Resenha: A Guardiã do Tempo - Alexandra Monir - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: A Guardiã do Tempo - Alexandra Monir

Resenha: A Guardiã do Tempo - Alexandra Monir

24/08/2016


Edição: 1
Editora: Jangada
ISBN: 8555390419
Ano: 2016
Páginas: 272
Avaliação:    
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: No primeiro volume, Michele Windsor descobre que consegue viajar no tempo através do diário que encontrou na casa de sua avó. E em sua viagem para 1910, ela se apaixona por Philip Walker. Agora, neste último volume e de volta a realidade, ela vê entrar em sua classe um novo aluno e mal pode acreditar: é o seu grande amor Philip Walker, porém ao procurá-lo ela descobre que ele não se lembra dela e nem sobre o Philip Walker de 1910. Michele busca respostas nos diários antigos de sua família, e descobre que seu pai era um viajante do tempo, que tinha envolvimento com uma organização misteriosa chamada Sociedade Temporal, e um conflito com uma antepassada vingativa. Michele logo se vê no centro de um embate que existe há 120 anos e cujo desenlace pode trazer consequências fatais.

Após Muito além do Tempo, eu ainda não estava preparada para dizer adeus a esta história, até pensei em ler outros livros antes de começar o segundo e último livro de Timeless, mas a curiosidade bateu forte e como gosto muito do tema de viagens no tempo e romances que transcendem essa barreira, não consegui parar de pensar em Michele e Philip, então nada melhor do que matar essa curiosidade e embarcar no desfecho da duologia, mas ainda sim, este é um ponto que sinceramente me desapontou, afinal, a meu ver, ficou ainda muita coisa em aberto e questões ótimas na trama foram deixadas de lado agora que Timeless chegou ao fim.

A Guardião do Tempo, começa do mesmo ponto que o primeiro livro terminou, com Michele encontrando Philip, agora em seu tempo, mas havia algo diferente no rapaz, ele já não era o mesmo que Michele conheceu em 1910, mas ao mesmo tempo muito familiar neste novo Philip, mas como ele poderia estar em seu tempo? Por mais que Michele tentasse, ela nunca foi capaz de descobrir um modo de trazer Philip consigo, então como era possível ele estar tão próximo dela? Será que finalmente o tempo estava a seu favor?

Com tantas preocupações sobre seu grande amor, Michele ainda se depara com um inimigo poderoso, alguém do passado de seu pai, que jurou vingança e esta pessoa está disposta a matar a jovem. Michele tem sete dias para descobrir como deter esse mal e também de trazer as memórias de Philip de volta, já que o rapaz parece não recordar dela e do grande amor que compartilharam.


Alexandra Monir tem uma escrita fantástica, cativante, neste segundo livro, podemos ver que a história está mais centrada em mostrar os segredos sobre as viagens no tempo e qual a ligação do pai de Michele nisto tudo, afinal, ele lhe entregou a filha o "poder" de transcender entre diversas épocas e em A Guardiã do Tempo, finalmente conhecemos a fundo essas questões tão envolventes que fizeram parte do primeiro livro. A narrativa novamente é em terceira pessoa, com foco na protagonista, mas ao longo dos capítulos, teremos uma sub-trama envolvendo Henry, aonde acompanhamos pela narração em primeira pessoa o passado desse personagem tão misterioso.

No entanto, por mais que A Guardiã do Tempo tenha sido uma leitura ótima, com bons ganchos e mistérios de tirar o folego, o enredo foi um tanto apressado e ainda ficou questões em aberto, principalmente a respeito da Sociedade Temporal, um tipo de organização com todos aqueles que possuem o "dom" de viajar no tempo, fora isto, acredito que a autora ainda tinha bastante elementos até mesmo para um terceiro livro, pois fiquei com a sensação de que ainda faltava algo para ser dito, ainda faltava algo para que enfim fosse finalizada a série Timeless. Talvez pelo fato de eu não querer dizer "adeus" a história, senti que ainda tinha algo a ser dito, afinal, a sensação que tive ao fechar o livro foi essa, de que uma parte do quebra-cabeça ainda não estava sobreposta.


Mas apesar disto, A Guardiã do Tempo mostra-se uma obra envolvente, o romance entre Michele e Philip é lindo, daqueles em que o leitor irá torcer até o fim e falando de protagonistas, ambos possuem um charme sem igual, Michele é uma jovem forte, determinada, mas ao mesmo tempo frágil, doce; Philip, seja de qual época, possui seu encanto, o tipo de personagem masculino que hoje em dia está em falta na literatura. A respeito da vilã de A Guardiã do Tempo, tenho que dizer que esperava muito mais dela e acredito que por ter sido rápido o enredo, ela não foi aprofundada como deveria, realmente eu esperava um estrago intenso por parte da vilã e como não acontece, fiquei desapontada, o fechamento desse mal foi tão simples e abrupto, que acabou não me convencendo.

Sem mais, A Guardiã do Tempo, fecha de um modo interessante a duologia, principalmente em relação ao casal, mas peca em não trazer mais profundidade na vilã e na Sociedade Temporal. É uma obra que recomendo sim, Alexandra teceu uma trama apaixonante e sua criatividade com os elementos do tempo, foram o ponto alto, tanto que ainda acredito que Timeless merecia mais um livro. Quanto ao trabalho editorial, a editora Jangada está de parabéns, a edição é muito bonita, a capa aveludada e a diagramação simples, não encontrei erros de revisão.

Ao leitor que busca um bom romance, com toques de mistério, suspense e muitas viagens no tempo, aposto na duologia Timeless e não se esqueça de ouvir a trilha sonora, que a própria autora gravou, que sua leitura terá ainda mais magia!

Leia a degustação na Amazon

5 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Juro, senti a mesma coisa que você após terminar o primeiro livro: "...eu ainda não estava preparada para dizer adeus a esta história, até pensei em ler outros livros antes de começar o segundo e último livro de Timeless, mas a curiosidade bateu forte...", essa duologia é perfeita e também concordo que deveria ter um terceiro livro.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Eu amei muito a história do primeiro livro, eu adoro viagem no tempo, então foi uma leitura muito boa mesmo! Eu gostei bastante de saber mais sobre a continuação, pelo jeito vou morrer de amores por cada página. Não sabia que era uma duologia, que pena. :( rsrs
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Sammy, sua linda, tudo bem?
    Não sabia que era uma duologia, jurava que era uma série. E que pena que a história deixou alguns pontos com pouco desenvolvimento. Mesmo assim, fica difícil resistir, adoro o tema de viagem ao tempo e adoro romances, então, é perfeito para mim, risos....Não vejo a hora de ler. Gostei muito da sua sinceridade, a resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Sammy.
    To numa fase mega interessada em viagem no tempo, seja histórias mais ficção científica como romances. Eu já estava de olho nesse livro, mesmo você dizendo que fica algumas pontas soltas, parece que os pontos positivos se sobressaem. Já ta na minha lista de desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Não sei se eu sabia, mas com certeza não lembrava que era uma duologia, adorei essa notícia! Amei o primeiro livro, e claro que vou sofrer com uma história que amo tanto chegando ao final, mas por outro lado gosto de saber o desfecho de um enredo. Pena que você achou que faltou profundidade em algumas coisas, e que considerou que o enredo foi um tanto apressado, mas fico feliz de saber que recomenda mesmo assim.

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!