acredito que você irá gostar do livro.

      Excluir
  2. Oi, tudo bem? Eu sou kardecista e faz um bom tempo que não leio livros desse gênero embora antes eu fosse uma devoradora assídua de livros espíritas. E achei o enredo desse bem interessante ainda mais por se tratar de uma época tão sombria. Com toda a certeza vou colocar o nome desse livro na minha lista de próximas compras. E esses livros são assim mesmo mãos reflexivos.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste quando ler, gosto dessa reflexão em livros, seja de qual gênero for, pois não toca de uma forma única.

      Excluir
  3. Oi Sammy, sua linda, tudo bem?
    Essa é uma época em que eu não gostaria de viver, tempos muito difíceis, principalmente para as mulheres. É muito triste ver o comportamento do pai dela. Torço para que no fim, ele mude, se torne uma pessoa melhor e mereça a filha que tem. Que pena que em parte a leitura se tornou cansativa, mas as mensagens e o aprendizado sempre valem a pena. Dica anotada. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Cila! Mesmo com as ressalvas, foi uma leitura boa de conhecer, espero ter oportunidade de ler outros livros do gênero.

      Excluir
  4. Oiii Sammy, tudo bem?
    Eu já tentei ler um livro espírita, mas não rolou. Até achei estranho, pois gosto bastante de pesquisar sobre o assunto. Talvez daqui um tempo eu tente fazer uma leitura dessas novamente. E esse seria um bom candidato. Gostei dos temas que ele aborda :)
    Beijooos
    https://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que esse seja uma boa indicação para começar, pois mesmo que seja um livro espirita, a história é bem delineada, e mesmo com as ressalvas, foi uma experiência ótima.

      Excluir
  5. Acredito que todos os romances espíritas são bem diferentes de uma ficção, acho que você não vai encontrar nenhum do tipo, todas as leituras que eu já fiz focam nos ensinamentos e tudo o mais. Eu gosto desse tipo de leitura, mas para quem não curte pode ser uma leitura mais cansativa mesmo.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, pois é um gênero bem diferente, eu gostei desse primeiro contato, mesmo com as ressalvas que citei, foi bom conhecer Pelos caminhos da Vida.

      Excluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!