Resenha: Irmãos de Sangue - Nora Roberts - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Irmãos de Sangue - Nora Roberts

Resenha: Irmãos de Sangue - Nora Roberts

05/05/2017


Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580416787
Ano: 2017
Páginas: 288
Onde Comprar: Amazon - Saraiva - Submarino
Sinopse: A misteriosa Pedra Pagã sempre foi um local proibido na floresta Hawkins. Por isso mesmo, é o lugar ideal para três garotos de 10 anos acamparem escondidos e firmarem um pacto de irmandade. O que Caleb, Fox e Gage não imaginavam é que ganhariam poderes sobrenaturais e libertariam uma força demoníaca.
Desde então, a cada sete anos, a partir do sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos estranhos ocorrem em Hawkins Hollow. No período de uma semana, famílias são destruídas e amigos se voltam uns contra os outros em meio a um inferno na Terra.
Vinte e um anos depois do pacto, a repórter Quinn Black chega à cidade para pesquisar sobre o estranho fenômeno e, com sua aguçada sensibilidade, logo sente o mal que vive ali. À medida que o tempo passa,
Caleb e ela veem seus destinos se unirem por um desejo incontrolável enquanto percebem a agitação das trevas crescer com o potencial de destruir a cidade.
Em Irmãos de Sangue, Nora Roberts mostra uma nova faceta como escritora, dando início a uma trilogia arrebatadora em que o amor é a força necessária para vencer os sombrios obstáculos de um lugar dominado pelo mal.

Quando solicitei Irmãos de Sangue eu nunca sabia o que esperar, este seria meu primeiro contato com um livro da autora Nora Roberts e sinceramente bateu aquela dúvida se este seria um bom livro. Logo de início fui conquistada pela fluidez da narrativa em terceira pessoa e claro, pelo enredo cativante e muito misterioso do primeiro volume da Trilogia A Sina do Sete, minhas dúvidas foram por água a baixo e a partir daquele momento eu tinha plena certeza que Irmãos de Sangue seria um livro que me conquistaria plenamente.


Com romance, elementos sobrenaturais, bons personagens e uma história pra lá de misteriosa, Irmãos de Sangue envolve facilmente, a escrita de Nora é deliciosa, na medida para conquistar o leitor, o plano de fundo envolvendo uma história antiga que apenas séculos depois caminha para um embate certo foi o ponto que mais me conquistou e aquele fundindo de suspense foi a cereja do bolo, minha única queixa é que este livro é muito pequeno e deixa uma brecha tão boa que a ansiedade a flora intensamente com a prévia do segundo livro no final de Irmãos de Sangue. 

A cada sete anos, no sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos terríveis assolam Hawkins Hollow e após os eventos ninguém tem ideia de como pessoas aparentemente comuns travaram atos de extrema violência, seja com si próprios ou em seus entes queridos. Desde o fatídico dia que três garotos comemoram seus respectivos aniversários na floresta Hawkins exatamente onde fica a Pedra Pagã o destino de toda cidade e deles próprios foram velados. Caleb, Fox e Gabe não tinham ideia do que libertaram naquele dia, mas a cada sete dias, Hawkins Hollow vive o inferno e depois de anos de um verdadeiro terror, cabe aos três eliminar a ameaça antes que seja tarde demais.


Além de nossos três protagonistas, também contamos com as heroínas desta trilogia, pelo que podemos perceber, cada livro será com um casal, em Irmãos de Sangue temos Caleb e a linda da Quinn Black! Que amor de personagem! Quinn é extrovertida, alegre e adora uma experiência sobrenatural e veio parar Hawkins Hollow escrever um livro sobre os acontecimentos macabros da cidade, mas o que ela vai descobrir ao lado dos rapazes e de Layla e Cybil mudará tudo para sempre. Posso dizer que toda a trama é bem amarrada e estou muito contente de ter lido finalmente algo dá Nora Roberts, Irmãos de Sangue é exatamente um tipo de livro que eu gosto, com romance na medida exata, sem ser forçado, mistério, sobrenatural e personagens incríveis, seja os protagonista, quanto aos secundários, cada um tem sua vez e a destreza do enredo só me deixou mais animada para continuar a série e também para ler outras obras dá autora. 

Somente sentirei falta de Quinn e Caleb como o foco, pois no próximo livro o personagem central passa a ser Fox e em seguida Gabe. Caleb e Quinn tem uma química gostosa, aquele típico casal que te faz suspirar. Um fato interessante é que cada rapaz ganhou um dom no noite em que liberaram a entidade e se tornaram irmãos de sangue, dentre eles a mais misteriosa é a de Gabe, estou ansiosa para saber como ele vai lidar com tudo, Gabe é um personagem profundo e cheio de segredos, surge bem depois em Irmãos de Sangue, mas não deixa de ter uma atmosfera significativa no enredo.


Para finalizar vou falar um pouco dá edição do livro, a capa me agradou demais e acredito que remete bem a proposta da trama. A diagramação segue o padrão dá editora Arqueiro, no entanto encontrei alguns erros na revisão, mas nada que venha atrapalhar a leitura. Enfim, se você está a procura de um livro cativante não deixe de ler Irmãos de Sangue, uma obra encantadora e sombria!

Sammysam Rosa

Escrito por:

Sammy. Casada e apaixonada por livros. Gosto de literatura policial, suspense e terror. Típica pisciana, sonhadora e curiosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!