Resenha: A Loira do Banheiro e Outras Histórias de Arrepiar - Dieison Groff - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: A Loira do Banheiro e Outras Histórias de Arrepiar - Dieison Groff

Resenha: A Loira do Banheiro e Outras Histórias de Arrepiar - Dieison Groff

08/08/2016


Editora: Arwen
Ano: 2016
Páginas: 103
Skoob
Avaliação: 
Onde Comprar: Loja da Editora Arwen
Sinopse: Um dos mistérios da vida é: de onde vêm as lendas urbanas?Você não conhece ninguém que tenha inventado uma lenda urbana. Os que contam uma dessas histórias sempre a ouviram de outro, que ouviu de outro, que ouviu de outro, que não se recorda de onde a ouviu. Em geral, quem conta uma lenda jura que aconteceu com a melhor amiga do primo da irmã do namorado da vizinha. Ou seja, com um conhecido bem distante.As histórias que o povo conta podem até mudar um pouco aqui, outro pouco ali. Suas alterações de região para região são comuns, mas o importante é que elas continuam mexendo com o nosso imaginário, causando um misto de medo e curiosidade.Dieison Groff resgatou doze lendas urbanas que prometem atrair a atenção da galera do começo ao fim. Este livro reúne histórias arrepiantes como a do vestido de noiva, da loira do banheiro, do motorista funerário, da moça do táxi, do menino na foto, entre outras que provavelmente vão fazer você terminar a leitura com os cabelos em pé.

Resenha publicada originalmente no blog Pobre Leitora, aonde também sou colunista.


Contendo doze contos, baseados em lendas urbanas populares no Brasil, A Loira do Banheiro e outras histórias de arrepiar, possui cerca de 103 páginas, as histórias são curtas e o livro pode ser finalizado em uma tarde por exemplo. Quando escolhi esse livro para ler, eu já esperava que fossem contos simples, sem ter aquela carga de terror e suspense que estou acostumada a ler e a qual eu adoro, quem me conhece, sabe que esses dois gêneros são os meus favoritos, mas eu sabia que não encontraria esses elementos no livro, por mais que sejam lendas urbanas e confesso que já li algumas macabras, A Loira do Banheiro e outras histórias de arrepiar, peca em ser uma obra leve e despretensiosa, onde as lendas não passam a emoção devida.

Por mais que a narrativa seja direta, exatamente como as lendas que eram contadas boca a boca, não temos uma trama elaborada ou que explora o medo no leitor, apenas possuem aquele pequenino fundo sinistro, mas não o suficiente para impressionar ou surpreender, apesar do autor ter feito histórias inspiradas nas lendas urbanas e inserido elementos atuais, o que foi bem interessante, já que muitas são antigas, não foi uma obra que me cativou. 

Gostei da origem das lendas urbanas que foram inseridas no final de cada conto, mas ao finalizar A Loira do Banheiro e outras histórias de arrepiar, conclui que não foi uma leitura arrebatadora, mas que entreteve e apenas isso, não causando arrepio ou emoção; O melhorzinho dos doze contos, foi O Baile de Debutantes, mas é finalizado tão rápido e com pouca profundidade que não passa qualquer comoção. De um modo geral, A Loira do Banheiro e outras histórias de arrepiar foi uma leitura regular, para quem está acostumado com o gênero e até com lendas urbanas, o livro pode passar a impressão de ser muito brando e talvez a intenção fosse atingir o público mais jovem, como crianças ou adolescente, ou aqueles que não tem contato com histórias macabras e assustadoras. Acredito que os leitores mais jovens irão até se identificar mais com livro, pois alguns dos personagens dos contos são adolescentes, além disso, por ser uma trama mais simples, talvez este público seja mais adequado para o livro. 

Entendo que a falta de complexidade nos contos fosse para mostrar as lendas como são apresentadas no Brasil a fora, mesmo que isto não seja de todo ruim, afinal, a leitura acaba sendo feita rapidamente, o leitor finaliza o livro com a sensação de que faltou algo a mais na obra. Por isso mesmo reafirmo que A Loira do Banheiro e outras histórias de arrepiar, não é um livro que terá suspense e muito menos terror, mas que irá te entreter ao longo das páginas. Recomendo mais para leitores jovens, ou para aqueles que buscam uma leitura sem pretensão, leitores que gostem de suspense e terror, podem acabar se decepcionando pela tranquilidade dos contos e narrativa. Sem mais, foi uma leitura boa para distrair. 

8 comentários:

  1. Olá, tem tag para responder la no blog! http://murysdiary.blogspot.com.br/2016/08/tag-o-poderoso-chefao.html

    ResponderExcluir
  2. Acho que pra você que gosta muito de suspense e terror foi uma leitura mais simples que não te assustou, mas só de ouvir falar em lendas urbanas fico apavorada, ou seja, provavelmente eu sentiria algum medo ou pelo menos levaria algum susto, já que a existência dessas lendas já me aterroriza. Não é o tipo de leitura que procuro para me entreter, então não me interessei.

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que essa capa uma lindeza, rs. Já estou com meu exemplar e quero muito ler. Acredito que, como você citou, não há um aprofundamento nos contos, mas também são poucos contos e poucas páginas... O melhor mesmo é entreter. Tô precisando disso.

    Mas olha, já adianto que DEMONTALE será muito mais lindo ♥ Até porque estarei nele ♥

    Bjks

    Lelê

    ResponderExcluir
  4. Oi Sammy!
    Uma pena que uma livro com uma capa legal e um tema tão bom seja tão fraco assim :( Eu já não estou mais no clima para contos, desde o dia em que li sua opinião sobre A Loira do Banheiro então, tive certeza de que nunca ia ler!

    ResponderExcluir
  5. Ooi, Sammy!
    Que pena que tenha sido fraco! Não tenho vontade de ler o livro, mesmo com dizendo que não há terror ou suspense acredito que eu ficaria com medo. Então, nem arrisco. kk

    Beijoos!
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oii!!

    Eu conheço esse livro por causa das divulgações que vi, mas nunca parei para ler resenhas ou saber realmente sobre o que se tratava e depois de ler sua opinião, passei a leitura.
    Não curto muito o estilo dos contos (adoro contos) e saber que não foram bem trabalhados também me desanima um pouco.
    Gostei da crítica sincera ;)

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Oie, Sammy!!
    Eu evito os livros de terror, pois sou mega medrosa e sempre fico por dias com os acontecimentos na cabeça, então acho que gostaria um pouco mais desse livro, justamente por ser leve. Agora, espero que ele dê só aquela angustiazinha que um bom suspense traz.
    Beijinhos
    Anna - Letras & Versos

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!