Resenha: Menina Má - William March - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Menina Má - William March

Resenha: Menina Má - William March

08/05/2017


Edição: 1
Editora: DarkSide® Books
ISBN: 9788566636819
Ano: 2016
Páginas: 272
Avaliação:  
Onde Comprar: Amazon - Livraria Cultura - Saraiva
Sinopse: Publicado originalmente em 1954, MENINA MÁ se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro apavorantemente bom. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, MENINA MÁ ganharia uma montagem nos palcos da Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark.
Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.
MENINA MÁ é um romance que influenciou não só a literatura como o cinema e a cultura pop. A crueldade escondida na inocência da pequena Rhoda Penmark serviria de inspiração para personagens clássicos do terror, como Damien, Chucky, Annabelle, Samara, de O Chamado, e o serial killer Dexter.

Para o quinto tema do Desafio 12 Meses Literários, escolhi Menina Má, um clássico do autor William March e publicado pela editora Darkside. Menina Má é um suspense psicológico bastante envolvente e até curto por assim dizer, com pouco menos de 300 paginas, mas a escrita fluida do autor também faz com que o leitor adentre na trama tão profundamente que a leitura passa em um piscar de olhos, eu até gostaria que tivesse mais páginas pois mesmo gostando muito da leitura acredito que faltou uma profundidade mais abrangente e mais peso na pegada do suspense.  

Não nego que este clássico de 1954 seja um bom livro e que traz uma história arrepiante, no entanto eu esperava um pouquinho mais. Rhoda Penmark é uma doce menina que encanta a todos, com seus modos perfeitos e maduros para sua idade, Rhoda consegue tudo que deseja, mesmo que para isso precise matar. Quem vê a menina jamais imaginaria o mal que se esconde nas sombras de seus olhos, Rhoda tem uma frieza calculista e não se incomoda de matar um ser humano. Christine tenta de todas as formas aplacar o mal de sua filha, é preciso fazer alguma coisa, ela precisa proteger a filha e também aqueles ao redor de Rhoda. Tentando compreender os motivos que tornaram sua pequena menina uma assassina a sangue frio, Christine em barca em um segredo do passado, algo tão terrível que a consome dia após dias. 

Apesar do título e da sinopse, Menina Má não é um livro assustador, ou de um suspense pra lá de amedrontador, na verdade é muito tranquilo de ler, mesmo com a pegada mais violenta e mostrando uma criança na pele do assassino, não espere uma historia de terror ou algo parecido, o ponto alto de Menina Má ao meu ver são os mistérios apontados  no enredo e que levaram Christine a conclusão do porque de Rhoda ser como é. Sem dúvidas a trama de William March é cativante, original e nem um pouco clichê, este é um livro que inspirou muitas outras obras e que abordou um tema que quase não se via na época que foi lançado. Por se um clássico do suspense psicológico, é uma leitura que vai agradar muitos leitores, a escrita de William é ótima e a trama segue em um ritmo incrível, só peca um pouco no desfecho e alguns outros pontos que citei anteriormente. 

No entanto, se é um livro para prender sua atenção que você queira, Menina Má consegue esse feito com perfeição, tanto Rhoda como os demais personagens são bem interessantes, assim como a ligação que Christine começa a compor em relação a filha, gostei especialmente deste mistério e para aqueles que também apreciam um bom segredo, creio que vão se envolver com Menina Má, que aliás é um ótimo livro para os leitores que queiram começar a ler livros de suspense ou thrillers psicológicos, mesmo com a atmosférica sombria e sangrenta, Menina Má é uma leitura tranquila e rápida, perfeita para quem ainda não leu nada do gênero e queria aderir. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!