Resenha: Depois Daquela Montanha - Charles Martin - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Depois Daquela Montanha - Charles Martin

Resenha: Depois Daquela Montanha - Charles Martin

25/01/2017

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580416190
Ano: 2016
Páginas: 304
Tradutor: Vera Ribeiro
Avaliação:  
Onde Comprar: Amazon - Saraiva - Fnac
Sinopse: O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo.
Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida.
Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada.
Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado? À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas.
Publicado em mais de dez países, Depois Daquela Montanha chegará às telas de cinema em 2017, com Kate Winslet (de Titanic) e Idris Elba (de Mandela) escalados para os papéis principais de uma história que vai reafirmar sua crença na vida e no poder do amor.

Fiquei curiosa a respeito desse livro durante alguns eventos da editora, a história prometia um drama sensível, ao mesmo tempo forte e emocionante, não nego que Depois daquela montanha tem essas características, de fato a trama passa muitos sentimentos e creio que muitos leitores venham a simpatizar pela história de Ben e Ashley, sem dúvidas eu queria mesmo fazer parte daqueles que amaram este livro, no entanto a leitura simplesmente não fluiu comigo, não funcionou e não senti nada pelos personagens.

Demorei mais do que o esperado para concluir a leitura, a narrativa não me prendia e toda vez que eu pegava o livro minha vontade de lê-lo era quase nula. Após uma fatalidade no voo, Ben e Ashley acabam ficando presos em uma montanha gélida, a situação é ainda mais alarmante pelo fato de Ashley ter quebrado a perna e também por não terem ideia de onde estão, mas o pior de tudo é que ninguém sabe do voo, era uma escolha de emergência que levaria Bem e Ashley em segurança para seus destinos, mas infelizmente o caminho agora é mais tortuoso. 

Nossos protagonista vivem um verdadeiro inferno, sem comida, sem meios de comunicação e um abrigo que possam se aquecer. Durante toda narrativa acompanhamos a luta de Ben e Ashley pela montanha, enfrentando o frio e a fome, eles tem a companhia de Napoleão, o cachorro do piloto, e neste percurso que a cada dia é uma luta para se manterem vivos, notamos a aproximação dos dois, o companheirismo, a amizade e lealdade, não nego que Depois daquela montanha traz reflexões e mensagens importantes ao longo de suas páginas, mas infelizmente não funcionou comigo, talvez não fosse o momento ou eu que não seja uma leitora para este tipo de livro, pois em momento nenhum me envolvi com a leitura, em vários momentos a trama foi maçanete, repetitiva e sinto dizer, entediante. 

A escrita do autor também não ajudava, sendo pouco atrativa, seus personagens não conseguiram despertar empatia em mim, acabou que a leitura se tornasse cada vez mais entediante, eu não sentia vontade de continuar e por pouco não abandonei de vez o livro. Por mais que tenha sido uma leitura que forcei para finalizar fiz para descobrir o mistério em volta de Rachel e Ben, ao longo da trama, sabemos que houve um desentendimento entre os dois, Ben nos revela o quanto ama a esposa e como ela é importante, então ficamos sempre nos perguntando o que de fato houve de tão grave para que esse amor acabasse, eu desconfiava do desfecho deles, mas ainda sim foi bem surpreendente constatar e garanto que este foi um dos pontos altos no livro, mas que infelizmente só acontece no final de Depois daquela montanha e justamente nesta parte foi que o enredo deu uma leve melhorada, mas não foi o suficiente para me conquistar. 

No entanto, não irei dizer que não recomendo a leitura, pelo contrário, acredito que cada um deve tirar suas próprias conclusões, até porque, Depois daquela montanha tem bons atrativos, passa uma mensagem bem legal e é um drama que pode sim agradar à muitos ou não como foi o meu caso, mas como mencionei talvez o problema não seja totalmente o livro, mas comigo. Não sei se futuramente apostarei neste gênero novamente, mas ainda sim, aconselho que se você sentiu vontade de ler Depois daquela montanha vai fundo e se deixe envolver, pois a história de Ben e Ashley possa te emocionar mais do que foi comigo. 

"Por mais que eu houvesse tentado prepará-la para meu regresso tardio, sabia que, tão logo o sol se pusesse, ela começaria a aguçar os ouvidos, tentando escutar meus passos retornando. E cada minuto passado daria a impressão de uma hora. Esperar por alguém faz isso. Transforma minutos em horas, horas em dias e dias em vidas." - Depois daquela montanha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!