Vamos ao cinema? Quando as Luzes se Apagam - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Vamos ao cinema? Quando as Luzes se Apagam

Vamos ao cinema? Quando as Luzes se Apagam

21/09/2016


Depois de muita insistência, convenci meu marido a ir comigo ver um filme que eu estava louca para conhecer, Quando as Luzes se Apagam! Quem acompanha o blog, sabe o quanto adoro suspense e terror, no entanto, não aprecio o horror, por isso mesmo, alguns filmes e séries que são de terror/suspense, eu acabo não vendo ou acompanhando por conta do horror, esse tipo de gênero não é comigo, pois quero sentir medo e não repulsa, por conta disso, Quando as Luzes se Apagam, prometia trazer tudo que mais gosto neste estilo, sem se focar inteiramente no horror.

Quando vi o comercial promocional de Quando as Luzes se Apagam na TV, que trazia algumas curiosidades, fiquei encantada, tinha a certeza que precisava ver antes que saísse de cartaz! O filme é uma adaptação do curta de David Sandberg (com pouco mais de dois minutos e de arrepiar), também diretor da versão cinematográfica e conta a história de uma família marcada por uma peculiar presença sobrenatural, que se manifesta apenas na escuridão. Rebecca, nossa protagonista, passou por uma infância complicada, o pai a abandonou e ao lado da mãe, a jovem vivencia o maior medo que uma criança pode ter: O Escuro. Afinal, como ter uma vida tranquila, se aquilo que te dá mais medo, aparece no menor sinal de escuridão? Assim que as luzes se apagam, a entidade aparece, violenta e pronta para ferir todos que ousam separa-la de Sophie.

Sophie não queria que os filhos se machucassem, mas sim que compreendessem Diana, sua doce amiga, a muito tempo que elas são inseparáveis, mas a presença desse ser, guarda segredos obscuros e quando Martin passa a vivenciar os mesmo traumas de Rebecca, a jovem sabem que precisa agir, tem que haver um meio de salvar seu irmão e sua mãe, mas estaria ela pronta? Basta apenas um clique e quando a escuridão surge, não há escapatória.

Quando as Luzes se Apagam, apresentou uma trama que me cativou, ainda hoje, enquanto escrevo esta postagem, quero correr no cinema e ver novamente. Os autores também casaram bem em seus papeis e eu diria que apenas o romance que pouco apareceu para dar aquela leveza na trama, ficou boiando no meio do drama e no suspense, que são o chamariz do filme, além de seu ponto alto. Os efeitos também estão legais e a ideia de ter algo no escuro é simples e ao mesmo tempo genial, afinal, é um medo tão antigo e eu diria primitivo, que nosso instinto é ter as luzes acessas, por conta desse detalhe, Quando as Luzes se Apagam, se mostra certeiro, um terror do cotidiano, em que os personagens acabam por nos encantar por serem mais próximos de nós, por tanto, este é um filme  que recomendo conhecerem antes que seja tarde!

Além de trazer toda atmosfera sobrenatural, sustos, ação e reviravoltas, Quando as Luzes se Apagam, também apresenta uma boa história familiar, com seus dramas, traumas e lutas. Há quem diga que o filme apresentou os famosos clichês, no entanto, para aqueles que apreciam uma boa trama de suspense, com aquela pitada dramática, Quando as Luzes se Apagam será sim uma boa pedida. Em alguns momentos, senti o coração palpitar, tive que me segurar para não gritar no cinema ou fechar os olhos (mas podem ter certeza, será ouvido um ou dois gritos de medo!), mas ainda sim, Quando as Luzes se Apagam, não é um terror intenso, digamos que ele está no meio termo, nem tão forte e nem tão fraco, exatamente no ponto certeiro para se assistir com aquela pessoa especial.

Data de lançamento: 18 de agosto de 2016 (Brasil)
Direção: David F. Sandberg
Música composta por: Benjamin Wallfisch
Roteiro: Eric Heisserer
Avaliação:    
Produção: James Wan, Eric Heisserer, Lawrence Grey
Sinopse: Desde que era pequena, Rebecca tinha uma porção de medos, especialmente quando as luzes se apagavam. Ela acreditava ser perseguida pela figura de uma mulher e anos mais tarde seu irmão mais novo começa a sofrer do mesmo problema. Juntos eles descobrem que a aparição está ligada à mãe deles, Rebecca começa a investigar o caso e chega perto de conhecer a terrível verdade.

5 comentários:

  1. Olá,
    Gosto bastante de filmes do gênero, mas ainda não tive oportunidade de assistir pelo fato de morar no interior de SP e na cidade não ter cinema.
    Quando sair das telinhas, vou assistir pela internet.
    Fico feliz que tenha convencido o marido a assistir com você, eu nem sonho uma coisa dessas pois o meu odeia o gênero rsrs

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sammy!
    Nossa, eu não me liguei que Quando as Luzes se Apagam é um filme de terror D: [vão me fazer assistir ele hoje por aqui] Mas que bom que você gostou! E é um alivio saber que a história foi bem construída e que todos os elementos funcionam bem o/ - e claro, que ele é um meio termo ~não gosto muito de sentir medo não haha
    BJs

    ResponderExcluir
  3. Oi Sammy!
    Nossa, eu não ouvi falar desse filme! Acho que to um pouco por fora dos lançamentos, pois não to conseguindo ir ao cinema =\
    Mas já fiquei intrigada com esse filme, vou procurar o trailer pra dar uma olhada. Você disse que ele está no meio termo, e com todo esse suspense, acho que ele vai ser perfeito pra mim haha.
    Dica anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!!
      Voltei só pra dizer que acabei de assistir o trailer e descobrir que é do mesmo diretor de Invocação do Mal já me deu medo. E só no trailer quase tive um treco hahaha. Muito medo desse filme, mas ainda assim preciso assisti-lo já!!

      Excluir
  4. Olá, confesso que não sou fã de filmes dese gênero. Thriller, terror essas coisa passo longe, mas dá pra ver que é a sua praia né? Gente se os efeitos estão bom e dá pra sentir aquele medo mais primordial nosso que é o escuro, passo longe de vez haha Adorei sua crítica, adorei a forma como você abordou tudo sem estragar o filme para quem fosse vê-lo e principalmente os pontos levantados. Quando for fazer de alguma comédia ou romance pode me marcar haha
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!