Resenha: The Kiss of Deception - Mary E. Pearson

28/11/2016

Edição: 1
Editora: DarkSide Books
ISBN: 9788566636864
Ano: 2016
Páginas: 406
Tradutor: Ana Death Duarte
Avaliação: 
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro?
Quando se vê refugiada em um pequeno vilarejo distante o lugar perfeito para recomeçar ela procura ser uma pessoa comum, se estabelecendo como garçonete, e escondendo sua vida de realeza. O que Lia não sabe, ao conhecer dois misteriosos rapazes recém-chegados ao vilarejo, é que um deles é o príncipe que fora abandonado e está desesperadamente à sua procura, e o outro, um assassino frio e sedutor enviado para dar um fim à sua breve vida. Lia se encontrará perante traições e segredos que vão desvendar um novo mundo ao seu redor.
O romance de Mary E. Pearson evoca culturas do nosso mundo e as transpõe para a história de forma magnífica. Através de uma escrita apaixonante e uma convincente narrativa, o primeiro volume das Crônicas de Amor e Ódio é capaz de mudar a nossa concepção entre o bem e o mal e nos fazer repensar todos os estereótipos aos quais estamos condicionados. É um livro sobre a importância da autodescoberta, do amor, e como ele pode nos enganar. Às vezes, nossas mais belas lembranças são histórias distorcidas pelo tempo.

Quem não ficou entusiasmado quando The Kiss of Deception foi lançado? Com certeza a maioria dos leitores queriam ler a obra de Mary E. Pearson, que prometia uma aventura fantástica ótima e um enredo de tirar o fôlego, somando a edição caprichada a editora Darkside, The Kiss of Deception é um livro muito desejado e claro que eu estava louca para ler também, sempre fui adiando, até que em uma oportunidade, participei do projeto: Lendo The Kiss of Deception; Era a chance de conferir um livro que eu estava louca para conhecer e apesar do projeto ter ajudado bastante nesse incentivo de finalmente pegar a obra de Mary E. Pearson, ainda tive alguns por menores com a leitura, mesmo que de um modo geral e explico o motivo logo abaixo, eu tenha dado uma boa nota na avaliação final.


Como primeira filha da casa real, Lia tem deveres a cumprir, um deles é se casar com um total estranho, que ela nem ao menos ama! Disposta a ter uma vida diferente longe das tradições e obrigações que sua posição lhe implica, Lia decide fugir. Acompanhada de sua melhor amiga, Pauline, as duas partem para Terravin, onde tudo parecia perfeito, era a oportunidade da vida de Lia, uma chance de ser quem ela queria ser, sem amarras, ser comum e se misturar com o povo e sua simplicidade. No entanto, o doce sonho de Lia em Terravin, esta prestes a tomar um rumo diferente, um assassino foi enviado para mata-la e para sobreviver, Lia enfrentará uma jornada sem volta, descobrindo que os deuses tem um plano maior para sua vida.

Até que apareça aquela que é mais poderosa,
Aquela nascida do infortúnio,
Aquela que era fraca,
Aquela que era caçada,
Aquela marcada com a garra e a vinha,
Aquela nomeada em segredo,
Aquela chamada Jezelia

The Kiss of Deception possui uma trama promissora, a escrita de Mary é muito envolvente, fluida e descritiva, a autora consegue situar seu leitor no mundo fantástico que criou, as lendas, as canções e toda a mesclagem épica, fazem de The Kiss of Deception uma ótima leitura sem dúvidas, principalmente para os leitores que gostam do gênero, mas infelizmente a primeira metade deste volume um das Crônicas de Amor e Ódio, acaba sendo um pouco enfadonha, apesar de eu ter feito uma meta de leitura razoável e pelo projeto eram 30 dias para a finalização do livro, tenho que dizer que quase abandonei The Kiss of Deception, ao chegar nos 48% da leitura, eu já estava estagnada, mesmo com a boa escrita da autora, não vi algo que me prendesse totalmente no livro, faltava ação, surpresas e sem dúvidas algo bombástico para que meu interesse fosse desperto totalmente. Agora, você deve estar se perguntando o motivo da minha nota final, e a razão de ter continuado a leitura. Não gosto de abandonar nenhum livro, especialmente quando sei que este possui bons elementos, que é o caso de The Kiss of Deception. 


Não vou negar, a primeira parte da obra, é muito parada, com Lia em Terravin e o romance que vivencia, não era algo que eu esperava, mas a parte fantástica é um ponto que eu estava curiosa e depois de ter dado uma pausa da leitura, consegui finalmente concluir o livro e fiquei contente com isto, afinal, logo após esse começo arrastado, The Kiss of Deception mostra a que veio, temos a ação tão desejada e Lia passa a mostrar sua verdadeira garra, além é claro da revelação entre o assassino e o príncipe. Rafe e Kaden são personagens interessantes, a princípio, surgem como parte do triangulo amoroso e acredito que possa se estender nos demais livros, mas tem um porém, um deles é o assassino que foi contratado para matar Lia e o outro, o príncipe que a mesma rejeitou, demorei para descobrir quem era quem, muitas vezes a autora nos deixa pistas falsas e me enganei várias vezes e foi bom quando a revelação chegou. Por tanto, mesmo com esse início lento e até pouco atrativo, The Kiss of Deception acaba sendo uma leitura significativa, ao se aproximar do final, temos algumas revelações importantes, Lia finalmente consegue saber mais o "dom", a qual sempre rejeitou por acreditar que não o possuía, fora a real força que personagem passa a demonstrar. O romance em si, pode sim agradar muitos leitores, eu particularmente detestei no começo da leitura, mas passei a gostar bastante depois da metade do livro, como podem reparar o verdadeiro auge de The Kiss of Deception começa realmente após a primeira metade, por isso mesmo, seja persistente, que você irá se surpreender!


Quanto ao trabalho editorial, a Darkside nos traz uma edição incrível, capa dura e aveludada, fonte confortável, páginas amareladas e uma diagramação ótima. Encontrei alguns erros na revisão, mas nada que prejudicasse a minha leitura. A narrativa do livro é feita em primeira pessoa, tendo alguns narradores, como Pauline, Rafe, Kaden, O Príncipe, O Assassino e Lia, a maior parte da narração é pela personagem principal e mesmo que Lia pareça uma personagem sem atrativos, garanto que ela surpreende bastante, gostei muito dela e espero que Lia possa crescer ainda mais nos próximos volumes. Sem mais, The Kiss of Deception é uma boa opção para os leitores de fantasia, a autora criou um mundo interessante e significativo, desses que te deixa sedento por mais, há muita coisa a ser revelada a respeito da parte fantástica de The Kiss of Deception  e estou animada demais, as canções de Venda que surgem durante a obra, são curiosas e cheias de conceitos, tenho certeza que as Crônicas de Amor e Ódio será uma grata surpresa ao longo dos demais livros. Além de possuir uma profundidade sem igual, eu fiquei muito envolvida com a leitura após a primeira metade, pois a trama realmente passa por uma transformação ótima, sendo mais dinâmica e fascinante. Enfim, The Kiss of Deception é um livro que eu recomendo e se você for persistente, verá que a história de Lia tem muito a oferecer. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!