Resenha: O Que Há De Estranho Em Mim - Gayle Forman - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: O Que Há De Estranho Em Mim - Gayle Forman

Resenha: O Que Há De Estranho Em Mim - Gayle Forman

18/09/2017


Título: O Que Há De Estranho Em Mim | Autor (a): Gayle Forman | Editora: Arqueiro | Páginas: 224 | Skoob.

Onde Comprar: Amazon | Saraiva.

Avaliação: ★★★

Sinopse: Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade.
Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão.
Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.

Outra autora que nunca tinha lido nada dela, sim não li os outros livros famosos da autora, então resolvi ver no que a história iria dar.
Brit é uma adolescente de 16 anos, que vive com seu pai, sua madrasta e seu meio irmão, ela é integrante de uma banda, estuda, mas suas notas andam decaindo um pouco e isso fez com que seu pai começasse a se preocupar mais com ela, já que sua mãe sumiu à algum tempo da vida deles, pois ela tinha uma doença mental e que acabou não sendo tratado e isso a fez ter uma vida completamente diferente de antes, e de repente sumiu sem dar mais notícias, ninguém sabe se ela está bem ou se está morta.

Brit é pega de surpresa, quando seu pai fala que vai levar ela para ver o Grand Canion, como ela nunca foi até lá, é claro que adorou a ideia, mesmo sabendo que a sua madrasta e seu meio irmão também iriam, mas eles iriam de avião e Brit e o pai de carro, com a desculpa que o pequeno irmão dela iria passar mal na viagem longa, o que ela não imagina, é que ela jamais chegaria ao Grand Canion, mas sim em um reformatório chamado Red Rock, onde seu pai teve a coragem de deixar ela, sem nenhum tipo de explicação.

Lá todas as garotas são tratadas muito mal, e são classificadas por níveis, do um, onde você não tem contato com ninguém e fica o dia todo de pijama até o seis, onde possa se dizer que tem total liberdade e que assim pode ter o passe livre para quem sabe voltar para casa.
Na Red RocK, Brit conhece quatro garotas, V., Bebe, Martha e Cassie, assim como ela, elas estão ali porque os pais resolveram joga-las lá e achar que elas iriam melhorar, V. é a única que está no nível seis, e ela acaba ajudando muito Brit a se comportar nesse lugar horrível e melhorar de nível e ter algumas melhorias, o tratamento deles, é bem suspeito, já que usam o que elas fizeram na vida para julgá-las e fazer uma psicanálise alto reversa, que todas sabem que isso em vez de ajudar apenas tem a tendência de piorar a situação de alguém ali dentro.
O livro é rápido de se ler, e dois dias no máximo você consegue termina-lo, gostei do livro e de Brit, uma garota que sabe muito bem o que quer para a sua vida, mas que não consegue fazer com que seu pai entenda isso.

O livro passa uma situação que muitas adolescentes passam, que não tem noção de porquê alguma coisa está acontecendo com elas, claro que ser jogadas em um internato não tem muito por aqui, mas ser incompreendida por seus pais, tem e muito.
Gostei da determinação das cinco garotas em tentar fazer com que um lugar horrível possa se tornar melhor para a convivência delas, e como a amizade pode dar muita força quando você tá sem chão nenhum.
Brit e as meninas estão determinadas a acabar com esse lugar, com a Red Rock, mas não tem a mínima ideia de como vão fazer e como vão conseguir algo para fazer isso, já que só as de níveis seis podem sair para dar uma volta por ai, mas sempre estão acompanhadas, então não é uma coisa fácil de se conseguir.
Se você está afim de ler um libro legal, e gostoso de se ler, recomendo a leitura desse livro, você vai entender mais de Brit e como um medo infundado de seu pai pode mudar radicalmente a vida dela, ahhh e claro vamos ter um pouquinho de romance nesse livro é claro, não poderia faltar.

Leiam e venham e contar o que acharam, ou se já leram o que acharam?

Um comentário:

  1. Oi Camila!
    Esse livro foi uma decepção pra mim. Eu gosto muito de histórias com temática de internação, doenças psicológicas e de superação nesse sentido, então fui pra esse livro achando algo que na verdade não foi.
    Pra mim não fez sentido ela estar internada, não consegui me conectar com nenhuma personagem, acho que autora não aprofundou na história como poderia.
    Pra mim não rolou :/

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!