Resenha: As Gêmeas do Gelo - S.K. Tremayne

28/10/2016

Edição: 1
Editora: Bertrand Brasil
ISBN: 9788528620528
Ano: 2016
Páginas: 362
Skoob
Avaliação:        
Onde Comprar: Amazon

Sinopse: 'Um thriller psicológico aterrorizante perfeito para os fãs de A Garota no Trem
Um ano depois de Lydia, uma de suas filhas gêmeas idênticas, morrer em um acidente, Angus e Sarah Moorcroft se mudam para a pequena ilha escocesa que Angus herdou da avó, na esperança de conseguirem juntar os pedaços de suas vidas destroçadas. Mas quando sua filha sobrevivente, Kirstie, afirma que eles estão confundindo a sua identidade — que ela é, na verdade, Lydia — o mundo deles desaba mais uma vez. Quando uma violenta tempestade deixa Sarah e Kirstie (ou será Lydia?) confinadas naquela ilha, a mãe é torturada pelo passado — o que realmente aconteceu naquele dia fatídico, em que uma de suas filhas morreu?'

Uma das minhas metas neste mês das bruxas, é ler o máximo de thrillers que eu conseguisse e claro, As Gêmeas do Gelo não podia ficar de fora, esse livro estava parado na estante já tinha um tempo e agora me sinto até mal por ter negligenciado a obra, pois me envolvi tanto que em dois dias terminei As Gêmeas de Gelo, foi uma das leituras mais rápidas que fiz esse ano, tamanha foi a fluidez do enredo e o gratificante suspense que encontramos na trama de S.K. Tremayne. Eu estava até com um pouco de receio, pensando que seria um thriller pouco atrativo, principalmente por conta da minha última leitura, mas As Gêmeas do Gelo se mostrou uma grata surpresa.


Narrado tanto em primeira, quanto terceira pessoa, a obra nos conta sobre o mistério envolta de uma família destruída pela tragedia. Um ano atrás, Sarah e Angus, perderam sua pequena filha Lydia, desde então, o casal tem tentado juntar os cacos da felicidade que lhes foi tirada. No entanto, tudo muda quando Kirstie, a filha sobrevivente, afirma ser Lydia, revelando que os pais confundiram sua identidade com a irmã gêmea que morreu. O casal revive novamente a dor, mas o pior ainda esta por vir, afinal, sua filha começa a apresentar um estranho comportamento. Para tentar restaurar o pouco do que resta da vida da família, Angus leva a esposa e filha para viverem na ilha que herdou da avó, um local que ele era feliz e passou dias maravilhosos, a vista é linda e o leva a crer que ali é o lugar ideal para começar de novo e enterrar de vez o passado.

No entanto, Kirstie contínua dizendo que é Lydia e seu comportamento piora a cada dia, ela não consegue começar novas amizades e lhe resta apenas a irmã morta para lhe fazer companhia e brincar. Tentando descobrir como salvar sua menina, Sarah começa a desvendar as lacunas do passado, mas seria a verdade que ela esta buscando? Ou uma forma de trazer sua filha favorita de volta?


Possuindo uma escrita fluida, Tremayne nos apresenta uma obra cheia de suspense e reviravoltas, além de brincar com sanidade de seus personagens, o leitor começa a se perguntar o que de fato esta acontecendo com Sarah, Angus e Kristie/Lydia, o fato de trazer uma criança para uma trama que tem uma pegada sobrenatural, acaba deixando tudo muito intenso, principalmente quando essa mesma criança, não é um personagem em que se possa confiar. Em vários momentos, comecei a tecer teorias sobre as respostas de As Gêmeas de Gelo, afinal, tudo gira em torno das meninas, havia algo ali e isso acaba abalando até o psicológico dos pais das gêmeas e acredito que essa sacada do autor, foi algo genial, pois acaba por esconder totalmente o real motivo da trama e do que aconteceu um ano antes, no acidente que matou uma das garotas, mas talvez o desfecho do livro, possa não agradar a todos. Apesar do final fechado, Tremayne não nos dá uma explicação do que realmente aconteceu com Kristie/Lydia após o acidente, seria um evento sobrenatural ou apenas uma alucinação? Eu particularmente aposto em algo não tão tangível, pois gosto mais do que não pode ser explicado pelo concreto, mas essa conclusão acaba ficando a cargo do leitor, o autor nos deixa pistas, mas elas não levam a algo totalmente certeiro, deixando uma certa incógnita no ar: O que houve com Kristie? Lydia realmente estava viva ou era um fantasma? Qual a verdade dos eventos que houve na ilha?

Algumas questões realmente ficam sem respostas, mas o principal, sobre o acidente, é revelado na história e foi bem surpreendente e posso concluir, que em As Garotas no Gelo, não devemos confiar em ninguém e isto acabou sendo um estopim grande, no último dia da leitura, eu estava tão envolvida, que não queria largar o livro antes do fim, a adrenalina, o suspense e mistério que a obra traz são fortes, aquela tensão tão características dos thrillres é marcante em As Gêmeas do Gelo, fazendo o leitor praticamente devorar o livro. A cada capítulo, um gancho intenso, desses que te deixa louco por mais e quanto mais eu lia, mais a trama ficava boa e mesmo o inicio parado que a história tem, assim que o mistério ao redor das gêmeas começa a ter forma, a obra revela seu real impacto e a partir daí, o leitor não tem mais escapatória, a não ser que chegue ao final para desvendar os segredos desta família marcada pela morte.


Além desse começo arrastado, também não gostei das imagens inseridas em algumas partes do livro, talvez a intenção fosse dar um ar mais sombrio ao livro, no entanto, a própria obra já traz esse elemento, que é forte, por isso as imagens foram desnecessárias, afinal, a atmosfera já tinha sido criada pela ótima escrita do autor, que consegue situar seu leitor com as descrições, sentimentos e emoções que foram incorporadas no texto. Mas mesmo com essas ressalvas, As Gêmeas do Gelo foi um dos melhores thrillers que tive a oportunidade de ler, sua trama envolvente e com ar sobrenatural, foram incríveis, revelando que este é um livro que todos os amantes do gênero devem ler!

Encontrei alguns erros na revisão do livro, mas nada que de fato comprometesse a minha leitura, quanto a diagramação, segue o padrão da editora, a fonte é super confortável e as páginas amarelas, a respeito da capa, ela tem uma composição interessante e combina com a história. Para concluir, recomendo muito As Gêmeas do Gelo, um livro espetacularmente sinistro.

3 comentários:

  1. Oi Sammy.

    Que enredo! Só de ler que a filha sobrevivente revela os pais que confundiram a identidade da irmã gêmea que morreu, minha curiosidade foi ao nível máximo. Mesmo você informando que algumas questões ficam sem respostas, eu preciso ler este livro, pois sua resenha conseguiu inteiramente. Dica super anotada. Eu adorei!

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Esse foi um livro que eu fiquei dividida entre gostar muito ou ficar decepcionada. Como você disse, muitas coisas ficam sem resposta e isso meio que desanima. Mas, quando alguns pontos são revelados é realmente surpreendente. Eu gostei do desenvolvimento, algumas partes me deixar com medo, juro, rsrs. A história em si é muito boa e envolvente, mas odeio ficar imaginando algumas coisas. u.u
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bom?
    Que resenha incrivel! Me deixou com uma vontade louca de sair pra comprar o livro kkkk.
    Embora ainda não tenha lido Garota no Trem, que também quero ler, adoro thrillers psicológicos, embora não tenha lido tantos quanto gostaria.
    Adorei saber que este livro foi um dos melhores que você já leu desse gênero, e fiquei mega curiosa para saber qual gêmea morreu e quais são esses comportamentos estranhos que ela vem tendo.

    Bjux ;)
    entrelinhasalways.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!