Resenha: Como Eu Era Antes De Você - Jojo Moyes - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Como Eu Era Antes De Você - Jojo Moyes

Resenha: Como Eu Era Antes De Você - Jojo Moyes

13/11/2017


Título: Como Eu Era Antes de Você | Autor (a): Jojo Moyes | Editora: Intrínseca | Páginas: 320 | Skoob.

Onde comprar: Amazon | Americanas.

Avaliação:  ★★★★★ ♥

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade - um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas - e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.
Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

Como começar a falar de um livro que simplesmente me fez sair do chão, da minha zona de conforto e que me deixou totalmente apaixonada?

Will, um cara legal, que tinha uma vida ótima e por um infeliz acidente ficou tetraplégico, quando tinha uma vida pela frente, onde conhecia lugares, comidas, mulheres entre várias outras coisas.
Louisa, ou Lou como era mais conhecida pelos seus pais, tinha um namorado há sete anos, que aparentemente não era lá aquelas coisas, acabou de ser despedida do seu último e único emprego, e quando está procurando um novo emprego, se depara em ser uma cuidadora de um deficiente físico, obvio que de primeira ela não curtiu a ideia, mas isso só foi antes de conhecer Will. Esse casal me deixou sem folego, no bom sentido do amor mesmo, fez eu parar para pensar até onde estamos dispostos a ir e a enfrentar pela pessoa que aprendemos a amar e que infelizmente não é ativa e bem deprimida com a vida.

Dei risadas com a implicância de Will com Lou, das roupas estranhas que ela gostava de usar, muitas risadas mesmo, mas também chorei, sabendo que esse amor que poderia nascer entre eles, não seria nada fácil. Temos também o Patrick, namorado simplesmente insuportável de Lou, que eu nutro um profundo ódio desse personagem, um maratonista obcecado por corridas e que eu sinceramente mandaria ele passear a muito tempo.

Nathan, o enfermeiro cuidador de Will, com que Lou convive mais e que se mostra uma ótima pessoa e que gosta do trabalho que tem e se preocupa realmente com a saúde frágil de Will. O que pensar depois de ter lido acredito que o meu livro preferido do ano, sim, sei que estou falando de um livro de romance, drama, mas não tem como se apaixonar por Will, é simplesmente impossível, ele é uma pessoa divertida, inteligente, culta, sabe ter uma boa conversa, sabe tentar mudar a vida de quem gosta, mas que não consegue mudar a própria vida desde o terrível acidente.

Leiam, mesmo que vocês não gostem de romances assim como eu, leiam, não vão se arrepender, e sinceramente sempre que eu lia, vinha na mente a música do filme do Ed Sheeran, aquela música me conectou com a história de um jeito, que não consigo descrever para vocês, mas que sempre estará nas minhas lembranças e que sempre vai me fazer lembrar de Will e Lou.

Livro cinco estrelas e favoritado com certeza, para quem for ler, fique com uma caixinha de lenços perto, vai necessitar, garanto, e sei que vou precisar dela para assistir ao filme também, mas isso já é outra história e fica para um outro dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!