Escrevendo Livros seguindo as Normas ABNT: Nenhum Bicho de Sete Cabeças - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Escrevendo Livros seguindo as Normas ABNT: Nenhum Bicho de Sete Cabeças

Escrevendo Livros seguindo as Normas ABNT: Nenhum Bicho de Sete Cabeças

17/11/2016



Entre as pessoas que gostam de ler livros, sobretudo livros direcionados a áreas profissionais, é muito fácil encontrar pessoas que também gostam de escrever sobre o assunto. Por isso, a todo o momento surgem diversos blogs e sites sobre temas diversos na internet.

Para essas pessoas que gostam de escrever, realizar um trabalho acadêmico sobre um determinado tema é algo que em um primeiro momento é até bacana! Afinal, poder escrever sobre um tema da área profissional que ela escolheu é uma grande oportunidade de expressar o seu dom pela escrita. Mais do que isso, para realizar um trabalho acadêmico é necessário ler muito, o que para essas pessoas isso não é nenhum martírio.

Porém, o mundo muitas vezes não é feito de rosas. E o que por um lado é algo bacana, no final acaba se tornando um problema: Trabalhos acadêmicos do tipo monografias, TCC, teses e até alguns modelos de resenhas precisam seguir as temidas normas ABNT.

Diferente das “regrinhas da norma culta”, as regras da ABNT são um pesadelo para a maioria das pessoas. Mas acredite, não é nenhum bicho de sete cabeças.

É claro que no primeiro momento você achará a coisa mais chata do mundo e terá que recorrer a alguns sites e vídeos da internet para isso. Mas, se você gosta de fuçar no Word, poderá achar até interessante a descoberta de alguns comandos que é possível através do programa.

Na internet também é possível encontrar alguns modelos prontos de formatações, como por exemplo capa de trabalho e modelos de índice, o que acaba quebrando um galho. No que se refere ao conteúdo em si, não procure por trabalhos prontos, pois isso além de ser ilegal é antiético, ok?

No site da ABNT você pode comprar os e-books oficiais sobre o tema.

Caso você se sinta desanimada em seguir essas regrinhas e normas sem fim pensem que se um dia você for chamada para escrever algum livro sobre um tema específico, dependendo da área terá que fazer diversas referências teóricas.

As referências no Brasil nada mais são do que algumas das muitas regras estabelecidas pela ABNT no por aqui. Assim, fazer uso das normas não se resume somente em livros acadêmicos ou técnicos, mas também em muitos livros sobre temas que apresentam muita referência a outros autores, como sociologia, filosofia, psicologia e outras áreas humanas.

Assim como as regras gramáticas, norma culta de escrita, figuras de linguagem e outras regras estabelecidos em nosso idioma, as normas de formatação são muito importantes para podermos ter certeza se o conteúdo apresentado é realmente valido e honesto.

*Post Publieditorial*

Um comentário:

  1. Sammy, eu gostei do seu resumo e da resenha, mais ainda assim, minha redação é um problema não consigo, nem interpretar um texto, e outras coisas a mais, mesmo assim gostaria de continuar, gosto de pensamentos filosóficos, onde posso realmente escrever o que eu realmente quero por isso sou novo, em ser leitor, não tenho planos para me tornar um profissional, e trabalhar, mais to pensando em que vou fazer, com o livro que estou praticando e escrevendo, tendo ideias e outras, mas, emfim, vou tentar publicar e espero que você goste, talvez em algum futuro distante...
    Obrigado... isso me deu algumas ideias.
    Com prazer,ansiosamente, Daniel Nazário.

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!