Resenha: O Segredo de Indie - Tara Taylor & Lorna Schultz Nicholson

03/10/2016


Edição: 1
Editora: Butterfly
ISBN: 9788568674017
Ano: 2015
Páginas: 296
Avaliação:    
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: O que você faria para se encaixar em padrões estabelecidos?
Mais do que qualquer outra coisa, Indigo Russell anseia para se encaixar. E se ela não pode fazer isso, então ela vai se contentar em esconder-se no fundo, o que ela conseguiu fazer muito bem ao longo dos últimos anos. Para a maioria de seu colégio, o Ridgemont High, ela é apenas mais uma adolescente andando pelos corredores, rabiscando em seu caderno durante a aula, sem nunca levantar a mão. Um aluno médio. Isso é o que ela gostaria que você pensasse.
Mas Indie não é média; ela é diferente. Ela tem visões, e visões que lhe permitem ver o futuro. Somente sua família e sua melhor amiga, Lacey, sabem sobre isso. Mas quando ela vê o namorado de Lacey com outra garota, Indie tem de decidir se passa a confiar em seus instintos ou em suas amigas. Como ela se aproxima de John, um solitário e enigmático garoto, recém-transferido para sua escola, as visões se intensificam, ameaçando não só para alterar a vida dos outros, mas também expor seu segredo tão bem guardado até agora.

Quando foi anunciado o lançamento de O Segredo de Indie, em 2015, eu fiquei curiosa e interessada, afinal, o enredo prometida um YA com toques sobrenaturais, dois elementos que gosto bastante e apesar do enredo realmente seguir essas duas temáticas, alguns pontos infelizmente ficaram a desejar durante a leitura, tirando um pouco da expectativa que eu tinha. O Segredo de Indie, gira em torno da jovem Indigo, que possui uma habilidade especial, mas que para ela, não passa de um verdadeiro pesadelo.

Desde pequena, Indie possui visões e sensações premonitórias, além de ver aqueles que já partiram deste mundo. Apesar de ser especial e possuir uma missão importante, Indie não consegue se aceitar como é, para ela, sua condição apenas à torna estranha, uma aberração, a jovem apenas quer ser uma garota normal, ter um namorado e passar pelo ensino médio tranquilamente. No entanto, Indie aprenderá que suas visões têm sempre um motivo, ela precisa aprender a confiar, se aceitar, mas estaria Indie pronta para todas as consequências?


O Segredo de Indie é narrado em primeira pessoa pela própria protagonista e vamos conhecer mais a fundo sobre seu dom e seus sentimentos, mas em boa parte da trama, Indie passa apenas reclamando de suas visões, se culpando por situações que fogem do seu controle e que consequentemente, não é sua culpa, além de ter uma dependência extrema em relação a John, que sem dúvidas foi o personagem que mais me desagradou, a forma como ele travava Indie era péssima, possessiva e me incomodou muito o fato da própria Indie aceitar esse tipo de relacionamento. O romance foi um ponto que sinceramente não consegui gostar, não acredito que Indie realmente amava John e vice e versa, por mais que fosse um sentimento forte que ambos compartilhavam, aquilo não era amor. Amor é aceitar, compreender, estar do lado de quem ama, apoiar, algo que nenhum dos dois foi capaz de fazer ou expressar e eu como leitora, fiquei incomodada, principalmente com o jeito que John agia e na submissão de Indie, fiquei até contente que ao final da trama, a jovem amadureceu e entende que antes de tudo era preciso se amar para amar outra pessoa e vê que aquele relacionamento não era exatamente como havia imaginado.


O crescimento de Indie foi bom para história, mas infelizmente o livro termina exatamente neste ponto, deixando muitos ganchos em aberto, mas de acordo com a entrevista no final do livro, teremos um segundo volume. Mas não se deixe enganar, pensando que O Segredo de Indie possui apenas ressalvas, há muita coisa boa que podemos concluir do livro. A escrita de Tara e Lorna é fluida e envolvente, o fato de trazer uma protagonista com habilidades tão especiais, foi bem legal, pois com elas, Indie consegue ajudar seus amigos e este foi um dos pontos altos, na verdade, eu gostaria que neste primeiro volume, tivesse sido mais aprofundado sobre a clarividência de Indie e as sensações que a mesma possui, mas por ser o primeiro volume da série e a introdução da história, compreendo o motivo de terem sido deixadas tantas questões e mistérios sem resposta.

O curioso é que boa parte da trama é inspirada na vida de Tara Taylor, gostei de saber deste detalhe e para aqueles que lerem O Segredo de Indie, recomendo a leitura da entrevista no final do livro, é muito esclarecedora. Quando ao trabalho editorial, tenho que que dizer que a Editora Butterfly nos traz uma edição ótima, a diagramação é simples, porém com detalhes delicados, que combinam om o livro. A capa, particularmente, eu gostei muito, a respeito da revisão, não encontrei nenhum erro aparente.


O Segredo de Indie é dividido em três partes e seus capítulos são de bom tamanho e somando com a fluidez do enredo, rapidamente do leitor é envolvido e apesar das ressalvas descritas acima, a obra é uma boa leitura, uma introdução interessante para uma série que tem muito a oferecer e crescer também, estou confiante quanto ao próximo livro e recomendo a leitura para aqueles que gostam de YA.

8 comentários:


  1. Olá, tudo bem? Primeiramente eu não conhecia o seu blog, e fiquei muito contente em conhecê-lo. Parabéns o blog é super organizado. Eu já li algumas resenhas desse livro, e não foram tão positivas, eu tenho vontade de lê-lo, porém leio muitas críticas negativas à respeito da obra. A sua resenha ficou muito bem escrita. Lendo-a certifiquei-me que se eu ler esse opúsculo irei me decepcionar. Uma pena que um livro, com uma capa tão bonita, não seja tão bom. Abraço!

    Marcas literárias
    leootaciano.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Sammy, tudo bem? Ainda não conhecia esse livro, na verdade, ouvi falar pouquíssimas vezes nessa editora. Não é um livro que eu leria no momento, pois não tenho dado sorte com o gênero e com certeza os pontos que você indicou me incomodariam demais. A personagem não pareceu cativas de início e isso certamente pesaria na hora da leitura.
    Gostei muito da sua resenha, você escreve super bem e as fotos estão lindas. Parabéns, beijos.

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  3. Sammy acredito que ter construído um relacionamento meio abusivo e possessivo fou justamente a intensão da autora, não li o livro, mas depois de você falar sobre a conclusão que Indie chegou eu acabei pensando nisso. Ainda bem que tem pontos positivos, mas acho que não me sentira conectada com o chororo da protagonista, isso me cansa em leituras e geralmente me faz desistir de um livro. Bom, tinha me interessado por este livro quando vi, mas lendo sua resenha sinto que não vai me agradar :(

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu já tive muita vontade de ler O segredo de Indie, depois mudei de ideia. Ainda tenho muita curiosidade de conhecer a história, mas acho que vou deixar para lê-lo mais para frente.
    Gostei dos pontos que você ressaltou e acho que muita coisa na história também vai me incomodar, como o romance entre Indie e John, por exemplo.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    A premissa do livro é bem interessante e essa mistura de YA com um toque sobrenatural me chama muito a atenção, pois adoro livros do gênero.
    Uma pena que em algumas partes deixou a desejar e diminuiu suas expectativas.
    Quero muito conferir esse romance entre Indie e John para ver se irá me incomodar também.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu gostei bastante da premissa, mas a leitura acabou não sendo o que eu aguardava. Achei algumas situações meio absurdas e superficiais, não desgostei por completo da leitura, mas sabe quando esperava mais? Quero muito o segundo livro, odeio terminar com mais dúvidas ainda. rsrs
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  7. Oi amiga!
    Lembro que quando lançou fiquei bem curiosa a respeito do livro justamente por conta dessas visões da protagonista. Mas acabou que o tempo passou e acabei esquecendo dele.
    Gosto muito de YA, sempre leio muitos livros do gênero e fico feliz por perceber que esse foge um pouquinho dos que tenho encontrado por aí (mesmo que seja só um pouquinho) por conta desse toque mais sobrenatural.
    Te entendo perfeitamente, muitas vezes não consigo sentir química entre o casal ou qualquer tipo de sentimento de um para com o outro. Isso certamente seria algo que me incomodaria.
    Espero que o segundo livro não tarde a ser lançado e que a autora consiga amarrar todas as pontas soltas que deixou nesse primeiro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu já tinha visto esse livro, mas não sabia do que se tratava. É uma pena a leitura não ter te agradado. Acho que também ficaria chateada com uma personagem que ao reclama e que é submissa ao extremo. Foi uma joga genial a autora ter amadurecido a personagem no final e quem ler vai querer ler a continuação também.
    Não sei se leria o livro, vou procurar saber mais para vê se me agrada.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!