Resenha: The Heart of Betrayal - Mary E. Pearson - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: The Heart of Betrayal - Mary E. Pearson

Resenha: The Heart of Betrayal - Mary E. Pearson

26/12/2016

Edição: 1
Editora: DarkSide Books
ISBN: 9788594540119
Ano: 2016
Páginas: 402
Skoob
Avaliação:   
Onde Comprar: Amazon - Saraiva - Submarino

Sinopse: Em The Heart of Betrayal — Crônicas de Amor e Ódio v.2, Lia e Rafe estão presos no reino barbárico de Venda e têm poucas chances de escapar. Desesperado para salvar a vida da princesa, Kaden revelou ao Vendan Komizar que Lia tem um dom poderoso, fazendo crescer o interesse do Komizar por ela.
Enquanto isso, as linhas de amor e ódio vão se definindo. Todos mentiram. Rafe, Kaden e Lia esconderam segredos, mas a bondade ainda habita o coração até dos personagens mais sombrios. E os Vendans, que Lia sempre pensou serem selvagens, desconstroem os preconceitos da princesa, que agora cria uma aliança inesperada com eles. Lutando com sua alta educação, seu dom e sua percepção sobre si mesma, Lia precisa fazer escolhas poderosas que vão afetar profundamente sua família... e seu próprio destino.
Resenha livre de spoilers. Leia também a resenha do volume um de Crônicas de Amor e Ódio: The Kiss of Deception

Faz poucas horas desde que terminei a leitura de The Heart of Bertrayal e ainda estou tentando aceitar o final deste segundo livro de Crônicas de Amor e Ódio. Mary E. Pearson fechou tão maravilhosamente bem este livro que meu único pensamento é: Cadê o terceiro livro? The Kiss of Deception foi uma boa surpresa de fato, confesso que se arrastou um pouco, mas acabou que no fim, eu fiquei muito satisfeita com a leitura e claro que não demorei para pegar a continuação, ainda mais com o desafio de leitura do projeto Lendo The Heart of Bertrayal. Esta obra sem dúvidas me marcou bastante, o final devastador e com um gancho tão espetacular, fazem com que o leitor fique desespero para saber o destino de Lia, Kaden e Rafe, mas agora nos resta à espera que faz roer as unhas de ansiedade.

The Heart of Bertrayal começa do mesmo ponto que seu antecessor termina e agora Lia precisa enfrentar um reino inteiro se quiser sair viva do pesadelo que se encontra, no entanto, o reino de Venda mostra-se bem diferente do que a princesa de Morrighan imaginava, muitos dos vendans acreditam no dom e Lia é a esperança que eles tanto aguardavam. Não focarei tanto no resumo do livro, pois quero que esta resenha mostre mais do que senti ao longo dá leitura. Quem acompanhou minhas primeiras impressões ao longo dá semana no Instagram e na Fanpage do blog, puderam perceber o quanto o livro me agradou e não é para menos, a  dinâmica  do enredo é mais acentuada que o primeiro volume, o romance tão presente em The Heart of Deception, dá a vez à ação e aos segredos tão intensos que seguem Lia e os demais personagens. Claro que ainda temos o romance em si, o triângulo amoroso, mas este não é o principal foco em The Heart of Bertrayal e isto foi o que mais me agradou. Vemos uma Lia mais confiante, astuta e forte, este é momento dela e percebemos o quanto a personagem cresce neste segundo livro, passei a sentir um grande apreço por Lia e acredito que suas provações serão ainda maiores no terceiro livro e estou ansiosa para ver até onde ela chegará.


Outro fator interessante é Kaden, um personagem peculiar e cheio de mistérios que são respondidos neste livro, ele foi um dos personagens que mais me deixou curiosa a respeito de seu passado e apesar dos pesares, Kaden tem uma história muito bem elaborada. A autora constrói os ganchos deste livro com muita engenhosidade, o leitor sente-se atraído em cada capítulo, sempre buscando parte das respostas para as muitas questões, e felizmente boa parte delas são respondidas e uma infinidade maior surge, ou seja, Mary E. Pearson consegue deixar seu leitor focado e envolvido com seu livro e para no final soltar a bomba que nos faz desejar com todas as forças a continuação.

A narrativa é como a do primeiro livro, em primeira pessoa, sendo feita principalmente por Lia, mas vemos também a narrativa de Kaden, Rafe e algumas com Paulinne, o que deixa o enredo bastante rico, nos permitindo uma visão ampla com várias perspectivas. Quanto aos capítulos, estes possuem um bom tamanho e são muito envolventes, afinal a escrita da autora é ótima, seja em suas descrições e ambientação, é fácil se envolver na trama, torcer pelos personagens e odiar outros tantos.

Em The Heart of Bertrayal o palco passa a ser Venda e mesmo que alguns habitantes sejam bárbaros, percebemos assim como Lia, que Venda é um reino quebrado, carecendo de esperança e que foram marcados por sangue e crueldade. Há uma fagulha de bondade e crença em muitos vendans e Lia percebe isto com os dias, mesmo que muitas vezes ela mesma precise encarar a violência daqueles que governam Venda para constar que tudo que sabia sobre este reino era mentira, aliás as mentiras correm soltas neste segundo livro, deixando nossa heroína em um grande dilema, principalmente por conta de seu próprio dom e das palavras nas Canções de Venda.


Enfim, The Heart of Bertrayal nos traz um enredo cheio de ação, intrigas e personagens cada vez melhores, seja os protagonista  ou os secundários, cada um possui um papel incrível e importante. Crônicas de Amor e Ódio revela-se um prato cheio aos amantes de uma boa fantasia dark, que não abre mão de sua mitologia, que é cada vez mais rica e cativante, aguardo ansiosamente para saber mais sobre os textos e canções, seja de Venda, Morrighan e Gaudrel, e claro, sobre as consequências das ações de Lia neste segundo volume, posso dizer que muita coisa aconteceu e se você gostou de The Kiss of Deception, irá amar está continuação.

Aposte em The Kiss of Deception e em The Heart of Bertrayal, afinal Crônicas de Amor e Ódio te fará ver a fantasia com um novo olhar e se surpreenderá com o talento de Mary E. Pearson!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!